PSDB e PSD “cedem” prefeitos para o MDB em Alagoas: “tudo combinado”
   22 de fevereiro de 2021   │     22:21  │  0

Pela terceira vez este mês o governador Renan Filho (MDB) promoveu ato de filiação de prefeitos ao seu partido. Quem abriu a fila, no dia 3, foi Júlio Cezar, de Palmeira dos Índios, que era filiado ao PSB. Na sequência, no dia 8, Jaime do Mercado, de Palestina (ex-Republicanos) e Will Valença, de Tanque d’Arca (ex-PSD) também embarcara na legenda.

Em novo ato realizado na sede do MDB, em Maceió, três prefeitos assinaram a ficha de filiação ao partido nesta segunda-feira (22): Valmiro Gomes, de Poço das Trincheiras (ex-PSDB), Jorge Galvão, de Jundiá e Leopoldina Amorim, de Marimbondo.

Ao mesmo tempo que fortalece seu partido, o governador “desidrata” outras legendas – inclusive de aliados. PSB e PSDB, que fazem oposição a Renan Filho, já perderam metade dos prefeitos que elegeram em Alagoas em 2020. Não é muito numericamente, mas tem um simbolismo muito forte. Cada um dos partidos elegeu prefeitos e agora tem apenas um.

O PSD do deputado federal Marx Beltrão, aliado do governador, também “cedeu” prefeitos. Dos quatro eleitos em 2020, três já foram para o MDB.

A “atração” de prefeitos para o MDB tem sido estimulada pela força do Estado no momento. O governo tem em caixa recursos para fazer investimentos e, pelo que disse o governador, hoje, a “capilaridade” do partido ajuda o governo.

“Pessoal, hoje participei da filiação dos novos prefeitos ao MDB. Eles fazem o trabalho do Governo de Alagoas de forma mais ativa nos municípios alagoanos. Uma observação importante é que a capilaridade do partido ajuda, sem dúvida, o Governo. Deixo aqui meus abraços aos prefeitos de Jundiá, Jorge Galvão; de Maribondo, Leopoldina Amorim; de Poço das Trincheiras, Valmiro Gomes, reafirmo com certeza que vamos trabalhar ainda mais pelos alagoanos”, disse Renan Filho nas redes sociais.

Quadro

Com as filiações, o MDB, que elegeu 38 prefeitos em novembro passado, tem agora 44. O PP segue com 28 e o PTB com 12 este ano. O PSD tinha 4, ficou com 1. PSC, PL mantém três, cada um. Republicanos tinha 3 e ficou com 2. O PSB tinha 2 ficou com 1, mesma situação do PSDB. DEM continua com 2. PT, Cidadania e Podemos mantém 1, cada.

Aliados

O presidente da AMA, Hugo Wanderley (MDB), tem sido presença certa em todos os atos de filiação realizados pelo governador Renan Filho. Mas nesta quarta-feira, quem também participou foi o deputado estadual Ronaldo Medeiros (MDB). Ele foi para dar, principalmente, as boas-vindas ao seu aliado Valmiro: “Pessoal, nesta segunda (22), ocorreu a filiação dos novos prefeitos ao partido MDB. Em especial, acompanhei o amigo e prefeito Valmiro, da querida cidade de Poço das Trincheiras. Desejo boas-vindas a todos! Vamos continuar avançando!”, diz Medeiros.

Mas nem todos tem a mesma reação de Medeiros ou Beltrão. A mudança de partido, repito, não é tão simples como parece. A movimentação do governador desagrada alguns aliados e adversários – especialmente se o não houver uma boa articulação antes do ato de assinatura da ficha partidária. Mas essa é outra história.

Ronaldo Medeiros participa da filiação de novos prefeitos ao lado de Renan Filho e Hugo Wanderley