Veja o cenário que pode levar eleição do governo para 2o turno em AL
   14 de setembro de 2021   │     23:51  │  0

Na tradição da política alagoana, governador é eleito no primeiro turno. Foi assim com Divaldo Suruagy, Ronaldo Lessa por duas vezes, Renan Filho por duas vezes e Téo Vilela em uma das duas disputas para o Palácio dos Palmares.

A expectativa para 2022 não é diferente. Dependendo do alinhamento das forças políticas do Estado, o substituto de Renan Filho pode ser eleito já no dia 2 de outubro do próximo ano.

Mas existem alguns cenários que podem sim levar a decisão para o segundo turno. O que já está posto, hoje, é que o grupo de JHC terá um candidato ao governo. Ou o senador Rodrigo Cunha ou o prefeito de Maceió.

Os outros grupos ainda conversam. Como vão atuar os grupos de Renan Filho, Marcelo Victor e Arthur Lira?

Existe a possibilidade desses grupos lançarem ao menos dois nomes. Com o peso que têm, a probabilidade seria, nesse cenário, de eleição acirrada.

E nesse caso o senador Rodrigo Cunha que tem pontuado bem nas pesquisas, teria chances de levar a eleição ao segundo turno.

E quem passaria para a segunda etapa: Rodrigo um nome da ALE, de Renan Filho ou de Arthur Lira?

Também é preciso lembrar que outras lideranças têm grande peso para definir as composições e mudar qualquer “cenário”. Fernando Collor, Ronaldo Lessa e Antônio Albuquerque, por exemplo, tem força eleitoral e peso para mudar os rumos de qualquer campanha. Mas essa é outra história.