Operação Tanque Furado revela gastos “incomuns” de Rodrigo Cunha com combustíveis
   12 de novembro de 2021   │     19:51  │  3

Entre fevereiro de 2019 e agosto de 2021 o senador Rodrigo Cunha registrou gastos de mais de meio milhão de reais com combustíveis.

Os dados fazem parte da Operação Tanque Furado, levantamento realizado pela Operação Política Supervisionada (OPS), instituto que investiga despesas parlamentares e órgãos públicos.

De acordo com o levantamento, o gabinete do senador Rodrigo Cunha teve gastos “incomuns” com combustíveis.

O gabinete do senador foi um dos incluídos na “operação” por supostas falhas na prestação de contas. “Nas notas fiscais auditadas, apenas em uma delas há a identificação do consumidor nas NFC-e, documentos referenciados, o que contraria o Ato do Primeiro Secretário Nº 5, de 2014.”, relata a OPS.

No período, os gastos de Rodrigo Cunha com combustíveis somaram R$ 544.517,51, o que equivale a pouco mais de R$ 18,1 mil mensais.

O senador Rodrigo Cunha se comprometeu a corrigir as falhas, segundo reportagem do Congresso em Foco. “Diante do relatório da Operação Política Supervisionada (OPS) que indicou brechas na prestação de contas de senadores quanto às leis de Transparência e de Acesso à Informação para ressarcimento de combustível com verba indenizatória, os parlamentares negaram irregularidades. Alguns deles, porém, se comprometeram a adotar práticas que permitam maior transparência, como a senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) e o senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL)”, diz a reportagem.

A reportagem segue: Enquanto isso, o senador Rodrigo Cunha, listado pela ausência de identificação do consumidor nas notas, afirmou que cumpre “com rigor todas as normativas para o uso probo e transparente dos recursos da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar dos Senadores – CEAPS”.

Rodrigo Cunha, ainda segundo o Congresso em Foco, também afirmou que falta no próprio sistema “uma janela específica para inserção de dados de identificação de servidor público do Senado”, como existe nos casos de despesas com hospedagens e passagens aéreas.

“O gabinete do senador reforça seu compromisso com a transparência total de seu mandato e informa que vai requerer à Mesa Diretora do Senado Federal que aperfeiçoe o sistema administrativo on line da Casa, com urgência, para que estes formulários sejam atualizados e para que as informações fiquem integralmente ao pleno alcance da sociedade alagoana e brasileira”, disse o senador por meio da assessoria.

Veja aqui a reportagem do Congresso em Foco: O QUE DIZEM OS SENADORES SOBRE SEUS GASTOS COM COMBUSTÍVEIS

Veja aqui na íntegra os resultados da Operação Tanque Furado

 

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Josinaldo pereira

    Rodrigo Cunha e JHC são farinha do mesmo saco, esses dois só vive de mídia não faz nada,eu desafiar jhc para ele mostra um projeto com recurso que ele conseguiu na jestao dele, aqui na Santa Lúcia as obras que Rui palmeira fez no programa Nova Maceió,ele fala que foi ele no programa Maceió têm preça,mas o programa Maceió têm preça essas obras tudo que Rui palmeira deixou pagar só esse prefeito jhc só vive de mídia fiscalizar,coisa que ele não faz.

  2. Observador

    Não se sabe se o senador Rodrigo Cunha aprendeu com JHC ou vice-versa, mas o gasto com combustível na Prefeitura de Maceió é exagerado em relação a administração passada. A falsa publicidade da redução da frota de veículos locados pela Prefeitura de Maceió, proporcionaria uma real economia de combustível e na locação de veículos, mas o que se sabe é que, com raras exceções, as Secretarias e Superintendências da Prefeitura de Maceió locaram veículos para atender as necessidades de secretários, superintendentes e comissionados em cargos de chefia, que utilizam veículos sem adesivos do órgão, de domingo a domingo, às 24 horas do dia. É comum ver veículos “supostamente particulares” sendo abastecido em Postos de Combustíveis na conta da Prefeitura de Maceió. Ministério Público precisa checar a frota locada pela Prefeitura de Maceió, principalmente os que não estão adesivados com a logomarca da Prefeitura de Maceió. #MPAL #JHC #SEMGE #PREFEITURADEMACEIÓ

Comments are closed.