Sindicato busca devolução dos 14% dos aposentados de AL, inicialmente no no “diálogo”
   6 de julho de 2021   │     21:15  │  3

O Sinteal vai buscar o ressarcimento dos 14% descontados de aposentados e pensionistas do Estado entre abril de 2020 e maio de 2021.

A presidenta do sindicato, que representa os trabalhadores da educação no Estado de Alagoas, Consuelo Correia, teve papel importante nas negociações com o Executivo e o Legislativo no processo que resultou na mudança da base de cálculo do desconto.

A partir de junho, a contribuição de 14% passa a ser cobrada de aposentados e pensionistas que ganham acima do teto da previdência (R$ 6.433,57). A regra anterior, em que a cobrança incidia a partir de um salário-mínimo (R$ 1,1 mil) prejudicava mais de 28 mil servidores, muitos deles professores.

Em entrevista a um site local, Consuelo explicou que vai buscar inicialmente o caminho do diálogo com os deputados estaduais.

“Nós vamos fazer, primeiro, negociações com a Casa Legislativa (Assembleia Legislativa), porque já existe um debate para a devolução desses recursos”, adianta Consuelo.

A ideia é repetir a estratégia que deu certo nas negociações com Executivo e Legislativo que resultaram na isenção do desconto para a maioria dos servidores: “E vamos conversar. Vamos conversar politicamente, para ver o que é que avança”.

O Sinteal, no entanto, deve partir para outras iniciativas se as conversas não avançarem. A via judicial não está descartada. Ou seja, se não conseguir um caminho pelo diálogo – o que é possível, porque o governo tem sinalizado que pode ceder nessa questão – o sindicato deve cobrar a devolução dos 14%, o que no caso de Alagoas representa mais de R$ 110 milhões (o desconto representou cerca de R$ 8,5 milhões por mês durante 14 meses). Em caso de vitória, os recursos serão devolvido para todos os inativos e não só para os professores.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

Comments are closed.