Novo governador de Alagoas teve 87,5% dos votos válidos na ALE
   15 de maio de 2022   │     16:03  │  4

A eleição indireta para governador e vice-governador de Alagoas, realizada neste domingo (15/05), na Assembleia Legislativa de Alagoas, seguiu o rito previsto pela legislação estadual com “correção” do STF, com voto aberto.

Sem surpresas, o deputado estadual Paulo Dantas (MDB) e o médico José Wanderley Neto (MDB) foram eleitos para os cargos de governador e vice.

Os dois tiveram 21 dos 27 votos possíveis, o que representa mais de 70% do colégio eleitoral.

Na sessão deste domingo, compareceram 25 deputados – dois parlamentares (Davi Davino e Olavo Calheiros) faltaram à sessão e um votou em branco (abstenção).

Nesse cenário, Paulo Dantas e Zé Wanderley foram eleitos com 87,5% dos votos válidos.

Depois do “imbróglio” da judicialização, a votação não chegou a surpreender em nenhum momento. Líder da maioria na Assembleia Legislativa, Paulo Dantas esperava ter entre 20 e 22 votos. Teria os 22 não fosse a ausência do deputado estadual Olavo Calheiros.

A “enorme” confiança, dos 21 votos que representam quase 1,5 milhão de eleitores, segundo Paulo Dantas, também traz enorme responsabilidade. Mas essa é outra história.

Confira abaixo como votou cada deputado:

Deputado Marcelo Victor – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Galba Novaes – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Ivan Beltrão – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputada Ângela Garrote – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Francisco Tenório – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Paulo Dantas – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Marcos Barbosa – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Bruno Toledo – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputada Flávia Cavalcante – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Dudu Ronalsa – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Antônio Albuquerque – votou em branco

Deputado Breno Albuquerque – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Cabo Bebeto – votou em Cabo Bebeto e Leonardo Dias

Deputada Cibele Moura – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Davi Davino Filho – faltou à sessão

Deputado Davi Maia – Davi Maia e Siderlane Mendonça

Deputado Gilvan Barros Filho – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputada Fátima Canuto – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Inácio Loiola – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Jairzinho Lira – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputada Jó Pereira – votou em Danúbia Barbosa e Arlan Silva

Deputado Léo Loureiro – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Olavo Calheiros – faltou à sessão

Deputado Ricardo Nezinho – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Ronaldo Medeiros – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Silvio Camelo – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

Deputado Tarcísio Freire – votou em Paulo Dantas e José Wanderley

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Maceioense

    Estamos mal de governador, de prefeito, de representantes na Assembleia Legislativa e Câmara de Vereadores. Alagoas, especialmente a nossa Capital Maceió sofre com péssimas administrações. Falta de tudo nos órgãos estaduais e municipais. O dinheiro público é usado sem controle para benefícios de poucos em detrimento de muitos que sofrem com a falta de uma prestação de serviço público eficiente. Lamentavelmente a população é responsável por reconduzir os mesmo de sempre para os cargos no executivo e legislativo.

  2. Tony

    Em virtude da judicialização, corre-se o risco de haver novas intervenções judiciais e a eleição ser anulada?

    Existem divergências na área jurídica, uns falam que a eleição poderá ser anulada, outros que não.

Comments are closed.