Quem montou a “melhor” chapa de estadual em Alagoas?
   13 de agosto de 2022   │     20:47  │  1

A disputa é acirrada, tanto quanto a eleição de federal. Mas as possibilidades são maiores na montagem de chapas de deputado estadual em Alagoas.

Em função do quociente eleitoral mais baixo, na base de um para três, é possível montar um número maior de frentes competitivas nas eleições para a Assembleia Legislativa.

Enquanto serão necessários cerca de 165 mil votos para eleger um federal, o quociente para estadual deve ficar em 55 mil votos. Existe ainda a  possibilidade de disputar a vaga pela sobra. Nesse  caso é preciso ter no mínimo 80% do quociente. Ou seja dá para um partido fazer um deputado com pouco mais 40 mil votos em Alagoas.

A montagem de uma boa chapa  pode garantir a eleição de  deputados com maior ou menor votação

A cada eleição surgem articuladores hábeis na formação dessas chapas. Alguns são bastante conhecidos. É o caso de Adeilson Bezerra e Silvio Camelo.

Nas eleições deste ano podem surgir novos “magos das coligações” em Alagoas.  É o caso de Davi Maia e Samyr Malta.

Os quatro montaram chapas em partidos como Avante, Federação PT/PCdoB/PV, PSD e União Brasil  que podem eleger deputados estaduais com 20 mil votos ou menos. São quatro frentes competitivas que podem eleger, juntas de 8 a 9 estaduais.

Quem conseguiu montar a “melhor” chapa? Agora é esperar 2 de outubro.

Na corrida pelas outras vagas estão MDB, PP, Republicanos, PSB, PL e outras legendas que podem “surpreender”. Mas essa é outra história.

 

 

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. 💎 Diamante 💎

    As eleições deste ano serão uma surpresa. Muitos com mandato que são considerados favoritos, serão superados por novos nomes que superarão a votação dos favoritos.

Comments are closed.