Sefaz começa retomada de atividades presenciais no setor público em AL
   15 de setembro de 2020   │     21:37  │  0

A retomada será lenta e gradual. Mas já começa na próxima semana. Oficialmente, a Secretaria da Fazenda é a primeira órgão do primeiro escalão a retomar o atendimento público. Todas as Pastas estaduais estão funcionando em regime especial, com foco no teletrabalho e serviço presencial reduzido.

Outros órgãos, que prestam serviços considerados essenciais, a exemplo do Detran e Instituto de Identificação, já retomaram atendimento ao público.

A retomada na Sefaz aponta para um novo momento da pandemia em Alagoas e sinalizada para a volta das atividades presenciais em todo o Estado já a partir do início de outubro, quando Alagoas ou pelo menos Maceió deve evoluir para a fase verde – a mais branda na escala de cores do plano de distanciamento social controlado.

Os números de novos casos confirmados e óbitos por Covid-19 continuam em queda, o que pode levar o governo a autorizar o retorno das aulas presenciais – ao menos na rede privada – entre o final de setembro e início de outubro.

Na Sefaz, o atendimento ao público no mês de setembro será realizado das 08h às 12h, havendo norma posterior que determinará os horários de funcionamento para o mês de outubro e seguintes.

Retorno

A portaria que estabelece o dia 21 de setembro como a data de retorno das atividades presenciais na Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL) foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) nessa segunda-feira (14).

A retomada deve ser feita levando em consideração todas as medidas anteriormente estabelecidas no Plano Sanitário. O protocolo sanitário de retomada foi elaborado pela equipe de Compliance em conjunto com a Secretaria Executiva de Gestão Interna da Sefaz Alagoas, com o objetivo de estabelecer as condições de higiene, cuidados pessoais, atendimento e disposição dos funcionários no retorno às atividades presenciais no órgão. O Plano foi aprovado pela Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas.

O secretário da Fazenda, George Santoro, afirma que o órgão já se submeteu a todas as adequações necessárias para garantir a segurança e a integridade da equipe. “Nós instalamos barreiras de proteção nos balcões de atendimento, adesivos que indicam o distanciamento necessário, todos os prédios já passaram por um processo de desinfecção rigoroso. Então, acreditamos estar prontos para receber os nossos servidores e também o público externo da Sefaz”, explica.

O presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Alagoas (CRCAL), José Vieira dos Santos, ressaltou a importância do retorno das atividades presenciais no órgão. “A Sefaz/AL realiza um trabalho fundamental na promoção do crescimento econômico e desenvolvimento social do estado, que, inclusive, não parou na pandemia. Pelo contrário, teve continuidade e bons resultados. É um órgão que tem se modernizado e dialogado cada vez mais com a sociedade. Destacamos a parceria que mantemos, ao longo dessa exitosa gestão, com o secretário George Santoro à frente, no sentido de levar as informações pertinentes à classe contábil do estado, seja através de comunicados, reuniões e eventos; de gerar melhorias no atendimento, a exemplo da entrega da Sala do Contador; de tornar os sistemas mais acessíveis, entre outras ações. Desejamos mais sucesso ainda neste retorno às atividades presenciais”, comentou.

Quem também falou sobre esse retorno foi o presidente da Associação Comercial de Maceió, Kennedy Calheiros. “Vemos o retorno à normalidade, como um todo, como um algo extremamente positivo. Inclusive o atendimento presencial é onde se consegue as melhores soluções dos conflitos ou das dúvidas caso exista entre as partes. Então, essa atitude da Secretaria da Fazenda, em a partir do dia 21 de setembro, vai contribuir muito para o comércio, a indústria, os serviços e para todos os segmentos do setor produtivo. Parabéns ao secretário George Santoro por essa atitude que eu sei que está sendo tomada visando este bom atendimento, mas com toda a segurança que a volta à normalidade precisa”, colocou.

“O trabalho desempenhado pela SEFAZ é de suma importância para o desenvolvimento das atividades empresariais e este retorno atenderá à demanda de quem não conseguiu resolvê-las de maneira remota”, acrescentou Gilton Lima, presidente da Federação do Comércio do Estado de Alagoas.