Rodrigo Cunha deve emplacar dois nomes na equipe de JHC
   16 de dezembro de 2020   │     19:15  │  2

Nas eleições deste ano, o senador Rodrigo Cunha (PSDB) jogou todas as fichas, aparentemente, em Arapiraca e Maceió. Perdeu no agreste, mas teve o resultado esperado na capital, com a vitória de JHC (PSB) no segundo turno.

Uma boa gestão em Maceió vai ajudar a manter vivos os planos do seu grupo em lançar um candidato ao governo em 2022. O nome posto até o momento é o do próprio Rodrigo. E ele terá participação direta no governo de JHC. Além de tentar viabilizar recursos em Brasília, o senador deve emplacar dois nomes no primeiro escalão da prefeitura a partir de 2021. Dessa forma, vai ampliar espaços que teve durante a gestão de Rui Palmeira (sem partido) em Maceió.

A nomeação de Elder Maia, que seria da cota de Rodrigo Cunha, para a Secretaria de Educação de JHC já é dada como certa.

Outro nome a ser indicado pelo senador deve ser o de Herman Braga, que faz parte do seu time no Senado. A Pasta ainda está sendo definida. Mas é claro que a influência deve ser um pouco maior em toda a gestão. Rodrigo Cunha e JHC se aproximaram em 2018 e ao que parece devem seguir juntos pelos próximos anos na política alagoana.

Em bloco

JHC ainda não definiu quando será feito o anúncio oficial dos nomes da sua equipe. A prioridade agora seria encontrar um secretário de Finanças. Inicialmente o prefeito eleito fez convite para um servidor da esfera federal, mas não houve evolução

O anúncio dos nomes deve ser feito pelo prefeito eleito em entrevista coletiva. Falta só definir a data. Na equipe dele, a sugestão é que isso ocorra no dia 30 deste mês – com possibilidade de ser um pouco antes.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Tony

    Os nomes dos futuros secretários e superintendentes já eram pra terem sidos divulgados. É necessário que os escolhidos já participem da transição em cada órgão, para conhecer o ambiente e saber com quem pode contar na nova composição administrativa. Reuniões com servidores efetivos será necessário, principalmente com aqueles que formam a equipe técnica, principalmente com aqueles que não fazem parte da equipe que trabalhou na administração Rui Palmeira. Em todas as Secretarias e Superintendências, a escolha sempre se deu através de indicações politicas, principalmente de vereadores com mandatos. Espera-se que, pelo menos no segundo e terceiro escalão, a escolha seja técnica e não politica, senão, tudo que pregou JHC, cairá por terra.

Comments are closed.