Category Archives: Economia

O “setor dos setores” mostra sua cara em Alagoas: feira é vitrine do cooperativismo
   22 de setembro de 2022   │     22:54  │  0

Nenhuma outra atividade é tão ampla, tem tanta capilaridade quanto o cooperatismo. Da agricultura familiar à agroindústria da cana-de-açúcar. Da construção civil a reciclagem de lixo. Do crédito ao transporte, passando por áreas tão diversas quanto saúde, educação, comunicação.

O cooperativismo pode ser considerado o setor dos setores e está presente – através dos seus 7 ramos estratificados (Agropecuário, Consumo, Crédito, Infraestrutura, Trabalho e Produção de Bens e Serviços, Saúde e Transporte) em tudo que se produz em Alagoas, no Brasil e no mundo.

A Feira Coop, que será realizada a partir desta sexta-feira, 23, até domingo 25, na praça Multi Eventos, na Pajuçara será a vitrine do cooperativismo. Com 50 estandes, dezenas de expositores, palestras e apresentações culturais, o evento promete mostrar a cara do cooperativismo em Alagoas. No Estado são mais de 200 cooperativas que atuam com mais de 40 mil cooperados, beneficiando diariamente cerca de 300 mil pessoas.

Durante o evento, realizado pela Unicafes-AL, serão realizadas ainda rodadas de negócios pelo Sebrae Alagoas, além da exposição e comercialização de produtos de cooperativas. Empreendedores apoiados pela Prefeitura de Maceió e pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas também participam do evento.

Capítulo à parte

A única ausência – estranha – é a do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado de Alagoas – OCB/AL. Além de negar apoio ao evento, diretores da entidade pressionaram cooperativas a cancelar participação na Feira Coop – apesar da entidade estar sob intervenção judicial.

Depois de confirmar participação na Feira Coop dois dirigentes de cooperativas com sede em Maceió, incluindo uma do ramo da educação, pediram para cancelar o contrato porque estariam sendo pressionados por dirigentes do Sistema OCB-AL.

O sistema OCB-AL, em reunião do conselho de administração chegou a aprovar a participação na feira, mas em seguida, em nova reunião, decidiu pelo cancelamento – sem dar explicações.

Apesar da tentativa de boicote, a Feira Coop conseguiu reunir todos os ramos, mais de 50 cooperativas e deve se consolidar como mais importante evento do cooperativismo em Alagoas.

Estande institucional da Unicafes-AL na Feira Coop

Arena Coop, espaço de palestras na Feira Coop

Estande do Sebrae Alagoas na Feira Coop

Versão oficial

Veja texto da assessoria do evento

Feira Coop debate inovação, marketing e competitividade para empresas cooperativas

Foi divulgada a programação completa da 1ª Feira Coop Alagoas, que acontece entre os dias 23 e 25/09, na Praça Multieventos, em Maceió. No ciclo de palestras, os temas em destaque são inovação no cooperativismo, Comunicação para cooperativa atingir o público certo, marketing digital para cooperativas e competitividade no cooperativismo. Os painéis, que ocorrerão na Arena Coop, serão conduzidos por especialistas conhecidos nacionalmente selecionados pela União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária de Alagoas (Unicafes AL), que é a organizadora do evento.

De acordo com Antonino Cardozo, presidente da Unicafes Alagoas, o intuito de trazer os temas relacionados para a 1ª Feira Coop AL, é criar um ambiente que possibilite autonomia para as cooperativas buscarem novos negócios e impulsionar vendas.

“A feira será uma vitrine para que a sociedade tenha a dimensão do impacto das cooperativas na economia local, mas também para que nós possamos ampliar nosso conhecimento e oportunidades de negócios. Vamos receber profissionais renomados nacionalmente. Será uma troca importante para nosso crescimento”, avaliou presidente da Unicafes AL.
Está atento a estratégia de negócio, definir uma cultura para a empresa, revisar os processos e as tomadas de decisões, isso tudo faz pare da Agenda ESG, que será debatida pelo presidente nacional da Unicafes, Wanderley Ziger e a diretora executiva da CONEXUS, Carina Pimenta, com as cooperativas alagoanas.

“A Feira Coop Alagoas valoriza o cooperativismo e a importância do modelo como organização econômica e principalmente valoriza o agricultor familiar que produz com qualidade, com cuidado e com zelo ao meio ambiente. Além disso gera oportunidades de negócios. Uma iniciativa importantíssima. Temos que destacar que as Unicafes do Nordeste têm feito movimentos importantes que demonstram o profissionalismo do setor”, ressaltou Vanderley Ziger, presidente da Unicafes.

Ainda como programação da Arena Coop serão realizados dois encontros, o Encontro da Mulher Cooperativa e o Encontro da Juventude Cooperativa. “Será um momento de reunir ideias e propostas para a inclusão desses dois segmentos no desenvolvimento do setor”, reforçou Antonino Cardozo.
Serviço:
O que: 1ª Feira Coop de Alagoas
Quando: 23 a 25/09/2022
Local: Praça Multieventos, orla de Pajuçara, Maceió.
Entrada: Gratuita
Informações: @feiracoopalagoas

Com um “pé na política”, Barreto inova e faz primeiro leilão Brahman em AL
   13 de setembro de 2022   │     12:42  │  0

O empresário Ricardo Barreto, o “Ricardo da Coagro” sempre teve um gosto pela política. Tanto que chegou a disputar eleições como candidato a vice-prefeito de Arapiraca, teve o nome especulado para outras campanhas, mas decidiu seguir seu trabalho no setor produtivo.

Barreto continua com muitos amigos na política, mas focado nos negócios. Além de manter o Grupo Coagro, que chega aos 30 anos, como um dos maiores do segmento no Nordeste, Ricardo é um selecionador reconhecido na raça nelore e decidiu inovar na seleção da raça Brahman, negócio tocado pela RB Agropecuária.

De origem norte-americana, a raça zebuína Brahman é a mais difundida em todo o mundo e vai muito bem em cruzamentos com nelore, o zebu preferido do pecuarista brasileiro, ou no cruzamento industrial tricoss (em F1 de angus).

Pioneiro na seleção de brahman em Alagoas, Barreto dá um passo importante para o seu negócio e para o agronegócio do Estado. Ele vai realizar nesta quarta-feira (14/09) o primeiro leilão Brahman, com a oferta de animais – garantem vários especialistas – que tem o melhor da genética da raça no mundo.

Ricardo Barreto, da RB Agropecuária e Grupo Coagro (Foto: divulgação)

Touros Brahman durante apresentação de animais no dia de campo da RB Agropecuária

O leilão

O remate (veja abaixo) será realizado  no Centro de Convenções de Maceió, durante o Enconter, com transmissão ao vivo pela Agreste Leilões : http://www.agresteleiloes.com.br

O leilão será nesta quarta-feira (14), às 19h durante o Encorte. a RB Agropecuária realiza o 1º Leilão Brahman Nelore, que terá transmissão ao vivo pelo site da Agreste Leilões. Serão ofertados animais de cabeceira da fazenda Novo Horizonte, escolhidos à dedo, sendo 17 touros brahman PO, 3 nelore PO e 100 novilhas brahman PO entre 12 e 16 meses, todas com prenhez confirmada.

Versão oficial

Veja texto da assessoria sobre a apresentação de animais do leilão

Em evento prestigiado por criadores e políticos, pecuarista apresenta rebanho Brahman de AL

Empresário renomado do setor agropecuário, o engenheiro agrônomo Ricardo Barreto recebeu neste sábado (10) criadores e a classe política do estado para o Dia de Campo da RB Agropecuária, na fazenda Novo Horizonte, no município de São Sebastião. Foram mais de 200 pessoas no evento, que apresentou palestras técnicas sobre produtividade, rendimento e nutrição para o gado, além de estratégias de produção à campo.

O evento foi prestigiado por criadores renomados de Alagoas e de Sergipe. Ricardo também recebeu políticos da região, e exemplo do prefeito de Junqueiro Leadro Silva e o prefeito de São Sebastião José Pacheco Filho. “Foi um evento importante de retomada para receber os amigos e aproveitar para trazer informação e falar sobre novas tecnologias para o campo”, pontuou Ricardo Barreto.

Fundador do Grupo Coagro, que já tem 30 anos de mercado, Ricardo tem um compromisso com os resultados, tanto na agricultura quanto na pecuária e o que foi apresentado no dia de campo foi o resultado direto em investimentos no setor. “É o compromisso do nosso grupo. Nós trabalhamos com resultados de excelência para o criador. Aqui demos início à primeira criação do rebanho Brahman em Alagoas, um gado altamente produtivo e rentável e apresentamos isso aos nossos amigos”, afirmou Ricardo.

Quem esteve no Dia de Campo também aproveitou para conhecer os animais da raça, que tem se mostrado uma das mais rentáveis da pecuária de corte. A RB Agropecuária deu o pontapé para que o brahman conquistasse terras alagoanas. Pela região, os criadores já começaram a apostar no animal para fazer cruzamento com as raças nelore e angus, chegando a resultados considerados excelentes.

A ideia do grupo é que outros criadores apostem na genética brahman e na próxima quarta-feira (14), às 19h durante o Encorte, a RB Agropecuária realiza o 1º Leilão Brahman Nelore, que terá transmissão ao vivo pelo site da Agreste Leilões. Serão ofertados animais de cabeceira da fazenda Novo Horizonte, escolhidos à dedo, sendo 17 touros brahman PO, 3 nelore PO e 100 novilhas brahman PO entre 12 e 16 meses, todas com prenhez confirmada.

Os animais possuem a melhor genética do disponível no mercado para melhoramento genético ou cruzamento artificial, com genética chancelada pela Associação dos Criadores de Zebu (ABCZ).

Feira vai mostrar o peso do “setor dos setores” na economia de Alagoas
   8 de setembro de 2022   │     17:07  │  0

Agricultura, indústria, comércio e serviços. Geralmente a produção na economia é classificada a partir do primeiro, segundo e terceiro setor. Algumas empresas e negócios, no entanto, atuam em mais em diferentes segmentos simultaneamente.

Se considerando um “setor”, cooperativismo pode ser considerado o setor dos setores e está presente – através dos seus 7 ramos estratificados no Brasil (Agropecuário, Consumo, Crédito, Infraestrutura, Trabalho e Produção de Bens e Serviços, Saúde e Transporte) em tudo que se produz no Brasil e no mundo.

Em Alagoas, são mais de 200 cooperativas que atuam da coleta seletiva de lixo a serviços bancários, com mais de 40 mil cooperados, gerando mais de 20 mil empregos diretos e beneficiando diariamente cerca de 300 mil pessoas. Do transporte de estudantes a consulta do médico.

O “setor dos setores” vai mostrar a sua cara em Alagoas na 1a Feira Coop. O evento, que será realizado na Praça Multieventos, na Pajuçara em Maceió, será a maior vitrine do cooperativismo alagoano. De 23 a 25 de setembro, as cooperativas vão apresentar seus produtos e serviços ao público, com oportunidades de aprendizado num ciclo de palestras e de muitos negócios.

O Sebrae, parceiro da Feira Coop, que será realizada pela Unicafes-AL, vai promover uma rodada de negócios durante o evento, promovendo oportunidades para empresas e cooperativas.

Mais de 400 cooperativas, além do governo do Estado, prefeitura de Maceió, Sebrae e outras instituições já confirmaram presença.

A entrada é franca. E quem for, garantem os organizadores, além de conhecer melhor um setor tão importante ainda pode fazer bons negócios. É se programar e conferir.

A divulgação da Feira Coop começa a partir desta quinta-feira (08/09) em todo o Estado, através de mídias como Out Door, rádio, TV, jornais e redes sociais. Será uma campanha mostrando que o cooperativismo faz parte da vida dos alagoanos – todos os dias.

Versão oficial

Veja texto da assessoria

Faltam 15 dias para 1ª Feira Coop de Alagoas
Pindorama, CPLA, Unimed, Sicred e outras 40 cooperativas já confirmaram presença

A contagem regressiva começou. Há 15 dias da primeira Feira Coop de Alagoas mais de 40 cooperativas estão confirmadas no evento, que acontece nos dias 23, 24 e 25/09, na Praça Multieventos, na orla de Pajuçara, em Maceió. O objetivo da feira, promovido pela Unicafes, é fomentar e evidenciar o trabalho das cooperativas no estado gerando oportunidades de negócios.

Em Alagoas, segundo dados do Ministério da Economia, existem mais de 200 cooperativas beneficiando certa de 300 mil pessoas entre cooperados e empregados. Para Antonino Cardozo, presidente da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária de Alagoas (Unicafes), a feira é uma grande oportunidade para mostrar a população e os empresários do estado o potencial das cooperativas.

“Estamos ansiosos e convidamos todas as cooperativas de Alagoas que ainda não se integraram a feira a unir força conosco nesse grande evento. Vamos mostrar o potencial das nossas cooperativas, fomentar negócios, promovendo o acesso das cooperativas ao mercado alagoano”, convocou Antonino Cardozo.

A 1ª Feira Coop contará com exposição e comercialização de produtos da agricultura familiar, artesanato, oferta de serviços e palestras. Cooperativa como a Pindorama, uma das maiores do Nordeste, já confirmou presença. “Vamos ofertar desde produtos da agricultura familiar pela Copaíba, CPLA, Pindorama, até serviços de Saúde e Crédito, já confirmados com a participação da Unimed e Sicred. Será um momento importante para a sociedade conhecer o tamanho do cooperativismo em Alagoas”, reforçou o presidente da Unicafes.

De acordo com o coordenador da 1ª Feira Coop, Adalberon Sá Junior, além dos estandes das cooperativas, a espaço montado na Praça Multieventos contará com Praça de Alimentação, comandada pela Associação de Bares e Restaurantes de Alagoas (Abrasel) e atrações culturais.

“Cooperar é justamente unir forçar para realização de um objetivo e nós contamos com o apoio do Governo do Estado, da Prefeitura de Maceió, da Associação dos Municípios Alagoanos e do Sebrae na realização da feira. Será um momento importante para o setor”, destacou Adalberon Sá.

Serviço:
O que: 1ª Feira Coop de Alagoas
Quando: 23 a 25/09/2022
Local: Praça Multieventos, orla de Pajuçara, Maceió.
Entrada: Gratuita
Informações: @feiracoopalagoas

Redução do ICMS pode provocar “rombo” no caixa do Estado e municípios em Alagoas
   3 de julho de 2022   │     21:08  │  8

Na sexta-feira (01/07) o governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB), assinou decreto que autoriza a redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em Alagoas incidente sobre os combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo.

A alíquota caiu de 29% para 17% no caso da gasolina, mas a perda de receita será proporcionalmente maior. Isso porque a base de cálculo, ou seja o valor sobre o qual o imposto será cobrado, também caiu.

Em média, a arrecadação de ICMS dos combustíveis e da energia deve cair pela metade. Como esses dois segmentos têm grande peso na formação do ICMS em Alagoas, a arrecadação do Estado e, por tabela, dos municípios, sofrerá forte impacto.

Os segmentos de petróleo e gás (22%) e energia (mais de 11%), representam quase 34% de tudo que é arrecadado de ICMS em Alagoas. Metade isso equivale a 17%.

Em tese, de cada R$ 100 arrecadado até junho, Alagoas deverá arrecadar R$ 83 a partir de julho com a nova alíquota do ICMS.

Quanto isso pode significar de impacto na receita final do Estado? Em média, Alagoas arrecadou R$ 485 milhões por mês nos primeiros cinco meses deste ano. E se os números estiverem corretos, a perda de arrecadação será de mais de R$ 80 milhões por mês.

Como 25% do ICMS vão para os municípios, o “rombo” será dividido. O Estado perderá R$ 60 milhões e as prefeituras deixarão de receber R$ 20 milhões em média a cada mês.

Esses números, no entanto, podem ser piores. As projeções feitas aqui levam em conta um cálculo direto, sem levar em conta aspectos da nova legislação, que mudou a base de cobrança do ICMS sobre a energia e a gasolina.

Saiba mais: Veja quanto o preço da gasolina pode cair em AL após decreto do governo

 

Veja quanto o preço da gasolina pode cair em AL após decreto do governo
   1 de julho de 2022   │     21:39  │  1

Nesta sexta-feira (01/07) o governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB), assinou decreto que autoriza a redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em Alagoas incidente sobre os combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo.

Independente de repercussões políticas ou jurídicas, o governo de Alagoas publica na edição do Diário Oficial do Estado de Alagoas da próxima segunda-feira (04/07) decreto que estabelece como teto a alíquota de 17% sobre os combustíveis – a mesma cobrada sobre produtos e serviços considerados essenciais.

No caso da gasolina, a alíquota efetiva em Alagoas vai cair 29% (27% de ICMS e 2% de Fecoep) para 17%.

Para entender como a mudança vai afetar o preço dos combustíveis será preciso usar mais do que a calculadora.

O valor médio da gasolina em Alagoas até o começo desta semana era de R$ 7,13, mas o imposto vem sendo cobrado, há 9 meses sobre um valor menor.

A base de cálculo, o valor sobre o qual o ICMS é cobrado, está congelada em Alagoas desde outubro de 2021 em R$ 6,0151 por litro. Nesse caso, o imposto (29%) atual é de R$ 1,742. Com a nova alíquota (17%), a partir de segunda-feira, o imposto cairia para R$ 1,021.

A queda, no entanto, será maior. De acordo com estimativa da Secretaria da Fazenda de Alagoas, a base de cálculo, em função da nova legislação será menor do que o valor “congelado”. O novo teto para cobrança do ICMS passa a ser de R$ 4,902. Com isso, o valor efetivo do ICMS a ser cobrado cairá para R$ 0,833 por litro, uma redução de mais de 50% no valor efetivo do imposto cobrado em Alagoas.

Se o valor da redução do ICMS for repassado integralmente para o consumidor, o preço final deve cair em cerca de R$ 0,90 por litro. A conferir.

Nas bombas

O repasse da queda do ICMS para os preços finais, cobrados pelo consumidor, vai depender dos distribuidores e revendedores.

Desde o início da semana, no entanto, os preços da gasolina começaram a cair em Alagoas. De acordo com a Secretaria da Fazenda, a redução, ocorreu em função da redução da base de cálculo da cobrança do ICMS do combustível (nova base de cálculo).

Após as medidas adotadas pela Sefaz-AL, de redução da base de cálculo e do anúncio da redução do ICMS, os preços da gasolina começaram a cair em vários postos de Maceió. Na capital, combustível foi comercializado por R$ 6,55 em vários postos nesta sexta-feira, 1o de julho, de acordo com o site Economiza Alagoas. No site é possível encontrar os revendedores onde o combustível está sendo comercializado com menor preço. Faça a sua pesquisa acessando aqui o link do  Economiza Alagoas

Veja a legislação:

LEI COMPLEMENTAR Nº 194, DE 23 DE JUNHO DE 2022

LEI COMPLEMENTAR Nº 192, 11 DE MARÇO DE 2022