“As gratificações foram dadas a servidores efetivos que recebem há mais de 10 anos esses valores”, diz secretário de Governo
   22 de fevereiro de 2021   │     13:25  │  0

Em nota enviada ao blog, através de sua assessoria, o secretário de Governo de Maceió, Vereador Francisco Sales (PSB), esclarece que as nomeações de 25 funções gratificadas num só dia como normais.

Veja a nota, na íntegra:

“As gratificações foram dadas a servidores efetivos que recebem há mais de 10 anos esses valores”, diz secretário de Governo

Das 25 concessões de Função Gratificada publicadas no Diário Oficial do Município, 22 foram destinadas para Guardas Municipais e as outras três do setor administrativo. Ao contrário do que foi divulgado sobre “nova ordenação de despesa”, essas gratificações existem nos salários dos servidores efetivos há mais 10 anos.

As publicações das portarias no Diário Oficial do dia 12 de fevereiro são destinadas a concessão de gratificação e não de nomeações de cargos comissionados. O secretário de Governo, Francisco Sales, explica que essas concessões de Função Gratificada integram os salários dos servidores efetivos listados no Diário Oficial.

As gratificações variam entre os valores de R$ 90,00 a R$ 160,00, pagas como forma de complementação para ajuda de custo.

“Nós estamos realizando contenção de gastos em diversos órgãos, mas existem alguns setores que não podemos alterar, como os salários dos nossos servidores. Essas pessoas são efetivas e mesmo que os valores sejam questionados, como despesas para o município, eles farão falta no orçamento dessas pessoas. Nossa gestão sempre defendeu a valorização dos servidores e salário é algo sagrado para qualquer trabalhador”, afirmou Francisco Sales.

O secretário colocou ainda que vem existindo o “apego dos inconformados” em torcer pelo tumulto da gestão, que visa conter o desperdício do dinheiro público em altos contratos, contratos superfaturados e outros que não dão retorno eficiente ao município, como também o controle das nomeações dos cargos comissionados.

“As gratificações foram dadas a servidores efetivos que recebem há mais de 10 anos esses valores. Não existe tomar medidas contraditórias no discurso da gestão, já que nenhum momento foi dito que seria cortado direitos dos servidores efetivos. Nós vamos continuar com as mesmas ações, buscando o diálogo e as melhores medidas”, completou o secretário.