Do grupo de “oposição”, presidente da Adeal será exonerado por Paulo Dantas
   21 de maio de 2022   │     18:19  │  1

Ex-vereador de Maceió, Zé Márcio será exonerado da presidência da Agência de Defesa Agropecuária de Alagoas (Adeal). Ele foi nomeado para o cargo há um ano, em maio de 2021, por indicação do deputado federal Marx Beltrão (PP).

Á época Zé Márcio fazia parte do mesmo grupo do governador Renan Filho (MDB). Era…

A partir das novas composições, o filho de Zé Márcio se lançou pré-candidato a deputado estadual pelo União Brasil, numa articulação feita pelo deputado estadual Davi Maia (UB), um dos principais opositores do governo. Por tabela, Zé Márcio foi para a “oposição”. Sua saída da Adeal já era esperada.

Irmão do vereador Zé Márcio Filho, Lelo Maia está entre os nomes que disputa uma das vagas do UB na Assembleia Legislativa.,

Vago

O ato de exoneração de Zé Márcio deve sair no Diário Oficial do Estado de Alagoas da próxima segunda-feira (23/05). O Palácio dos Palmares não informou se também será nomeado um substituto para o cargo.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. OTTO CABRAL PORTELA

    Fato e ato já esperado. As atividades da nossa ADEAL são próprias de Estado, a ADEAL é um órgão de fiscalização e controle das atividades agropecuárias e de inspeção. A ADEAL é a “APOLICE DE SEGURO DO AGRONEGÓCIO ALAGOANO”, as ações de Defesa Agropecuária (Animal e Vegetal) e a Inspeção de Produtos de Origem Agropecuária vem ano a ano garantindo as condições sanitárias para o rebanho alagoano e a produção de produtos agropecuários em nosso Estado.
    A ADEAL foi criada através da Lei nº 6673, de 04/01/06, como uma autarquia sob regime especial, com personalidade jurídica de direito público, com autonomia administrativa e financeira, patrimônio próprio, vinculada a Secretaria Executiva de Agricultura, Irrigação, Pesca e Abastecimento (SEAGRI), tendo por finalidade promover e executar a Defesa Sanitária Animal e Vegetal, o controle e a Inspeção de Produtos de Origem Agropecuária.
    São 16 anos e já com praticamente 16 presidentes, um novo gestor a cada ano. Necessitamos urgentemente rever esta forma de indicação, a ADEAL não é e não pode ser uma instituição com ações e atitudes políticas, possui legislações próprias que regem suas ações.
    Governador Paulo Dantas, nesta sua gestão tampão, colocar seu nome na história de nossa ADEAL definindo regras para a indicação e mandato para a direção da nossa ADEAL.

Comments are closed.