Novo grupo político de AL vai trabalhar para fazer um federal
   21 de novembro de 2020   │     18:59  │  2

Quem é do ramo sabe. As urnas de 2020 apontam os grupos que surgirão como maior força nas eleições estaduais de 2022.

Está claro que Paulo Dantas (MDB), Marcelo Victor (SD), Antônio Albuquerque (PTB), Davi Davino Filho (PP) ganharam musculatura este ano e terão voz ativa nas composições do próximo pleito. E não só eles.

Outros deputados estaduais saíram fortalecidos e preparam terreno para voos mais altos.

Nessa lista tem uma estreante na Assembleia Legislativa de Alagoas. A deputada Fátima Canuto conseguiu um dos melhores resultados este ano.

E passa a comandar ao lado do filho, Renato Filho, um dos mais novos grupos do Estado, com peso para fazer um deputado federal em 2022.

Renato foi reeleito prefeito do Pilar com 80% dos votos válidos, terceira maior votação do Estado. A esposa dele, Cecília Rocha, foi eleita prefeita de Atalaia com 62%. As duas cidades são vizinhas, têm o 14o e 12o colégio eleitoral do Estado e somam mais de 56 mil eleitores.

Fátima Canuto também foi voz ativa na eleição do novo prefeito de São Miguel dos Campos, George Clemente (MDB), do prefeito eleito de Inhapi, Tenorinho Malta e da prefeita eleita de Delmiro Gouveia, Ziane Costa (MDB).

A deputada ainda está no PRTB, mas deve migrar para o PSC, partido que é comandado por Renato Filho em Alagoas.

Assim como os Canuto, a legenda saiu fortalecida das urnas.

Em Maceió, o PSC, teve o segundo melhor desempenho na Câmara de Vereadores e fez três de 25 cadeiras. Além de Renato e Cecilia, o PSC ainda elegeu o prefeito Flávio do Chico da Granja, em Feira Grande e vereadores em vários municípios.

Em Delmiro Gouveia, a maior bancada eleita, com 4 vereadores de um total de 11, é do PSC. Em Pilar, foram 7 do PSC para 12 vagas. Em Atalaia foram 4 em 13 vagas.

A ampliação dos espaços em outros municípios, além de Pilar, dá aos Canuto o título de ‘novo grupo’ na política de Alagoas.  Agora podem ser equiparados a forças tradicionais, a exemplo dos Pereira, Beltrão e Cavalcante, que continuam com força na política alagoana.

E é quase certo que os Canuto darão um passo a frente em 2022. Falta só escolher quem será o nome para disputar a Câmara Federal. Uma dica: quem arriscar em Fátima tem grandes chances de acertar. Mas essa é outra história.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Marcos goes

    Ótimo trabalho!
    Após perder muito tempo na internet encontrei esse blog
    que tinha o que tanto procurava.
    Parabéns pelo texto e conteúdo, temos que ter mais
    artigos deste tipo na internet.
    Gostei muito.
    Meu muito obrigado!!!

  2. LUIZ ORLEANS FEITOZA DOS SANTOS

    Prefeito eleito de Pilar, prefeita eleita de Atalaia, marido e mulher? Os critérios de domicílio eleitoral são tão estanhos… Parece até que legalizaram a poligamia e poliandria no Brasil.

Comments are closed.