Godofredo, o “tio mais querido” dos Palmeira, deixa legado na comunicação e política de AL
   11 de outubro de 2021   │     17:03  │  0

Godofredo José Gracindo Soares Palmeira morreu na manhã de sábado (09), aos 70 anos, de causas naturais. O sepultamento aconteceu no Engenho Prata, em São Miguel dos Campos, atendendo pedido do próprio Godofredo.

A informação circulou nos principais sites e Alagoas, mas só consegui ler no domingo (em função de atividades na Expo Bacia Leiteira).

Convivi com Godofredo no período do governo de Geraldo Bulhões (1991 a 1994). Ele  era o secretário de Planejamento. Mais que isso, um dos mais influentes integrantes do Executivo de Alagoas.

Irmão do ex-governador Guilherme Palmeira, Godofredo tinha personalidade única, inteligência de sobra e deu grande contribuição ao setor público. Na sua casa, na Garça Torta, recebeu várias vezes GB e Cia. E lá ajudou a formular políticas públicas e a costurar importantes alianças políticas.

O empresário Godofredo Palmeira foi, especialmente durante o governo de Guilherme Palmeira, muito influente na política alagoana e teve outras passagens marcantes pelo Estado, assumindo a chefia do Gabinete Civil e da secretaria do Trabalho.

O maior legado que deixa, no entanto, é na comunicação e, especialmente para a família.

Godofredo foi um dos principais empresários da comunicação, ajudou a fundar a Rádio Pajuçara FM e a TV Pajuçara, do qual era acionista.

Tio do ex-deputado e ex-prefeito de Maceió, Rui Palmeira, era para a família muito mais do que um empresário ou político.

“A gente era muito próximo dele. Como não tinha filhos era o tio mais querido dos sobrinhos”, resume Rui Palmeira.

“Godô, como todo munda chamava era bem excêntrico, extremamente inteligente, lia muito, a vida dele era a leitura, tinha biblioteca bem vasta lá na casa dele na Garça Torta, que se tornou ponto de encontro durante muito tempo. Meu pai e alguns amigos todo sábado estavam lá na piscina do Godô, em discussões muito interessantes”, aponta Rui.

~”Apesar de excêntrico e antissocial ele era muito querido por todos. Ele adoeceu a cerca de um ano e de uns três meses para cá vinha piorando e descansou, foi sepultado na fazenda Prata, onde ele passou boa parte da vida, na infância e durante muito tempo ele tocou a fazenda, nos anos 70 chegou a produzir 20 mil toneladas de cana, foi um dos primeiros diretores e fundadores da TV Pajuçara no início dos anos, 90. Era uma figura de poucos e bons amigos, mas era muito querido por todos nós”, relata Rui Palmeira.

Em nota, o diretor-executivo do PSCOM, Leonardo Sampaio, lamentou o falecimento de Godofredo Palmeira.

“Lamentamos profundamente o falecimento de nosso acionista Godofredo. Homem discreto, inteligente, sincero, honesto e agregador. Godofredo fundou a TV Pajuçara, a Radio Pajuçara FM e contribuiu para a consolidação do Pajuçara Sistema de Comunicação, como um dos maiores grupos de comunicação de Alagoas. Nossos sentimentos a todos os familiares.”, disse Leonardo Sampaio.