Aumento de salário do professor em AL: veja a nova tabela do PCCS
   15 de outubro de 2021   │     22:35  │  7

O governo de Alagoas fez a entrega do projeto de lei que altera o Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) da Educação ao presidente do Poder Legislativo, Marcelo Victor.

Segundo informações da Secretaria de Comunicação, a proposta confere aumento médio de 40% no salário inicial dos profissionais da rede pública e beneficiará cerca de 50 mil pessoas.

O blog teve acesso antecipadamente a tabela que será publicada no Diário Oficial do Estado de Alagoas na próxima segunda-feira.

Pela proposta, o professor de 40 horas com licenciatura plena, terá o salário inicial reajustado de R$ 3,25 mil para R$ 4,5 mil (38,7%). O salário final sobe de R$ 4,8 mil para R$ 6,02 mil. A tabela traz percentuais maiores de reajuste para professores com especialização, mestrado e doutorado.

Outra novidade é que foram acrescentados duas letras (E e F), aumentando o período em que o professor atingirá o final de carreira.

Em breve volto com as tabelas dos secretários escolares e demais servidores da Educação.

Live

A entrega do projeto foi feita nesta sexta-feira.. Participaram o governador, Renan Filho, o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Victor, o deputado estadual Paulo Dantas e o secretário de Educação, Rafael Brito.

Defensor do reajuste, o secretário disse que “essa é uma demanda de 20 anos e que na tarde de hoje caminha para se materializar com muita justiça”.

Além do aumento na tabela do PCCS, Rafael Brito confirmou outras possibilidades para aumento de remuneração dos professores, a exemplo da concessão de bolsa de mentoria e do aumento da carga horária. Existe possibilidade (depois volto com mais detalhes) de professores com 20 ou 25 horas mudar o contrato para 30 horas.

Saiba mais: Entregue à Ale nesta sexta (15), Projeto de Lei que reformula o PCCS da Educação beneficia 50 Mil servidores

Veja a tabela dos professores

COMENTÁRIOS
7

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Valdir Costa

    Seria bom explicar será aplicado, se os profissionais já serão enquadrados dentro da sua letra equivalente aos anos de trabalho. Pois cada letra é equivale 5 anos de trabalho, então quem tem 5 anos qual a letra, 10 anos , 15 anos e assim sucessivamente. Ninguém explicou.

  2. Carlos

    Merecidamente e podia ser muito mais e no entanto parabéns governador e equipe. Já os servidores públicos da saúde nada e têm os piores salários do executivo estadual. Na pandemia muitos morreram e outros tantos ficaram sequelados pelo coronavirús e não tem o reconhecimento do governador e equipe da saúde.
    Só o senador Fernando Collor, que vem lutando em Brasília pelo piso salarial da área de enfermagem.

  3. Gildazio Pereira de Barros

    Ainda bem que pelo menos uma notícia boa para nós professores que tanto se dedicamos ao nosso trabalho com muito esforço e acima de tudo muito amor.

Comments are closed.