Venda da Petrobras em AL: prefeitura cria empresa e entra na disputa
   6 de julho de 2020   │     23:35  │  9

A operação da Petrobras em Alagoas, que inclui sete campos de petróleo e gás, gasodutos, oleodutos e uma unidade de processamento de LGN (líquido de gás natural) está à venda em Alagoas.

A empresa informa, em comunicado divulgado ao mercado, que pretende vender 100% de sua participação no “Polo” localizado no Estado.

Se a transação evoluir, a Petrobras deve deixar de atuar fisicamente na exploração de petróleo e gás em Alagoas. A empresa também está vendendo participação em campos marítimos de petróleo na bacia Sergipe/Alagoas.

A Petrobras empresa informa ainda, em teaser ao Maceió, que o “Processo” consiste na cessão dos direitos de exploração, desenvolvimento e produção de óleo e gás natural desse grupo de campos de terra e águas rasas, com instalações integradas, visando fornecer aos potenciais compradores plenas condições de operação (“Potencial Transação”).

O Polo que está sendo ofertado ao mercado pela Petrobras compreende 7 concessões de produção de petróleo e gás, todas localizadas na região leste de Alagoas. Dentre as principais instalações destacam-se as duas Estações de Tratamento (Furado e Pilar) e cerca de 230 Km de gasodutos e oleodutos, em especial o oleoduto de escoamento da produção até o Terminal Aquaviário de Maceió.

Além das concessões e suas instalações de produção, o Polo inclui a Unidade de Processamento de Gás Natural – UPGN de Alagoas, responsável pelo processamento todo o gás do Polo e pela geração dos Líquidos de Gás Natural – LGN, cuja capacidade de processamento é de 2 milhões m3/dia por dia.

Várias empresas, nacionais e internacionais, demonstraram interesse em comprar a operação da Petrobras em Alagoas. A novidade é a possível participação de uma empresa criada pela prefeitura de Pilar para participar do processo. As empresas tiveram até essa segunda-feira, 6, para comunicar interesse no negócio. A próxima fase, que vai até o dia 24 deste mês é a de habilitação.

No jogo

Quem é do ramo avalia que a negociação em torno da operação da Petrobras em Alagoas pode passar de R$ 1 bilhão.

A prefeitura de Pilar dificilmente terá recursos para comprar, de fato, a Petrobras em Alagoas. Mas ao se habilitar no processo poderá participar ativamente da definição do futuro do “polo” no Estado. A Petrobras é a maior em operação no município e é responsável diretamente pela forte arrecadação que a cidade tem em ICMS e royalties.

Atualmente o “polo” da Petrobras em Alagoas está funcionando com capacidade ociosa. A expectativa é que uma nova empresa pode operar plenamente, o que beneficiaria não só Pilar, mas toda Alagoas.

Vale a pena ler de novo: Quem vai querer? Petrobras está à venda em Alagoas

 

COMENTÁRIOS
9

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Arlen

    A PETROBRAS em Alagoas cumpre seu papel de maneira extremamente responsável, sempre dando resultados e trazendo desenvolvimento para o Estado, hoje temos esse triste cenário, onde anuncia-se a venda da Petrobras Alagoas. Não se vende uma unidade que sempre deu LUCRO, não se entrega a riqueza do povo para terceiros. A PETROBRAS É DO BRASIL e seu papel é levar desenvolvimentos para todas regiões. Infelizmente o povo não busva informações sobre o papel da BR e acaba tratando esse assunto de forma banal!

  2. Arlen

    A PETROBRAS Alagoas cumpre seu papel de maneira extremamente responsável, sempre dando resultados e contribuindo para o desenvolvimento da empresa num geral, além de participar com grande percentual de impostos para o estado, hoje temos esse triste cenário, onde anuncia-se a saída de BR de Alagoa, uma empresa pioneira aqui em nosso Estado e que não só em Alagoas, mas em todo Brasil está sendo vendida, entregando o petróleo e o gás, que é uma riqueza é do POVO. Infelizmente são poucos os que entendem o papel social que PETROBRAS representa e falam de forma banal sobre um assunto desses. NÃO SE VENDE UMA EMPRESA QUE DÁ LUCRO, NÃO SE ENTREGA O QUE É DO POVO, PRIVATIZAR FAZ MAL, PRINCIPALMENTE PARA O POVO!

  3. Paulo

    Vai beneficiar o Estado como? Do mesmo jeito que a Equatorial que demitiu 70% do efetivo, que piorou em tudo o serviço, que tornou mais cara a energia? A Petrobrás produz GLP pra todo Estado de Alagoas e varais cidades de Pernambuco. Dá tempo vc apagar essa matéria tendenciosa.

  4. Flavio de Souza Ferreira

    Como pensarmos em um Estado igualitario para todos quando a propria midia cuida de carrear a riqueza para mãos de poderosos propagando falácias
    A Petrobrás há anos é orgulho para o Estado tanto do ponto de vista da ampliação do mercado de trabalho como na distribuição principalmente de GLP
    Sinto muito que comunicadores sejam instrumentos de fake news contribuindo para esse desmonte.
    Lamentavel

  5. Icaro

    Olá Edivaldo,

    Você deveria apresentar alguma fonte para sustentar o comentário de que a Petrobras em Alagoas trabalha com capacidade ociosa. Se não apresentar, posso então adjetivar como falácia ou mesmo Fake News.

    É triste saber que a gazeta está fazendo alimentando em seu site informações falsas.

  6. Diego

    Caro Edvaldo, não sei de onde vc retirou essa informação de que a Petrobras funciona em Alagoas com capacidade ociosa é que isso será um bom negócio para o povo alagoano, Vc deveria informar que a Petrobras em Alagoas é responsável pelo processamento diário de mais de 80 toneladas de GLP, tornando o estado de Alagoas bem estratégico e autossuficiente na produção do Gás de Cozinha, devemos nos lembrar que a eletrobras foi vendida a preço de banana e quem paga o preço agora é à população e todos os bananas que acreditam na fantasia criada por Paulo Guedes para entregar nossa matriz energética!!!!

  7. Glauco

    Edivaldo Júnior, de onde você colheu as informaçoes de que a Petrobrás em Alagoas esta funcionando com capacidade onerosa? E, se onerosa, em que? Seja mais claro e menos tendecioso, por favor. Sou funcionário da Petrobrás e pelo o que me consta aqui em Alagoas nada condiz com esta sua afirmação, muito pelo contrário. E de onde você também conclui que esta venda será benéfica para o Estado? Baseado em que?

    1. Glauco

      Retificação: onde se ler “onerosa” leia-se “ociosa”. Mas, quetendo, pode considerar uma ou outra palavra, pois, ainda sim, as informações não condizem com a realidade.

  8. Pedro Costa

    Kkkkk o prefeito Reinão não sabe mais o que faz. Sua popularidade só cai em Pilar. O tio, Carlos Alberto, é pré candidato, sabe que é osso duro de roer.

Comments are closed.