Paulo com Lula, Collor com Bolsonaro: a polarização chega a Alagoas
   28 de junho de 2022   │     21:19  │  3

29Na sexta-feira 17 de junho, o governador Paulo Dantas (MDB) promoveu uma grande recepção para o pré-candidato do PT à presidência da República em Maceió. Para quem acompanhou a visita de Lula a Alagoas, ficou claro que ele tem o apoio de Paulo Dantas e vice-versa.

Nesta terça-feira (28/06), apenas onze dias depois, quem desembarcou na capital de Alagoas foi o presidente Jair Bolsonaro, pré-candidato à reeleição. Quem acompanhou toda a recepção, no aeroporto, na motociata e nos dois eventos realizados (inauguração de um conjunto habitacional e de restauração de uma igreja) foi o senador e pré-candidato ao governo de Alagoas Fernando Collor (PTB).

Paulo consolida sua imagem com eleitores de Lula, Collor os eleitores de Bolsonaro. A polarização está começando a pegar – e forte nas ruas.

Outros pré-candidatos ao governo, a exemplo de Rui Palmeira (PSD) e Rodrigo Cunha (UB) correm o sério risco de serem ignorados por grande parcela dos eleitores de Bolsonaro e Lula. E não é puco. Os dois pré-candidatos a presidência tem por aqui, somados, assim como no restante do Brasil, mais de 80% das intenções de votos. As reações nas redes sociais, tanto de Paulo Dantas, quanto de Collor mostram um forte crescimento do engajamento durante a passagem dos dois pré candidatos ao Palácio do Planalto por Alagoas.

Se os dois conseguirem alimentar, como vem fazendo, a “polarização” nacional, a tendência polarizar a disputa entre eles por aqui também.

Rodrigo Cunha e Rui Palmeira, que seguem no páreo, podem até continuar “ignorando” a disputa nacional. Mas isso poderá custar muito caro aos dois pré-candidatos. A conferir.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Thomaz

    Já ouvi Petista falar que NÃO VOTA em Paulo Dantas e Renan Filho.
    Já ouvi Bolsonarista falar que VOTA em Bolsonaro, Paulo Dantas e Renan Filho, JAMAIS em Lula.
    Petista raiz, só vota em candidato do PT.
    Portanto, nem sempre quem vota no candidato à Presidência, vota no candidato ao Governo e ao Senado da mesma coligação.

  2. Juliano

    Só existe uma diferença: o evento com o Lula foi fechado, com a presença de servidores comissionados do Estado e dos municípios, onde até ponto facultativo no turno da tarde o Governador Poste Paulo Dantas deu, já o evento de Bolsonaro foi espontâneo, nas ruas, com a liberdade de ir e vir u comparecer do povo.

Comments are closed.