Preço da gasolina vai passar de R$ 5,10 em Maceió, diz empresário
   9 de fevereiro de 2021   │     15:26  │  0

A Petrobras anunciou, nessa segunda-feira (8) o terceiro reajuste no preço da gasolina no ano. Na refinaria o preço médio do litro subiu 8%, o que representa um aumento de R$ 0,17 no valor final do produto (R$ 2,25).

Nesta terça-feira (9), as distribuidoras já começaram a repassar o aumento de preços para os postos em Maceió. De acordo com um revendedor o valor de compra da gasolina tipo C passou para R$ 4,707. “É um absurdo”, desabafou o empresário.

Com a margem de revenda, para cobrir os custos de operação dos postos, a gasolina em Maceió não deverá custar menos de R$ 5,10 nos postos que comercializam o combustível por valor médio mais baixo em Maceió.

Segundo o empresário a margem ideal seria de 20%. “Mesmo com a redução de margem, não vai dar para vender gasolina abaixo de R$ 5,10. Quem fizer isso quebra”, explica.

Preço de compra de combustíveis hoje pelos postos aos distribuidores em Maceió

Reajuste na refinaria

Petrobras aumenta preço da gasolina em cerca de 8% nas refinarias

A Petrobras anunciou ontem (8) um aumento de cerca de 8% no preço da gasolina a ser vendido pelas refinarias para as distribuidoras. Com isso, o preço médio do litro do combustível subiu R$ 0,17 e passará a ser de R$ 2,25 a partir de hoje (9).

Já o óleo diesel aumentou cerca de 6% (R$ 0,13 por litro) e passará a custar R$ 2,24 também a partir de hoje (9).

O GLP (gás liquefeito de petróleo), o gás de botijão, também terá aumento no preço: cerca de 5% (R$ 0,14 por kg). Com o reajuste do preço, o gás de botijão passará a custar 2,91 por kg (ou R$ 37,79 por 13 kg).

“Importante ressaltar que os valores praticados nas refinarias pela Petrobras são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo. Até chegar ao consumidor, são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, no caso da gasolina e do diesel, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores de combustíveis”, informa nota divulgada pela empresa.

(Com Agência Brasil)