Davi parte para o ‘ataque’ contra Alfredo e JHC: será que vai ter troco?
   23 de outubro de 2020   │     1:02  │  1

Esta semana, o guia eleitoral em Maceió deixou a fase da sutil da ‘troca de farpas’ para os ‘ataques diretos’. Em terceiro nas pesquisas eleitorais, com chances de ir ao segundo turno, o candidato Davi Davino Filho (PP) chamou os candidatos que estão à sua frente, Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB) e João Henrique Caldas (JHC) para a ‘briga’ – literalmente.

O candidato do Progressistas vem ganhando não só pontos nas pesquisas, mas também passou a ser considerado com um rival capaz de vencer a eleição. E começou a usar uma estratégia inevitável em qualquer campanha eleitoral.

Em anúncios (comerciais), a campanha do PP recomenda que o eleitor fique de “olho neles”. Isso depois de associar um candidato de ser beneficiado pela Braskem e ou outro de ter apadrinhado do senador Renan Calheiros.

Em todas as campanhas esse tipo de crítica costuma ter “volta”. Nesta não deve ser diferente.

Ao elevar o tom da campanha, Davi Filho corre o risco de perder tempo na rádio e na TV por direito de resposta. E, claro, também de sofrer críticas no mesmo diapasão. Nesses casos, o risco deve ser calculado.

Em política, quase sempre bater é sempre melhor que apanhar. Mas também é verdade que quem bate, também leva. Agora é esperar o que vem por aí. Ou alguém acredita que, a essa altura, Alfredo e JHC não irão dar o “troco”?

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Tony

    Os revides acontecerão nos últimos programas do horário eleitoral para não dar tempo para a tréplica (kkkkkkk). Mas não se enganem, certamente tem muita coisa guardada para os capítulos finais dessa novela chamada Horário Eleitoral. Aí sim vamos ouvir publicamente as podridões dos nossos candidatos, que muita gente já sabe, mas não diz por medo ou conivência.

Comments are closed.