Category Archives: Agronegócios

A cana no desenvolvimento de AL: Asplana inicia reuniões com pré-candidatos ao governo
   18 de junho de 2022   │     16:00  │  0

Quando o tema é de maior apelo popular, a posição dos pré-candidatos ao governo é praticamente a mesma. Observe. Quando falam em educação, saúde ou segurança, as propostas vão na mesma direção.

Em temas mais específicos, os candidatos revelam de forma mais nítida suas diferenças. Questões como identidade de gênero, aborto e uso de armas normalmente ajudam a demarcar as posições de cada um.

No caso de Alagoas, o agro e, em especial, o setor sucroenergético também são divisores de águas nas posições dos candidatos. A diferença por aqui, é que apesar de visões diferentes de mundo – esquerda, centro ou direita  – a cadeia produtiva da cana-de-açúcar segue como uma das atividades mais importantes de nossa economia.

Os principais pré-candidatos ao governo de Alagoas terão propostas específicas para o setor canavieiro, atividade que gera mais de 60 mil empregos diretos em Alagoas, responsável por mais de 10% do PIB do  Estado.

A Asplana vai ouvir o que os pré-candidatos pensam e propõe para o setor em Alagoas. As visitas começam nesta segunda-feira (20/06). O primeiro a conversar com os produtores será o senador Rodrigo Cunha (União Brasil). Fernando Collor, Rui Palmeira e Paulo Dantas também devem ir até a sede da associação nos próximos dias.

“Vamos ouvir os candidatos, saber o que eles pensam. Esperamos que eles apresentem propostas de fortalecimento de nossa atividade, em especial ações voltadas para os mais de 5 mil pequenos fornecedores de cana do Estado que trabalham em regime de agricultura familiar”, aponta Edgar Filho, presidente da Asplana.

Edgar Filho presidente da Asplana – Foto: assessoria

Versão oficial

Veja texto da assessoria

Asplana inicia série de reuniões com pré-candidatos ao governo de AL

A Associação dos Plantadores de Cana do Estado de Alagoas – Asplana recebe, a partir da próxima segunda-feira, 20, uma série de visitas de pré-candidatos ao governo do Estado para a apresentação de projetos voltados ao setor sucroenergético alagoano.

As reuniões, realizadas no auditório da entidade sempre as segunda-feira, no bairro de Jaraguá, em Maceió, serão abertas pelo senador e pré-candidato ao governo, Rodrigo Cunha.
De acordo com a diretoria da associação, de acordo com o calendário, no dia 27 de junho, será a vez do ex-prefeito de Maceió e pré-candidato ao governo, Rui Palmeira.

“É um momento para debate, onde vamos escutar propostas e tiramos nossas dúvidas, além de colocarmos as necessidades inerentes ao segmento canavieiro. É importante a presença de todos os fornecedores para que possamos saber quais são os compromissos de cada candidato com nosso setor”, declarou o presidente da Asplana, Edgar Filho.

Novo presidente da Adeal vai priorizar diálogo com servidores e setor produtivo
   6 de junho de 2022   │     20:07  │  0

O novo presidente da Adeal, Luciano Barros, é técnico com longa atuação como superintendente da Seagri e foi nomeado pelo governador Paulo Dantas (MDB) por indicação do secretário de Agricultura do Estado, Maykon Beltrão.

Luciano assume com a missão de manter a Adeal funcionando plenamente, além de de priorizar o diálogo interno com servidores da agência e externo com o setor produtivo do Estado .

Nesta terça-feira (07/06), apenas um dia depois da sua posse, o novo presidente da agência terá reunião com o presidente da Federação da Agricultura de Alagoas, Álvaro Almeida.

Barros também vai abrir diálogo com representantes dos servidores. O objetivo, avisa, é fortalecer a agência, que tem papel estratégico para o setor agropecuário, especialmente na emissão do selo de inspeção estadual, emissão de Guias de Trânsito Animal e realização de campanhas contra pragas e doenças que afetam o agro.

Quem é

Natural de Palmeira dos Índios, Luciano Barros é zootecnista e assumiu, nesta segunda-feira (06/06), a presidência da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri). Graduado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e com especialização em piscicultura pela Universidade Federal de Lavras, Luciano Barros ocupava o cargo de superintendente de Inclusão Produtiva da Secretaria de Estado da Agricultura.

“Luciano vai saber guiar bem a Adeal. Vamos seguir avançando em toda Alagoas”, declarou o governador Paulo Dantas em publicação nas redes sociais.

Natural de Palmeira dos Índios, Barros chegou na Seagri em 2008, onde atuou como extensionista, tendo sido diretor de Irrigação e superintendente de Agricultura Familiar, além de superintendente de Aquicultura.

Luciano Barros declarou estar honrado com a escolha do seu nome para a Adeal e que envidará todos os esforços para conduzir o órgão; agradeceu ao governador Paulo Dantas e fez um agradecimento especial ao secretário de Agricultura, Maykon Beltrão.

Era pesadelo, virou sonho: AL ganha primeira fábrica de leite da agricultura familiar
   5 de junho de 2022   │     18:42  │  1

O fechamento da antiga Camila (Cooperativa Agropecuária de Major Isidoro) foi um pesadelo para a bacia leiteira de Alagoas.

A cooperativa que um dia foi Cila, depois Camil e, finalmente Camila, encerrou suas atividades em janeiro de 2009. A crise se agravou após a mudança na gestão da empresa. Uma administração marcada por erros e cercada de denúncias culminou com a falência..

A empresa, sediada em Batalha,  foi responsável durante várias décadas – especialmente no período em a esteve sob o comando de Luiz Dantas – pelo desenvolvimento da bacia leiteira de Alagoas e pelo emprego de milhares de trabalhadores no campo e na indústria.

A região  sentiu negativamente – com redução nos empregos e na renda dos produtores – o impacto do fechamento da única fábrica de leite em pó de Alagoas (que era sediada em Batalha) e de outros negócios da Camila na região.

Do pesadelo, para o sonho. Nesta segunda-feira (06/06) Alagoas vai ganhar a primeira fábrica de laticínios da agricultura familiar.

O antigo parque industrial da Camila foi arrematado em leilão por cooperados da CPLA, há dez anos. E após um intenso processo de investimentos, que contou com recursos do governo de Alagoas, bancada federal do Estado, governo federal e recursos próprios, será a base de um empreendimento arrojado, projetado para atender mais 5 mil pequenos produtores.

No mesmo espaço em que um dia foi a fábrica da Camila, está sendo montada a maior e mais avançada planta de leite em pó do Nordeste e única da agricultura familiar da região, com investimentos que passam dos R$ 40 milhões.

A Unidade de Beneficiamento de Leite (UBL) da Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA) promete consolidar a participação da agricultura familiar em um dos mais importantes setores da economia de Alagoas – a cadeia produtiva do leite.

A planta, avisa o presidente da cooperativa, Aldemar Monteiro, foi construída para dar suporte à produção de mais de 2 mil cooperados que estão ligado à CPLA atualmente: “com o pleno funcionamento da UBL vamos poder atender mais de 5 mil pequenos produtores e ter uma capacidade instalada de processar mais de 600 mil litros de leite por dia”, aponta

“Esse é um sonho da CPLA e de toda a agricultura familiar, que graças a Deus está se tornando realidade”, afirma Monteiro.

Nesta segunda-feira (06/06) será inaugurada a primeira fase a indústria, que vai operar inicialmente com capacidade de processamento de 100 mil litros, com produção de leite pasteurizado, linha de fermentados, creme de leite e manteiga.

Nesta fase a UBL vai gerar 40 empregos diretos e mais de mil empregos indiretos, beneficiando mais de dois mil pequenos produtores de leite da região da bacia leiteira.

UBL começa a operar a partir desta segunda feiram 06 de junho, em Batalha-AL

Viabilidade

Há cerca de 10 anos, a CPLA lutava para inaugurar a UBL com o objetivo produzir leite pasteurizado, manteiga, fermentados, leite em pó, leite condensado, queijos e doces. A nova unidade foi instalada com recursos do Governo de Alagoas, através de termo de fomento da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura – SEAGRI e contrapartida da CPLA.

O governador Paulo Dantas, que participa da inauguração nesta segunda-feira, assegurou a manutenção de investimentos e liberação de recursos para a indústria e foi decisivo para consolidar o projeto, segundo a diretoria da CPLA.

A Cadeia Produtiva do Leite é a principal atividade econômica em 20 municípios alagoanos. Com um rebanho de cerca de 250 mil vacas, a produção anual supera os 600 milhões litros, tendo a maior produtividade do Nordeste.

Grande parte da produção é da agricultura familiar, segmento que vem recebendo incentivos do governo de Alagoas, através de programas de melhoramento genético, assistência técnica e especialmente do PAA Leite.

Além de atender mais de 100 mil famílias nas cidades, o programa de leite garante inclusão social e produtiva para mais de 3 mil agricultores familiares.

“O programa do leite foi e continua sendo fundamental para a agricultura familiar de Alagoas. Foi esse programa que garantiu renda ao produtor, dando a ele condição de chegar até aqui. O programa precisa continuar. Mas com a UBL, a agricultura familiar ganha uma nova modalidade de comercialização de sua produção e com isso poderá ampliar sua atividade, fortalecendo toda a economia da região”, aponta Aldemar Monteiro.

 

Exonerado por Paulo Dantas, presidente da Adeal agradece Renan Filho e Marx Beltrão
   23 de maio de 2022   │     13:50  │  0

A política é feita de gestos. José Márcio, ex-vereador de Maceió, foi exonerado pelo governador Paulo Dantas (MDB) da presidência da Agência de Defesa Agropecuária de Alagoas, como antecipado pelo blog em primeira mão, no sábado (21/05).

A exoneração de José Márcio Maia, foi publicada no Diário Oficial de Alagoas desta segunda exonerado pelo governador Paulo Dantas, nesta segunda-feira (23/05).

A saída do ex-vereador de Maceió e ex-diretor da Sudene do comando da agência de defesa já era esperada em função do seu posicionamento político. O filho de Zé Márcio, Lelo Maia, será candidato a deputado estadual pelo União Brasil, aproximando o ex-presidente da Adeal da “oposição”.

Apesar da exoneração, nenhum outro gestor foi nomeado pelo governador para a presidência do órgão estadual responsável pela defesa do agro em Alagoas.

Em mensagem enviada ao blog, Zé Márcio agradeceu o apoio do deputado federal Marx Beltrão (PP), responsável pela sua indicação ao cargo (ele foi nomeado em maio de 2021) e ao ex-governador Renan Filho (MDB). Nenhuma citação a Paulo Dantas. Nesse caso o “silêncio” fala mais alto.

Segue, abaixo, o texto enviado por José Márcio para o nosso

Bom dia amigo

Através de seu Blog, quero agradecer ao deputado Marx Beltrão, ao ex-governador Renan filho, a todos integrantes do governo, que ao seu tempo, nos ajudaram a administrar uma ADEAL, independente, inclusiva e parceira do Agronegócio alagoano, agradecer aos servidores e a nossa equipe de gestão, que mostraram ao Brasil, que são competentes e parceiros.

Agradecer a minha família, que em muitas oportunidades, prescindiram de minha presença em prol da dedicação a segurança alimentar do alagoano e hoje com duas empresas no SISBI-POA, de todos os brasileiros, desejo ao próximo presidente profícua gestão.
Agradecer a imprensa alagoana, que nos permitiu divulgar todas nossas ações, as entidades representativas do Agronegócio, que sempre nos apoiaram.

José Márcio

Zé Márcio foi exonerado da presidência da Adeal

AL terá primeira destilaria de milho do Nordeste
   30 de abril de 2022   │     18:07  │  7

A primeira destilaria de milho do Norte/Nordeste vai entrar em funcionamento em Alagoas dentro de 4 a 6 meses no máximo.

Com investimentos da ordem de 30 milhões de reais, a construção do  empreendimento será formalmente iniciada neste domingo durante as comemorações do 1º de maio na Cooperativa Pindorama.

Quando ficar pronta, a planta terá capacidade de produzir até 120 mil litros de etanol de milho por dia e, diferente da destilaria de cana-de-açúcar, deve funcionar durante todo o ano.

De acordo com Klécio Santos, presidente da Cooperativa Pindorama, a capacidade de processamento de milho será entre 260 e 300 toneladas por dia.

Santos destaca ainda que a indústria terá como grande novidade a produção de DDG, subprodutos da fabricação de etanol de milho muito utilizado como ração animal.

“Será uma grande alternativa para pecuária de Alagoas, principalmente para avicultura e suinocultura. Para se ter uma ideia, a nossa indústria vai ter uma produção capaz de atender com DDG o equivalente a 36 mil bois em regime de confinamento”, aponta o presidente da Pindorama.

O milho a ser utilizado na destilaria da cooperativa deve vir de Alagoas, Sergipe e Bahia principalmente.

Klecio adianta que a cooperativa também vai construir uma indústria de beneficiamento de milho para a produção de alimentos muitos tradicionais no Nordeste, a exemplo do cuscuz de milho e do flocão de milho.

As duas novas fábricas usarão a infraestrutura existente na cooperativa, compartilhando energia e vapor da usina de cana-de-açúcar.

A nova indústria de alimentos da Pindorama, com investimentos da ordem de 20 milhões de reais deve ficar pronta entre três e quatro meses.

A construção das novas plantas foi viabilizada a partir da ampliação da capacidade de geração de energia da usina Pindorama. Neste primeiro de maio a cooperativa inaugura uma nova caldeira, resultado de investimentos da ordem de 12 milhões de reais.

De acordo com o Klécio Santos, os novos produtos vão fortalecer o portifólio da cooperativa que já atua no mercado com açúcar cristal e demerara, etanol, álcool de canal, leite e outros derivados de coco, e suco de frutas entre outros.

A nova caldeira (aqui ainda em construção) da Usina Pindorama será inaugurada neste domingo

Versão oficial

Veja texto da assessoria sobre o primeiro de maio na Pindorama

Com programação variada, tradição do festejo é retomado em sua plenitude pela cooperativa com inaugurações, eventos religiosos e sorteio de brindes

A Cooperativa Pindorama retoma, neste domingo, o seu tradicional festejo de 1º de Maio em comemoração ao dia do Trabalho, com atividades presenciais, no distrito de Pindorama, localizada em Coruripe. Neste ano, além da tradicional missa e o bingo para a comunidade, a Cooperativa vai apresentar o seu projeto de produção de derivados de milho com a descerramento da placa de lançamento das obras de construção da Fábrica de Beneficiamento de Milho e da Unidade Industrial de Álcool de Milho. A cooperativa também vai inaugurar a nova caldeira da Usina Pindorama. A solenidade acontece a partir das 16h.

A planta industrial de derivados do milho será responsável pela integração de novos produtos ao mix, como o cuscuz tipo flocão e a farinha de milho. A fábrica deverá consumir a produção de milho local, devendo também adquirir dos estados da Bahia e Sergipe.

Segundo o projeto da Cooperativa, para a construção da nova fábrica foram investidos cerca de R$ 20 milhões. Já a planta de produção de etanol de milho recebeu o investimento na ordem de R$30 milhões. A expectativa, segundo o presidente da Cooperativa, Klécio Santos, é que a fábrica de milho deva entrar em operação no prazo de 90 dias e a indústria de álcool de milho destilaria em 120 dias. A nova caldeira da Usina Pindorama recebeu o investimento de R$ 12 milhões.

“A Pindorama dá mais um grande passo no segmento industrial em Alagoas, sempre incentivado a produção local e mostrando a força do cooperativismo. A cooperativa  se abre para  a entrada em mais um mercado do ramo alimentício e isso é motivo de orgulho mediante tantos desafios superados”, destacou Klécio.

Festejo

Tradicional, o Festejo do Trabalhador de Pindorama vai reunir os colonos, cooperados e comunidade em atividades variadas. A programação do evento conta com a grande final da Copa René Bertholet e entrega de prêmios aos vencedores; momento Ecumênico; apresentação do grupo Pindorama Musica, além do Festival de Prêmios Bingo do Trabalhador com 06 motos 0km, um terreno no Residencial Bertholet e sorteio com Festival de Prêmios.

Diretoria da Pindorama visita destilaria de milho similar a que será implantada em Alagoas