Rodrigo Cunha se aproxima do grupo de Arthur Lira para 22
   12 de outubro de 2021   │     19:32  │  0

Com votação inesperada em 2018, Rodrigo Cunha surfou na onda do “novo”, do político “independente”, sem grupos e sem amarras. Eleito, o perfil mudou.

Como senador passou a comandar não só um partido, mas a integrar um grupo que tem hoje o prefeito de Maceió, JHC, dois deputados federais (Tereza Nelma e Pedro Vilela), deputados estaduais (Davi Maia, Cabo Bebeto e talvez Dudu Ronalsa e Cibele Moura), o vice-prefeito Ronaldo Lessa (PDT), além de vereadores da capital e várias cidades do interior.

Rodrigo está em pré-campanha para o governo. Nessa condição percorre praticamente sozinho Alagoas em eventos do tipo “Feirão do Nome Limpo”. Na sexta-feira (08/10) surpreendeu ao participar ao lado da deputada estadual Jó Pereira (MDB) de uma audiência pública em Delmiro Gouveia (veja abaixo) sobre o Canal do Sertão.

A deputada, também em pré-campanha ao governo, faz parte de outro grupo – o do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

Lira quer fechar aliança com o grupo Marcelo Victor (SDD). Ainda assim, tem mantido diálogo com JHC, hoje principal nome do grupo do qual faz parte o senador Rodrigo Cunha.

Por outro lado, a aliança de Arthur com o presidente da Assembleia Legislativa, pode naufragar nas composições nacionais. Bolsonaro no PP, candidato a presidente do União Brasil, aliança MV com Renan Filho x MDB com Lula, são alguns fatores que terão reflexos diretos nos acordos para 22 em Alagoas.

Uma aliança entre Rodrigo Cunha e Jó Pereira é possível. E há quem acredite que os dois trabalham para viabilizar uma aproximação que poderá desaguar num acordo de JHC com Arthur Lira.

Acenos

A audiência pública do Canal do Sertão teria marcado, segundo alguns analistas, a “aproximação” do senador com a deputada.

Estava lá de políticos estaduais, apenas ele, Jó e o deputado estadual Inácio Loiola – que é da região e foi incumbido de representar os demais parlamentares no encontro.

No evento, Rodrigo “rasgou elogios a Jó Pereira”. Tomo emprestado o título e também algumas declarações do senador reproduzidas em texto do jornalista Lula Vilar (Cada Minuto).

“Jó Pereira é uma parlamentar que não atua dentro de quatro paredes, no gabinete, mas usando o termômetro do povo, das ruas, com atuação estadual que não se limita a uma localidade, mas a todo o Estado de Alagoas”, disse o senador.

Rodrigo afirmou ainda que “Jó Pereira não se limita a cores partidárias e busca resultados” e na sequência emendou que o “momento é de união”.

Apesar de todos os sinais, Cunha negou que sua presença no evento tivesse motivação eleitoral. “Não se trata de uma questão de eleições, mas da relevância dessa audiência para discutir a melhor forma que o Canal do Sertão vai atender as pessoas que precisam dele. Nesse sentido, a deputada está de parabéns de puxar essa discussão e buscar soluções para a gestão do Canal. Sempre tivemos muitas pautas e preocupações em comum e sempre estive presente nesses eventos”, afirmou ao jornalista.

Em outra declaração, Cunha desconversa: “discutir eleições fica para o próximo ano…Eu não estou em busca de fazer negócios, acordos políticos, toma lá dá cá” e acrescentou que “não faço parte desses bastidores. Só vejo o meu nome sendo citado para um lado e para o outro, com notícias de que sou candidato ou não sou. Eu faço parte de um grupo político que envolve o PDT do Ronaldo Lessa (vice-prefeito de Maceió) e o PSB de JHC (Prefeito de Maceió) e esse grupo tem tudo para apresentar um candidato ao governo, mas isso só será definido mais na frente”.

Rodrigo Cunha participa de evento ao lado de Jó Pereira em Delmiro Gouveia

Audiência

Veja texto da Comunicação/ALE

Diagnóstico identifica fragilidades e destaca pontos para desenvolvimento do Canal do Sertão

Dezenas de agricultores, representantes de sindicatos, associações e entidades concordaram com o diagnóstico do trabalho “Elaboração de Proposta do Modelo de Gestão do Canal Adutor do Sertão Alagoano”, apresentado e discutido em audiência pública nesta sexta-feira (8), em Delmiro Gouveia. O estudo apontou as fragilidades da obra (nos quesitos infraestrutura; operação e manutenção; institucional e econômico-financeiro) e destacou, entre outros pontos: a necessidade de conservação e manutenção preventiva e corretiva das estruturas atuais e futuras; os riscos de não ter gestão e não haver sustentabilidade econômico-financeira; a possibilidade de necessitar de subsídios; e as necessidades de projeto de desenvolvimento regional, do reforço do papel da Seagri no processo e de estudo para escoamento da produção.

A audiência foi solicitada pela deputada Jó Pereira durante encontro, ocorrido em julho deste ano, entre ela e representantes da HIDROBR Consultoria Ltda, contratada pela Agência de Bacia Hidrográfica Peixe Vivo, associação ligada ao CBHSF, para realizar o trabalho. Na reunião, a parlamentar destacou a importância de ouvir a comunidade local e a sociedade civil organizada sobre o tema, garantindo transparência ao processo.

 

Participações

O senador Rodrigo Cunha destacou o que chamou de “política de resultados” realizada por Jó Pereira em toda Alagoas e falou sobre o desafio de identificar as melhores formas de utilizar a água do Canal do Sertão: “Quando vemos tudo que foi investido em uma obra bilionária e as pessoas não conseguem utilizar bem essa água, esse é um desafio gigantesco”.

Leia aqui, na íntegra:  Diagnóstico identifica fragilidades e destaca pontos para desenvolvimento do Canal do Sertão