Governo vai “dar” dinheiro para professor comprar notebook em AL
   7 de junho de 2021   │     18:59  │  2

O governo de Alagoas anuncia, nesta terça-feira (8/6) investimentos na Educação. O “pacote” tem recursos para construção de novas creches, novas escolas e até dinheiro para professor comprar notebook.

A informação foi antecipada, na semana passada pelo Sindicato dos Trabalhadores na Educação de Alagoas, após reunião no Palácio dos Palmares: “Na audiência do governador Renan Filho com o SINTEAL, ele comprometeu-se a enviar em junho um PL para permitir que cada professor/a possa adquirir notebooks no valor de até R$ 5 mil reais e acesso à internet (também para estudantes)”.

O secretário de Educação, Rafael Brito, confirma que o governo vai propor a liberação de até R$ 5 mil por professor para a compra de computadores e acesso à Internet.

O programa vem sendo chamado informalmente na Secretaria de Educação do Estado de Alagoas de “conecta professor”.

“Trata-se na verdade de um auxílio que o governo estadual vai dar para professores comprarem notebook ou um computador de mesa com recursos não reembolsáveis de até R$ 5 mil”, aponta Brito. “O objetivo é dar melhores condições para o trabalho remoto dos educadores”, emenda.

O Sinteal reivindicou que o governo contemple também os funcionários administrativos e outros que exerçam trabalho remoto.

A compra de novas equipamentos para os professores é cobrada pelo sindicato desde o início das aulas remotas, em meados de 2020.

O governo também deve anunciar outros investimentos na Educação em solenidade que será realizada nesta terça-feira. O “pacote”, pelo que apurei, terá dinheiro para pequenas reformas e manutenção na rede estadual de ensino, construção de novas escolas, ginásios de esportes.

Outro objetivo é viabilizar, em parceria com municípios, 200 creches. Apesar do pouco tempo que falta para o encerramento da gestão de Renan Filho ( um ano e meio ou dez meses, dependendo se ele fica até o final da gestão ou se desincompatibiliza em março do próximo ano), Rafael Brito acredita que será possível entregar as obras previstas.

“Dá tempo fazer. A licitação será com modelo de construção rápida. Dá tempo entregar dentro do governo”, aponta.

As creches serão construídas pelo Estado e depois doadas aos municípios: “a contrapartida dos municípios será doação dos terrenos”, pondera.

Versão oficial

Veja texto produzido pela Secom/AL sobre o evento desta terça-feira

O governador Renan Filho e o secretário de Estado da Educação, Rafael Brito, promovem, nesta terça-feira (8), a posse dos gerentes regionais de Educação do biênio 2021-2023 e anunciam uma série de novos programas e investimentos para a educação pública de Alagoas. O evento terá início às 10h, no Palácio República dos Palmares, e será transmitido de forma virtual por meio das redes sociais oficiais do Governo.

Programas

No mesmo evento, haverá o lançamento de uma série de programas para fortalecimento da infraestrutura das escolas, valorização dos servidores e apoio para professores e estudantes neste período de aulas remotas

Leia aqui, na íntegra: Governo empossa gerentes regionais e anuncia investimentos para Educação, nesta terça (8)

 

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. ADAILSON lopes

    Professor no Brasil ( Boa parte) virou chacota, sem credibilidade, eles conseguiram se tornar Cabo eleitora, de bandidos. Inclusive nas salas de aula. Minha visão ponto.

  2. Marcelo

    Se os professores tivessem salários dignos, não precisariam de qualquer auxílio. Eles são a categoria mais mal paga do Estado. Um absurdo em ter de mendigar por um instrumento de trabalho, que é da obrigação do executivo fornecer. Infelizmente, em Alagoas, especialmente, os professores são tratados como indigentes. Espero que os professores dêem uma resposta ao Sinteal que só advoga em causa própria.

Comments are closed.