“Vítima” da judicialização, Rafael Brito traça novos planos eleitorais
   13 de maio de 2022   │     1:44  │  1

Empresário e considerado um dos nomes mais atuantes da gestão de Renan Filho, Rafael Brito foi tratado “de fato” como vice-governador de Alagoas por duas semanas.

Teria sido eleito, sem dificuldades, na primeira convocação da eleição indireta de governador e vice, no dia 2 de maio, suspensão por decisão liminar do presidente do STF, ministro Luiz Fux.

Seu nome continuou na “chapa” até ontem, mas indicação sucumbiu ante o temor da judicialização.

Pesava sobre Rafael Brito a ameaça de impugnação de chapa – e neste caso, dada a nova regra para a segunda convocação da eleição (prevista para o próximo domingo, 15) poderia afetar não só o candidato a vice, mas também o candidato a governador.

O que pesou em desfavor de Rafael Brito foi o prazo de desincompatibilização da Secretaria de Educação, uma regra que acredita-se não seria necessariamente aplicado no caso de eleição indireta.

Ainda assim, a opção foi seguir a recomendação de políticos e juristas: “tivemos a informação de que pediriam a impugnação da chapa. Neste caso, além de mim, o Paulo Dantas também poderia ser atingido. Achamos mais prudente não correr o risco, para assegurar que a eleição seja realizada sem novos imprevistos”, aponta.

Brito revela que avisou a Paulo Dantas que abria mão da indicação da vaga de vice, em função do risco da judicialização: “lamento tudo isso, mas eu jamais me colocaria nesse papel, de oferecer algum risco à chapa, até porque nosso maior compromisso é com a eleição do Paulo Dantas”, pondera.

“Não há mágoas. Todos foram muito corretos comigo, especialmente o doutor Wanderley, que será eleito ao lado de Paulo Dantas no próximo domingo. A decisão de não manter a candidatura foi minha. Estaremos juntos, agora no dia 15 de maio e em 2 de outubro.” aponta

Fora da vice, Rafael Brito tem novos planos eleitorais. “Tio Rafa”, anote, quer ser o deputado da educação, do setor produtivo, do turismo, do emprego e do Desenvolvimento. Mas essa é outra história.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Tony

    Caso o STF acate o parecer da PGR que diz que apenas deputados podem concorrer aos cargos de governador e vice nas eleições indiretas, o vice de Paulo Dantas será alterado novamente. Enquanto isso, Klever Loureiro continua governador para desespero de alguns políticos que viram as portas do Palácio serem fechadas para suas pretensões políticas.

Comments are closed.