“Sob nova direção”: movimentos partidários se intensificam em AL
   2 de dezembro de 2021   │     9:25  │  1

Com a aproximação das eleições de 2022, os movimentos partidários se intensificam no plano nacional, com reflexos profundos na política de Alagoas.

Apenas os partidos mais tradicionais vem sendo preservados de mudanças mais abruptas por aqui. Aí cabem legendas como PP, MDB, PT e PDT, algumas das únicas entre as maiores que não sofreram “rupturas” nos últimos 4 anos em Alagoas. Embora mantendo grande parte de seus quadros, outras legendas mais tradicionais, a exemplo de PSDB e PSB passaram por “abalos” nesse período.

Entre as maiores de Alagoas – considerando aqui partidos com representação na Câmara dos Deputados, Assembleia Legislativa ou Câmara de Vereadores de Maceió – pelo menos oito já trocaram ou vão trocar de comando ainda este ano.

Até o momento, passaram por mudanças Republicanos e Solidariedade (foram para o grupo de Albuquerque); PTB e PTC (para o grupo de Collor); PROS foi para o comando do “mago das coligações”, Adeilson Bezerra. O PSD segue sob o comando de Marx Beltrão, mas com o reforço de Rui Palmeira e nova composição.

Outras mudanças já foram anunciadas. O deputado federal Severino Pessoa (Republicanos) vai assumir o Podemos. Com a saída de Maurício Quintella, Sérgio Toledo assume o comando do PL. Marcelo Victor assumirá, ainda este mês, o comando do DEM, num movimento combinado com Thomaz Nonô, atual presidente do partido.

Outras legendas estão sem diretórios em Alagoas no momento. Entre elas, algumas com representação na Câmara dos Deputados, a exemplo do Avante e Novo ou com representação na Assembleia Legislativa do Estado – caso do PRTB.

Outro partido porque pode mudar de direção é o PSB. O prefeito de Pilar, Renato Filho, pré-candidato ao governo, pode se filiar ao MDB. Mas essa é outra história.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. JW

    Os políticos de hoje não são como os de antigamente, que eram do Partido com o qual concordava com a sua ideologia. Hoje, os políticos estão no Partido que melhor convier politicamente e financeiramente. É por isso que os políticos vivem pulando de Partido como macaco pula de galho em galho.

Comments are closed.