Laranja, amarela e azul: falta um “detalhe” para AL avançar nas fases da pandemia
   26 de julho de 2020   │     9:16  │  3

Tudo vai depender da nova semana epidemiológica que começa neste domingo (26). Se o número novos casos confirmados e de óbitos por Covid-19 se mantiverem estáveis ou em queda, Alagoas deve dar mais um passo na escala de cores do plano de distanciamento social controlado.

Não há, no momento, nada que aponte para “avanço” – a não ser a vontade de quem quer ver tudo voltar ao novo normal o quanto antes.

O novo coronavírus, no entanto, é “traiçoeiro”. Nesse momento, por exemplo, a curva de novos casos confirmados e óbitos voltou a crescer em toda Alagoas – inclusive Maceió. Mantida a tendência poderemos ter um movimento contrário, com a possibilidade de fechamento de setores que abriram esta semana, a exemplo de shoppings, bares e restaurantes.

Lembrando que estamos hoje na fase amarela em Maceió, laranja nas regiões norte e metropolitana da capital e vermelha no restante do Estado.

O governo de Alagoas trabalha hoje com a probabilidade de avançar uma cor em cada região. O Estado passaria para as fases laranja, amarela e azul. Anote aí.

O novo decreto deve valer a partir do próximo dia 3 de agosto. Até lá, a única novidade dentro do plano de distanciamento social controlado é a volta de 50% do transporte complementar em todas as regiões do Estado.

A decisão será tomada pelo governador Renan Filho, após ouvir especialistas – incluindo os da saúde.

No momento os números são favoráveis. A ocupação geral de leitos exclusivos para tratamento de Covid-19 é a menor desde o início da pandemia. Dos 1.326 leitos disponíveis, 462 (35%) estão ocupados. Dos 994 leitos clínicos, 279 (28%) estão ocupados. Dos 281 leitos de UTI, 175 (62%) estão ocupados. Das 51 UTIs intermediárias (que também tem respiradores) apenas 8 (16%) estão ocupadas.

Se fosse apenas pelo critério de leitos dentro da matriz de risco, Alagoas poderia avançar para a fase verde – onde pode tudo – desde já.

A matriz de risco, no entanto tem como um dos seus eixos estratégicos a “Evolução Epidemiológica”.

As bandeiras para transição de fases neste eixo dependem de três fatores: evolução do número de óbitos, do número de novos casos confirmados e razão de casos ativos por casos recuperados.

De todos os critérios, o único, no momento, desfavorável ao avanço para novas fases é o de novos casos confirmados, que voltou a crescer em Alagoas segundo a média móvel deste sábado (veja gráficos). Se essa curva não se mantiver em alta, o Estado estará pronto para avançar.

Não custa lembrar que cada um pode ajudar nesta tarefa. Usar máscaras, lavar as mãos e circular somente o necessário pode ajudar no enfrentamento ao novo coronavírus. Pode parecer paradoxo, mas quanto maior é o isolamento social, mais rápido poderemos voltar ao novo normal.

Veja as permissões para reabertura em cada fase: 

FASE VERMELHA – Estão mantidas as atuais regras de isolamento e distanciamento sociais.

FASE LARANJA – Aplicação das medidas sanitárias gerais e aplicação das medidas específicas para cada setor autorizado: todos os setores autorizados na Fase Vermelha; lojas ou estabelecimentos de rua com até 400 m² (quatrocentos metros quadrados); salões de beleza e barbearias; templos, igrejas e demais instituições religiosas, funcionando com 30% (trinta por cento de sua capacidade).

FASE AMARELA – Mantidas as medidas sanitárias gerais e novas permissões para reabertura: todos os setores autorizados nas Fases Vermelha e Laranja; lojas ou estabelecimentos de rua acima de 400 m² (quatrocentos metros quadrados); shoppings centers, galerias, centros comerciais e estabelecimentos congêneres; templos, igrejas e demais instituições religiosas, funcionando com 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade; bares e restaurantes, funcionando com 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade; transporte intermunicipal e turístico, funcionando com 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade.

FASE AZUL – Mantidas as medidas sanitárias gerais e novas permissões para reabertura: todos os setores autorizados nas Fases Vermelha, Laranja e Amarela; cinemas, teatro e museu, funcionando com 33% (trinta e três por cento) de sua capacidade;academias, clubes e centro de ginástica, funcionando com 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade; bares e restaurantes, funcionando com 75% (setenta e cinco por cento) de sua capacidade; templos, igrejas e demais instituições religiosas, funcionando com 75% (setenta e cinco por cento) de sua capacidade; transporte intermunicipal e turístico, funcionando com 75% (setenta e cinco por cento) de sua capacidade.

FASE VERDE – Mantidas as medidas sanitárias gerais e novas permissões para reabertura:  todos os setores autorizados nas Fases Vermelha, Laranja, Amarela e Azul de forma integral; aulas presenciais na rede pública e privada de ensino; serviço público do Poder Executivo Estadual de forma presencial; cinemas, teatro, museu e eventos sociais.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Nivaldo

    Vamos trabalhar, os 600 já tá no fim,o governo federal não vai mais sustentar parasitas, quem não quer trabalhar fique em casa tomando cachaça.

  2. Interiorano

    Mas, continuo repetindo : além da necessidade da compreensão e da conscientização das pessoas, “o menos ruim” era que até enquanto se descubra uma vacina e se proceda uma vacinação global em massa, que tudo (Bares, Colégios, Comércio em geral, Empresas em geral, Escolas, Estádios de Futebol, Faculdades, Hotéis, Igrejas, Indústrias em geral, Restaurantes, Serviços Públicos, Supermercados, Universidades) funcionasse e/ou só voltasse a funcionar, na base da escala tipo revezamento! Cada setor, faria sua escala e/ou forma de funcionar/trabalhar! Quem pudesse ficar trabalhando home office/teletrabalho, que continuasse! Com isso, evitaria se aglomerações! E que todos continuassem utilizando máscaras, luvas se for o caso, álcool em gel e um certo distanciamento social! Essa é a opinião de um velho matuto do Interior!

Comments are closed.