Alagoas terá safra de cana maior do que o esperado, com crescimento acima de 11%
   7 de janeiro de 2022   │     20:37  │  2

Em fase de retomada, o setor sucroenergético de Alagoas deve ter uma produção acima da esperada na safra de cana-de-açúcar 21/22.

Esta semana , o Sindaçúcar-AL divulgou uma nova estimativa para a moagem. O primeiro levantamento da produção (divulgado aqui) em agosto de 2021, no começo da safra, estimava a moagem de 18,8 milhões de toneladas. Na nova estimativa, a produção foi revistada para cima. Agora, a expectativa é beneficiar 18,97 milhões de toneladas.

O aumento na expectativa de safra, segundo estudo realizado pelo Sindaçúcar-AL, foi decorrente do comportamento do clima na região da Zona da Mata canavieira, com a presença de chuvas desde o mês de outubro em Alagoas.

Confirmada a moagem de 18,97 milhões de toneladas, o crescimento será de 11,4% em relação à safra anterior. “Isso significa a manutenção da nossa recuperação de produção, fortemente abalada nos últimos três anos, mas que, agora, sistematicamente, e, a cada ano, vem tendo essa recuperação. É, também, uma demonstração do esforço empresarial que, juntamente com o clima, nos propiciará esse aumento na produção de cana-de-açúcar”, destacou o presidente do Sindaçúcar-AL, Pedro Robério Nogueira.

Equilíbrio

Pedro Robério Nogueira explica que a retomada da produção em Alagoas vem sendo puxada não só pelo clima, mas também pela nova política tributária estabelecida para o setor a partir de 2018 no Estado. “A equalização tributária com Pernambuco possibilitou maior competitividade de nossas empresas no mercado interno. Com isso, as usinas voltaram a investir na modernização do parque industrial e no aumento de produtividade agrícola”, aponta.

A expectativa do Sindaçúcar-AL é que o setor continue crescendo a produção em Alagoas, até retomar as médias históricas, entre 23 milhões e 25 milhões de toneladas por safra. “Nossa retomada está sendo feita de forma firme e consistente. Recuperamos um pouco a cada moagem. E neste ciclo não será diferente. Teremos um importante ganho de produção, que vai fortalecer o setor no Estado, ajudando a manter os empregos no campo e na indústria e a movimentar a economia alagoana”, enfatiza.

Pedro Robério Nogueira, presidente do Sindaçucar-AL

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Sampaio

    Notícia boa para a economia alagoana. Que os frutos sejam utilizados em beneficio da sociedade alagoana e não sejam direcionados aos paraísos fiscais que existem por esse mundo afora.

  2. Waldir Amorim

    Caro Edivaldo Junior. Muito boa esta expectativa de aumento consistente de produção de cana de açúcar em Alagoas. Vamos torcer para que as próximas se aproximem cada vez mais de23/24 milhões de toneladas . Viva o empresariado alagoano sucroalcooleiro

Comments are closed.