O MDB de Renan filho ou PSB de JHC: qual será a escolha de Renato Filho?
   14 de janeiro de 2022   │     10:26  │  0

O jogo está sendo jogado. No tabuleiro alguns nomes já estão postos.

Rui Palmeira é pré-candidato ao governo pelo PSD e corre em faixa própria.

Antônio Albuquerque é pré-candidato ao governo e deve disputar pelo Republicanos.

Rodrigo Cunha, pré-candidato pelo PSDB, é o nome mais forte do grupo de JHC no  cenário de hoje.

Paulo Dantas, apontado como provável governador-tampão, também deverá ser candidato ao governo. O deputado está filiado MDB, mas deve migrar para o União Brasil.

Jó Pereira também quer entrar nessa disputa. A deputada é filiada ao MDB, mas deve mudar de legenda.

E quem também deve mudar de partido, em breve, é o prefeito de Pilar, Renato filho do, PSC.

Ele já tinha convite de Renan Filho para se filiar ao MDB. Agora foi chamado por JHC para ingressar no PSB.

Não será uma escolha fácil. Tanto no grupo de JHC, quanto no de Renan filho, já existem outros nomes posicionados  para a disputa pelo Palácio dos Palmares. Ou seja, qualquer escolha levará inevitavelmente a um novo processo interno – de “construção”.

Renato conversou na semana passada com JHC e nesta sexta-feira terá um encontro com Renan filho.

Independente grupo o escolhido, o prefeito terá que trabalhar para se viabilizar. E terá que fazer isso pelos próximos 80 dias.

Se quiser ser candidato, terá que renunciar a prefeitura, 4 meses antes da convenção.

Mas para ele (e não só para ele) existe uma “brecha” e tanto. O prefeito tem como opção se filiar a um partido que vá integrar e a federação  liderada pelo PT, se colocando como alternativa – mais à frente – tanto para Renan filho quanto para JHC..

Seja qual foi a escolha do prefeito, ela só deve ser tomada entre fevereiro e março. Até lá ele vai correr trecho para tentar ganhar mais musculatura. Mas essa é outra história.