Os planos do PSB de JHC: “vamos fazer 2 federais e 4 estaduais”
   6 de junho de 2021   │     18:51  │  1

O PSB do prefeito João Henrique Caldas tem planos ambiciosos para as eleições de 2022 em Alagoas. Durante o período em que Ronaldo Lessa governou Alagoas (1999 – 2005) o partido foi um dos mais importantes na política alagoana – senão o maior.

O PSB começou a perder força em Alagoas a partir de 2005, quando Lessa se filiou ao PDT. E continuou perdendo espaço até outubro de 2015, data que marcou a entrada do deputado federal JHC na legenda.

No cenário de hoje, o PSB ainda é um partido com força concentrada na capital. Tem o prefeito de Maceió e três vereadores. E só. Segue sem representação na Assembleia Legislativa do Estado ou na bancada federal de Alagoas (o único representante era JHC, que deixou o mandato para assumir a prefeitura).

A partir de 2022, a história promete ser diferente. Isso se os planos de ampliação traçados pelo presidente do diretório estadual do PSB, o prefeito JHC, forem realizados.

Francisco Salles, presidente do PSB de Maceió, avisa que o partido já está trabalhando de olho em 2022. “O PSB fará dois deputados federais e ao menos quatro deputado estaduais”, aponta Salles.

Vereador e secretário de Governo de Maceió, Salles evita falar sobre nomes. “Ainda é cedo para isso”, resume. Ele próprio, no entanto, tem sido apontado como um dos prováveis candidatos a deputado estadual do PSB em 22. Nos bastidores, outros nomes do partido também são citados.

Aliados do prefeito, alguns deputados estaduais ainda não definiram se disputam a reeleição no bloco de JHC – é o caso de Davi Maia e Cabo Bebeto.

Outros vereadores do PSB são citados para a chapa de federal. É o caso de Siderlane Mendonça e Fábio Costa. Existem ainda especulações de vários nomes fora do partido, que podem se filiar ao PSB para uma eventual disputa. Aí cabem Pedro Vilela, Ricardinho Santa Ritta e João Caldas.

Que o PSB fará chapas viváveis para deputado federal e deputado estadual em Alagoas não dúvidas a essa altura do “campeonato”.

A expectativa agora é saber como o partido irá participar da majoritária. Pelo seu tamanho, o PSB poderá indicar candidatos ao Senado ou vice-governador numa provável composição com o senador Rodrigo Cunha, pré-candidato não declarado do PSDB ao governo de Alagoas.

A outra hipótese seria uma candidatura do próprio JHC ao governo. Mas essa é outra história.

 

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Olho Aberto

    Pelo andar da carruagem, JHC será mais um que passará pela Prefeitura de Maceió e não terá votos nem para se eleger síndico de prédio residencial. tudo isso graças aos seus auxiliares, que só pensam no quanto vão ganhar em cada contrato feito na Prefeitura de Maceió. Abre o olho JHC!

Comments are closed.