Pesquisa confirma polarização entre Paulo e Collor, com empate de Rodrigo e Rui em 3o
   7 de julho de 2022   │     18:57  │  0

A semana foi recheada de pesquisas eleitorais em Alagoas. Até essa quarta-feira (06/07) foram divulgados quatro resultados (DataSensus, Ibrape, Ral Big Data e TDL). Todas confirmam a tendência de polarização entre o atual governador do Estado, Paulo Dantas (MDB), e o senador Fernando Collor (PTB).

A TDL Pesquisa & Marketing divulgou ontem seu primeiro levantamento registrado nas disputas para o governo em Alagoas, com os pré-candidato ao governo Paulo Dantas em primeiro com 23% e Collor em segundo, com 19%na estimulada.

O senador Rodrigo Cunha e o ex-prefeito de Maceió, pré-candidatos ao governo pela União Brasil e PSD, respectivamente, aparecem empatados numericamente na terceira posição, ambos com 16%.

As quatro pesquisas divulgadas até o momento apontam para esse mesmo posicionamento, apesar de números diferentes. Paulo Dantas e Collor, favoritos para o segundo turno e Rodrigo Cunha e Rui Palmeira brigando pela terceira posição.

A diferença entre os candidatos na TDL, no entanto, é pequena e aponta para um empate técnico em todas as posições. Collor está empatado dentro da margem de erro (3%) com Paulo Dantas na primeira posição, enquanto Rodrigo Cunha e Rui Palmeira estão empatados com Collor na segunda posição.

Ainda Na estimulada, os candidatos Cícero Albuquerque (Psol) e Régis Cavalcante (Cidadania) tiveram 1% cada um das citações e Mônica Carvalho (SDD) não foi citada. Dos entrevistados, 19% não escolheram nenhum dos nomes e outros 6% disseram que vão votar branco ou nulo.

Espontânea

Na espontânea (veja as tabelas) Paulo Dantas tem 10%, seguido de Collor e Rodrigo com 5%, respectivamente e de Rui Palmeira com 4%.Os demais candidatos tiveram 1% das citações, enquanto 67% estão indefinidos.

O quadro ainda segue indefinido, mas aponta para a cristalização de apenas três das quatro candidaturas

A pesquisa

O instituto TDL ouviu 1067 eleitores, entre os dias 02 a 04 de Julho. A margem de erro é de 3% e o intervalo de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TRE-AL, sob número AL07934/2022.