Novo decreto sai nesta quinta e não vai flexibilizar nada, avisa secretário
   8 de junho de 2021   │     0:28  │  2

O governo deve editar um novo decreto dentro do plano de distanciamento social controlado na próxima quinta-feira (10/6).

A expectativa é que as atuais regras sejam mantidas ou “endurecidas”. O Estado deve seguir na fase vermelha, com as mesmas restrições para funcionamento de setores como bares, restaurantes, shoppings e comércios.

Em entrevista na TV Pajuçara, nessa segunda-feira, (7/6), o secretário de Saúde de Alagoas, Alexandre Ayres, fez balanço da evolução da pandemia no Estado nos últimos dias. A taxa de ocupação de UTIs exclusivas para tratamento da Covid-19 segue acima de 90%.

Nesse cenário, avisa Ayres, tudo deve ficar como está. “O que eu posso antecipar é que nesse momento não há possibilidade da gente flexibilizar nada. Nós precisamos baixar esse percentual de ocupação dos leitos e isso tem nos preocupado bastante”, afirmou o secretário.

No dia 27 de maio, o governador Renan Filho (MDB) decretou retorno às regras mais rígidas da fase vermelha. O novo decreto está em vigor desde o dia 28 e tem validade até 23h59 do dia 10 de junho.

O principal motivo para o retorno as regas mais rígidas (veja abaixo) foi o aumento de internações nas UTIs por Covid, acima de 90%.

Fiscalização

Durante a entrevista, Ayres defendeu que os municípios fiscalizem o decreto, com o objetivo diminuir aglomerações.

“Mais importante do que ampliar as medidas é fazer valer o que já está vigente. A gente precisa fazer valer o decreto, ampliar a fiscalização. Essa convocação eu fiz agora há pouco dialogando com os prefeitos e os secretários de saúde. Todos precisam se ajudar nesse momento. Então não dá pra gente baixar um decreto e a população tentar burlar com festas ilegais. Esse momento é o momento de ajuda, de colaboração, porque se todos não ajudarem a gente vai, sim, ter problemas como tem acontecido em outros estados do Brasil”, disse Ayres na entrevista.

Regras

Confira as principais regras do decreto do plano de distanciamento social controlado que está em vigor até o próximo dia 10:

– lojas do centro – de 9h às 17h, sendo proibido novamente o funcionamento aos sábados, domingos, segundas-feiras e feriados

– lojas de rua e galerias – de 10h às 18h, sendo proibido novamente o funcionamento aos sábados, domingos, segundas-feiras e feriados

– shoppings – de 11h às 20h, sendo proibido novamente o funcionamento aos sábados, domingos, terças-feiras e feriados

– bares e restaurantes – de 5h às 20h, de segunda a sexta. Após esse horário e aos sábados e domingos e feriados, somente por delivery e pegue & leve

– academias e centros de ginástica – das 5h às 21h de segunda a sábado, sendo proibido o funcionamento aos domingos e feriados

– praias, calçadões, lagoas, rios e clubes – apenas de segunda a sexta-feira, em pequenos grupos ou individualmente, sendo proibida a permanência nesses locais aos sábados, domingos e feriados

– teatros, cinemas e museus – proibido o funcionamento

– espaços para práticas esportivas públicos e privados – podem funcionar, limitados a 25 pessoas, sem a presença de público

– visitas ao presídio – permitidas visitas e entrega de alimentos nos presídios restrição de circulação – de 21h às 5h, exceto para serviços essenciais.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Claudia

    É evidente a necessidade de endurecer as medidas sanitárias no combate ao coronavírus. Sobe a cada dia os índices de pessoas infectadas e nossas unidades hospitalares sofrem com a superlotação. Até acho que os nossos governantes (estadual e municipais) são coniventes com a situação, até porque não fiscalizam seus próprios decretos.

Comments are closed.