Expoagro Alagoas fatura R$15 milhões e quebra recorde
   3 de novembro de 2020   │     15:15  │  0

A edição 2020 da Exposição Agropecuária de Produtos e Derivados de Alagoas (Expoagro/AL) quebrou recorde de faturamento, atingindo R$ 15 milhões. Durante o evento foram comercializados mais de 1,2 mil animais entre bovinos, equinos e ovinos.

O volume de negócios, segundo a Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), representa crescimento de 41% em comparação com faturamento de 2019.

O evento, que foi encerrado no domingo, 1º de novembro, contou com 2 mil animais em exposição, 120 estandes e comercializou seus produtos com criadores de 18 estados da federação.

Consolidada com principal centro de negócios da pecuária do Nordeste, a Expoagro/AL realizou seus leilões em formato virtual e foi uma das primeiras feiras agropecuárias a promover atividades técnicas como julgamentos e exposição das raças durante a pandemia.

A exposição contou com 2 mil animais em exposição, 120 estandes de produtos e serviços, além de um público estimado em 20 mil pessoas. A Expoagro também se consolidou como maior evento do setor no Nordeste, em volume de negócios. Nesta edição, foram vendidos animais para criadores de 18 estados do Brasil.

O calendário da exposição reuniu os leilões Mega Touros, Varrela Reprodutores, Nelore Barros Correia, Nelore Santa Catarina, Nelore Positivo, Maceió Horse’s Show, Nacional Ovinos Santa Inês e Mais Leite.

De acordo com o presidente da ACA, Domicio Silva, a edição de 70 anos atendeu as expectativas do mercado: “O evento se superou, cresceu e se reinventou, trazendo para os leilões padrão de qualidade genética e variabilidade. O balanço é bem positivo, com todos os remates superando as médias do ano passado, com vendas para todo o Nordeste e alguns vendendo para o sudeste e centro-oeste”.

Em exposição no Parque da Pecuária a Associação dos Criadores contabilizou 400 ovinos, 170 equinos, 500 bovinos e 70 pequenos animais – além dos animais dos leilões.

Os julgamentos apresentarem os melhores ovinos deste ano durante a Expo Brasil – Nacional do Santa Inês, além dos bovinos nelore, gir leiteiro, girolando e os equinos mangalarga. Segundo o presidente da Agreste Leilões, cerca de 300 criadores marcaram presença entre as atividades virtuais e presenciais.

“Foi um ano muito forte, de crescimento e salto qualitativo de genética. Tivemos o Brasil inteiro conectado ao evento e isso mostra que os criadores de Alagoas estão no caminho certo. A Expoagro é evento que só faz fortalecer o setor, que vem demonstrando pujança do agro e provando ao mundo que o Brasil é um produtor promissor de proteína e grãos. Sem dúvida, essa é a exposição mais completa e a maior dos últimos anos, tanto em número de animais quanto em qualidade técnica. Essa pode ser a abertura para um novo momento. O criador alagoano sai na frente pois se mostrou versátil e preparado”, afirmou Rodrigo Loureiro.

Os tradicionais shows ficaram de fora da edição, mas as famílias puderam curtir as atrações seguindo as regras do protocolo sanitário do evento que exigiu o uso obrigatório de máscara, distanciamento, aferição de temperatura, além da higienização com álcool em gel. O evento sofreu uma limitação em suas atividades e registrou um público de 20 mil pessoas.

“Uma Exposição diferente, difícil de ser realizada, cumprindo todos esses protocolos, mas que nos surpreendeu na participação do público. As pessoas respeitaram e não tivemos problema nenhum”, comemorou Domício Silva.

A Expoagro/AL contou com realização, além da ACA, da Organização Arnon de Mello (OAM) e Federação da Agricultura e apoio dos parceiros Sebrae Alagoas, Governo de Alagoas, Secretaria de Estado da Agricultura, Senar/AL, BNB, FIEA e BCCOM.

(com assessoria)