Alagoas terá “novo governador” a partir desta sexta-feira
   2 de dezembro de 2021   │     21:46  │  0

Pelos próximos sete dias Alagoas terá um novo governador. Quem assume o Executivo até a próxima semana é o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, o desembargador Klever Loureiro, o segundo na linha de sucessão do governador no cenário de hoje.

O governador Renan Filho viaja nesta sexta-feira (3) pra participar de uma exposição sobre Alagoas nos Estados Unidos. Em seguida tira alguns dias de férias com a família.

Pela linha de sucessão quem assume o cargo, na ausência do governador, é o vice. O cargo está vago desde a renúncia de Luciano Barbosa, que deixou o governo para assumir a prefeitura de Arapiraca. O próximo na linha de sucessão seria o presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas. Marcelo Victor também acompanha o governador na exposição sobre Alagoas em Miami.

A solenidade da transferência de cargo será às 14h, no salão de despachos do Palácio da República dos Palmares.

Kléver, de novo?

Renan Filho e Marcelo Victor devem aproveitar a viagem, que fazem juntos, para atualizar conversas sobre política. Existe possibilidade de que os dois fechem aliança num eventual afastamento de Renan Filho em abril de 22 para disputar o governo.

Esse cenário abre possibilidades para que o presidente do TJ assuma o governo de Alagoas no próximo ano por um mês – seria o que nos bastidores vem sendo classificado de governador “tampinho”.

Loureira assumiria em função de prazos legais e de risco de inelegibilidade que um deputado estadual pode enfrentar se assumir o Executivo a partir de 2 de abril.

O prazo de 30 dias é determinado para a eleição de um governador tampão. O que se sabe hoje é que existem planos para a eleição do deputado estadual Paulo Dantas como governador tampão. E nessa condição, seria candidato a reeleição.

A dúvida é se Marcelo Victor, que é candidato a deputado estadual, assumiria o cargo por 30 dias – correndo o risco de se tornar inelegível.

Lembrando que há quem enxergue brechas na legislação para que MV assuma o governo por 30 dias sem esse risco. Mas essa é outra história.