Luciano Barbosa é o candidato do MDB em Arapiraca
   16 de setembro de 2020   │     16:37  │  0

A chapa foi confirmada em duas convenções. Uma convocada pelo diretório do MDB de Arapiraca, nessa terça-feira (15) e outra nesta quarta-feira (16) pela Executiva Estadual. O anúncio foi feito pelo advogado e especialista em direito eleitoral Fábio Gomes.

O advogado acompanhou a convenção de hoje, mesmo considerando que ela poderia não ter validade. “Essa convenção tem sobre ela uma discussão jurídica, porque no nosso entender o diretório estadual não poderia convocá-la, já que na tarde de ontem regularmente o diretório municipal de Arapiraca realizou a convenção que escolheu o prefeito Luciano Barbosa e a vice Rute Nezinho, que é indicada pelo partido PL, bem como a chapa com candidatos a vereadores”, disse Gomes.

Fábio Gomes  reforça: “o diretório estadual resolveu convocar intempestivamente essa convenção, os senhores convencionais no senso cívico que lhes é devido compareceram assim mesmo, deliberaram na convenção de hoje e ratificaram as decisões da convenção de ontem, indicando o vice-governador Luciano Barbosa como candidato a prefeito, a vaga de vice ao partido PL, a senhora Rute Nezinho e uma coligação com diversos outros partidos”.

Em vídeo que circula nas redes sociais, o advogado resume: “o candidato a prefeito (do MDB Arapiraca) é o senhor José Luciano Barbosa da Silva. Cumpriu todos os requisitos formais e estatutários. Agora a decisão está na mão do povo de Arapiraca”.

Na terça-feira (15), foi realizada a primeira convenção, mas a escolha ficou indefinida, apesar da votação dos convencionais, em função da nova convocação de convenção para esta quarta-feira (16). Fazem parte da coligação: MDB, PL, PT, PSC, DEM, PMN, PTC e PT do B.

A convenção desta quarta, foi marcada por muita indefinição. As discussões se deram em torno da indicação dos nomes de Ricardo Nezinho e Daniel Barbosa (feitas pelo diretório estadual), mas no final foi confirmada a chapa de Luciano Barbosa e Rute Pereira.

A tentativa de intervenção no processo de escolha de Luciano Barbosa, está posto, foi tardia. Ao diretório estadual restava convocar a nova convenção, mas os convencionais eram os mesmos – a maioria ligada a Luciano Barbosa – que ao final impôs sua vontade. É jogo jogado.

Rompimento

A candidatura de Luciano Barbosa pode representar um rompimento do vice-governador com o governador? Num primeiro momento está claro, pelo movimento do diretório estadual, presidido pelo senador Renan Calheiros, que nem ele, nem Renan Filho concordam com a candidatura dele em Arapiraca.

O compromisso de Luciano Barbosa era o de ser vice “até o fim”, com a possibilidade de disputar a reeleição de governador, após assumir, em 2022, com eventual afastamento de Renan Filho. Era. Agora o jogo está zerado para governador e vice e abre espaço para uma nova composição política. Vem aí, anote, um novo rearranjo político no Estado. Mas essa é outra história.