A trégua dos Beltrão: Marcius e Marx voltam a “conversar”
   11 de maio de 2021   │     0:03  │  2

O sentido aqui é literal. Trégua como “interrupção temporária de ataques, de hostilidades ou rivalidades entre os que estão em guerra”.

A família Beltrão, anote, vive agora um momento desses em que é possível deixar de lado as rivalidades próprias dos enfrentamentos eleitorais em Alagoas – especialmente na região sul do Estado – para “conversar”.

E foi o que fez Marcius Beltrão. O ex-prefeito de Penedo saiu de 2020 com liderança consolidada na região onde a família tem maior influência, mas nem por isso partiu para tripudiar adversários – o que permitiu deixar aberta a possibilidade de conversa com outras correntes políticas na região.

Ao assumir a secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Estado na semana passada, Marcius decidiu enviar mensagem para o deputado federal Marx Beltrão, seu primo e grande rival hoje na política da região sul.

Foi uma mensagem simples, mas direta. Marcius informou que tinha assumido a Sedetur e se colocou a disposição do primo para “qualquer coisa” na Pasta.

Para quem é do ramo, foi um “gesto” para tentar “formalizar” a trégua vivida pela família desde o fim da eleição de 2020.

Marx Beltrão agradeceu a mensagem e disse que iria procurar o primo para “conversar”.

Os dois, anote, seguirão em campos diferentes e devem disputar o mandato de deputado federal em 2022.

O entendimento de Marcius é que é possível disputar a eleição na região sem a necessidade de “confronto”. Ele acredita que existe “espaço” para os dois a partir de uma lógica simples: um tem o governo, o outro a oposição.

Ou seja, os dois estão dispostos a estabelecer um trégua que pode durar pelo menos até as convenções do próximo ano.

O problema é que pode surgir na região uma nova dissidência dos Beltrão. Há quem afirme que o tio de Marcius e Marx, o ex-prefeito de Coruripe, Joaquim Beltrão, também poderá ser candidato a deputado federal. Mas essa, claro, é outra história.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Alagoana

    Renan Filho tem se mostrado um político inteligente, vem fazendo um trabalho de formiguinha no seu projeto de ser Senador da República. De repente, Alagoas se transformou em um canteiro de obras que dá visibilidade política (mesmo sendo com recursos do Governo Federal). A reposição de 4.52% no salário dos servidores públicos do Estado e a redução e/ou isenção da alíquota da Previdência para aposentados e pensionistas, são fatores que contribuem para aumentar o esquecimento popular proximo à um período eleitoral, apesar do sofrimento causado anteriormente.

  2. Ronaldo

    Isso foi a mando do Renanzinho. Tão querendo os votos do Marx, o Renanzinho tá com medo de perder pra o senado.

Comments are closed.