Professor: edital que amplia carga horária de 20 para 30 horas sai em fevereiro
   19 de janeiro de 2022   │     20:23  │  5

A Secretaria de Educação do Estado vai lançar até a primeira quinzena de fevereiro o edital que possibilita que professores com carga horária de 20 horas possam ampliar sua jornada para 30 horas semanais.

O secretário de Educação de Alagoas, Rafael Brito, explica que a carga de 30 horas é considera a melhor, tanto para o professor quanto para as escolas da rede estadual de ensino. “Isso permite que ele tenha uma jornada completa durante a semana na sala de aula, com tempo para os trabalhos extraescolares”, pontua.

Atualmente, segundo Brito, existem na rede estadual de ensino cerca de 2,9 mil profissionais “elegíveis” para a ampliação de 50% da jornada de trabalho, com o consequente aumento da remuneração.

“O aumento da carga é proporcional ao aumento da remuneração do professor”, aponta.

O edital, adianta o secretário, terá critérios para a adesão dos professores. “Os critérios e vagas serão estabelecidos no edital. Na avaliação inicial da nossa equipe técnica poderemos ter até 2,6 mil servidores mudando o seu contrato de 20 para 30 horas”, pondera.

COMENTÁRIOS
5

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. LIMA

    Gostaria de saber que critérios são esses para aumentar essa carga horária! Provavelmente os professores que estão afastados da sala de aula com auxilio doença não vai ter a carga horaria aumentada. eu acho.

  2. Marta Lucia e Silva Carnauba

    Bom dia! Gostaria de saber quando sairá lista de monitores no diário oficial? Sr* Secretário de Educação.

  3. Anderson

    Engraçado é o governo fazer concurso para 3.000 prof, dar conecta professor, dar prof. mentor, prof, isso, prof. aquilo, como se a educação fosse só feita de professores. Concordo que os colegas devem ter isso e muito mais, mas onde fica a classe administrativa nisso tudo? Prof. foi beneficiado com um bom plano de carreira, o secretário escolar, vixi, esse nem se fala. Ganhou de cara aumentão, já os administrativos amargaram míseros 6,09% com o famigerado PCC da dobradinha SEPLAG/SEDUC. Não se enganem amigos jornalistas. Quando o governo fala que foram 40% para os administrativos ele está mentindo. 40% eles aumentaram para quem ingressar no serviço público. Deixa eu falar para vocês uma coisa: sabe quando foi o último concurso para administrativo? em 2005, então lá se vão 16 anos se concurso para essa categoria. TODOS os que estão como administrativos já subiram os degraus do PCC. Aí vem o governo Renan Filho e corta mais da metade o percentual de progressão por nível (escolaridade). No PCC de 2013 do nível 1 ao 5 eram 85% de incremento, e agora, com a dupla FABRICIO/RAFAEL BRITO, deixaram em miseros 40% do 1º ao 5º nível. E o que me choca é que tem servidor que ainda aplaude. Coitados. Nada não, eleição tá chegando… kkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. José Matias.

    Gostaríamos também que o governador do estado de Alagoas juntamente com o secretario da SEDUC , encontrasem uma forma para que os condensadores de todas as escolas da rede estadual tivessem direito a uma gratificação.

  5. Luciana

    Boa noite. Gostaria de saber, se esse edital vai contemplar também, a unificação das Matrículas dos professores que possuem duas matrículas na rede estadual de Alagoas ?!

Comments are closed.