Category Archives: Economia

Passagem aérea mais barata? Espanhóis vão trazer empresas ‘low cost’ para AL
   12 de julho de 2019   │     0:39  │  0

O preço das passagens aéreas é considerado um fator limitante para destinos turísticos em todo o Brasil. Alagoas não foge à regra. Tanto que o governo tem apostado, através das Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Turismo e da Fazenda, na redução do ICMS do querosene de aviação para atrair novos voos para o Estado.

No embalo, o governo vai assinar na próxima semana incentivos para a Azul. O mesmo que já foi dado para a Gol e Latam.  Com a redução do ICMS, a alíquota de 8% é atrelada ao compromisso de abertura de novos voos para o destino Maceió.

Hoje o alagoano e o turista que visita o Estado dependem basicamente destas três companhias para chegar ou sair do Estado por via aérea.

Essa dependência deve ser reduzida nós próximos meses. Os espanhóis da Aena, operadora que vai assumir o controle do aeroporto de Maceió a partir de janeiro de 2020, prometem novos investimentos no equipamento. E mais do que isso, acenam com o interesse de trazer para o Estado empresas aéreas de baixo custo ou ‘low cost’, muito comuns na Europa e Estados Unidos.

“Era tudo que a gente queria ouvir”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, após reunião com os diretores da Aena, nessa quarta-feira.

“A Aena é uma das maiores operadoras de aeroporto do mundo e é especializada em turismo. Acredito que Alagoas ganhará muito com essa expertise na gestão do nosso aeroporto”, emenda Rafael Brito.

O secretário diz que as empresas ‘low cost’ conseguem realizar voos na Europa por até 100 euros.

“A chegada empresas com esse perfil, se confirmado, ajudará a fortalecer muito o turismo. A Aena pretende baixar as tarifas para viabilizar a chegada dessas companhias. O objetivo é aumentar em 50% o fluxo de passageiros nos próximos anos no aeroporto de Maceió. Isso significa que poderemos receber um milhão a mais de turistas anualmente, com um impacto muito positivo em todo o setor”, aponta.

Aproximação

O governador Renan Filho recebeu o presidente da Aena, Maurici Lucena, para uma reunião de alinhamento sobre a nova gestão do Aeroporto Zumbi dos Palmares, nessa quarta-feira. Os investimentos da empresa no equipamento devem ser de aproximadamente R$60 Milhões até 2022, voltados para estruturação e administração do equipamento.

Estiveram presentes, também, o secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, o secretário de Infraestrutura, Maurício Quintella, e o secretário da Fazenda, George Santoro.

O espanhóis também estiveram com prefeito de Maceió, Rui Palmeira. A visita ao Estado foi para aproximação e alinhamento de ações com as autoridades locais.

Rui Palmeira em reunião com diretores da Aena

Rafael Brito participa de reunião com diretores da Aena e o governador Renan Filho

Versão oficial

Veja texto da assessoria da prefeitura de Maceió sobre a reunião com diretores da Aena:

Prefeito recebe representantes de empresa espanhola

O prefeito Rui Palmeira, junto com os secretários de Turismo, Esporte e Lazer, Jair Galvão, e de Economia, Fellipe Mamede, recebeu representantes da empresa espanhola Aena, vencedora da licitação dos aeroportos do bloco Nordeste, e o cônsul da Espanha em Salvador, Gonzalo Fournier Conde. Em pauta, a atuação da empresa no gerenciamento do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares.

Segundo o secretário municipal de Turismo, o encontro foi um marco para o turismo de Maceió. “Esse contato com a Aena foi extremamente estratégico porque marca o início de uma parceria que, com certeza, fará a diferença na capação de novos voos. Além de dinamizar a malha aérea, esperamos trazer da Espanha outros investidores internacionais, criando mais oportunidades para a geração de renda, emprego e desenvolvimento para a nossa capital”, disse o gestor.

Além do prefeito, dos secretários municipais e do cônsul da Espanha em Salvador, participaram do encontro o presidente da empresa, Maurici Lucena Betriu, o diretor da Aena Internacional Filiais, Rodrigo Marabini, o diretor do escritório da Presidência, Regulação e Políticas Públicas, Angel Luis Sanz Sanz, a diretora de Comunicação, Maria Gomes Rodriguez, o CEO Aeroportos Brasil, Fernando Santiago Yus Saenz de Cenzano e o diretor geral de Aeroportos, Javier Marin San Andrés.

Sobre a Aena

Em março, a empresa espanhola Aena venceu a licitação do principal bloco de aeroportos realizado pelo governo, na B3. Com oferta de outorga de R$ 1,9 bilhões, o consórcio vai administrar os aeroportos do bloco Nordeste que compreende os terminais de Recife, Maceió, João Pessoa, Aracaju, Juazeiro do Norte e Campina Grande.

A previsão é que a empresa vencedora faça um investimento de R$ 2,153 bilhões nos seis terminais, sendo R$ 788 milhões nos cinco primeiros anos do contrato.

Movimento sindical de Alagoas perde um dos seus líderes mais atuantes
   8 de julho de 2019   │     13:13  │  1

Sorriso sempre aberto, gentil no trato com todos, Cícero Domingos de Oliveira conseguiu se consolidar no movimento sindical de Alagoas pela sua capacidade de luta e liderança.

Ele atuou uma vida inteira no movimento sindical representando os trabalhadores rurais de Alagoas. Foi presidente do sindicato dos Trabalhadores Rurais de Atalaia, diretor da Fetag-AL , foi fundador e primeiro presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados e Assalariadas Rurais (FETAR-AL), criada a partir da separação da Fetag-AL por recomendação da Justiça do Trabalho

Cícero tinha 57 anos e faleceu na manhã desse domingo, 07. O dirigente sindical sofreu um AVC, na sexta-feira passada, não resistindo às complicações decorrentes do trauma.

“Cícero Domingos era um amigo de luta e a ausência dele do nosso meio causará uma perda imensa em defesa dos assalariados rurais de Alagoas. Muito me orgulha de quando secretário de Formação da Fetag-AL, ter contribuído para a criação da Fetar-AL e articulado para que o Cícero fosse o presidente”, declarou Givaldo Teles, presidente da Fetag-AL.

A Fetar-AL informou que o velório do dirigente sindical está sendo realizado no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Atalaia com o sepultamento previsto para hoje, 08, às 16h, no cemitério de Atalaia.

 

Repercussão

O falecimento de Cícero Domingos causou comoção no movimento sindical rural e no setor sucroenergético alagoano.

“Recebi a notícia do falecimento do Cícero Domingos com muita tristeza. Foi um grande líder no segmento dos trabalhadores rurais como um todo, onde fazia uma defesa fantástica da categoria. Ele era um defensor da classe e exercia uma liderança muito grande. Tinha acesso e transitava bem por todos os segmentos da classe, desde o usineiro até fornecedor de cana, fazendo sempre a defesa do trabalhador rural. O setor como um todo vai sentir a perda deste grande líder e deste grande ser humano”, declarou Edgar Filho presidente da Associação dos Plantadores de Cana do Estado de Alagoas – Asplana.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (Faeal), Álvaro Almeida, também destacou a importância de Cícero Domingos para a agricultura alagoana, em especial, para o segmento canavieiro.

“Foi uma perda lamentável. Cícero era um dirigente participativo nas discursões que envolviam os trabalhadores rurais. Sempre teve um comportamento adequado a função de presidente de sindicato. Em nome da Faeal e do Senar-AL, lamentamos muito essa perda”, afirmou.

 

Presidente da Fetar-AL, Cícero Domingos faleceu aos 57 anos

Missão China: alagoanos vão ‘rodar’ 3 mil km em apenas cinco dias
   7 de julho de 2019   │     22:25  │  0

Poucos países no mundo são maiores do que o Brasil. Rússia, Canadá, China e Estados Unidos – pela ordem.

Percorrer 3 mil km na China, como fará a Missão Alagoas, pode ser comparado a uma viagem por um “pequeno” pedaço do Brasil. É algo como sair de Maceió com destino a Curitiba, parando em Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro.

Guardadas as proporções é o que fará a missão de Alagoas, que vai percorrer um percurso de cerca de 3 mil km, passando por cinco cidades em cinco dias.

“Em cada cidade, teremos para apresentações de oportunidades e muitas reuniões de trabalho”, aponta o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas, Rafael Brito.

“Como a agenda é muito intensa, não deu para colocar na programação nenhuma outra atividade fora dos compromissos de trabalho”, explica o secretário, numa referência de que não haverá espaço para “turismo” na missão.

A “Missão China Alagoas” passará por cidades como Hong Kong, Shangai, Beijing, Linyi e Nantong. “Será uma verdadeira maratona. Estamos confiantes que o esforço valerá a pena. Nossa expectativa é trazer resultados positivos, até porque já existem grupos chineses com investimentos em Alagoas”, afirma o secretário.

Além do governador Renan Filho (MDB) e Rafael Brito, a missão contará com a participação de vários secretários de Estado – Fabrício Marques (Seplag) Mozart Amaral (Setrand), Maurício Quintella (Infraestrutura) e George Santoro (Sefaz), entre outros – além de representantes da Assembleia Legislativa de Alagoas, Federação das Indústrias de Alagoas e Associação Comercial de Maceió.

“Será uma viagem de prospecção e também de confirmação de intenções de negócios”, adianta Rafael Brito. Entre os interesses que os chineses tem por aqui estão investimentos em energia fotovoltaica, em portos (inclusive Maceió) e transporte de massa (VLT).

São 5 dias, com diversas reuniões pré-agendadas, seguidas de rodadas de negócios. Cada secretário vai conversar com interessados sobre projetos específicos, acerca de sua área de atuação”, aponta Brito.

A programação da missão foi confirmada durante essa semana em reunião no consulado chinês em Recife, como registro Brito em suas redes sociais.

“Seguimos a todo vapor com os preparativos da Missão China! Alinhamos com o consulado os últimos detalhes dos eventos realizados pelo @governodealagoas no país, com foco na atração de investimentos e novos negócios para o estado. Serão 3mil km rodados, entre os dias 22 e 26 de julho, em uma agenda intensa com o governador @renanfilho15 e toda a comitiva alagoana! Fiquem ligados aqui que vou contando tudo para vocês, combinado?!”, disse Brito no Instagram.

Rafael Brito definiu programação da Missão Alagoas China no consulado chinês, em Recife

Braskem leva a sério convite para “trocar” Alagoas por Sergipe
   4 de julho de 2019   │     18:47  │  0

A transferência da operação da Braskem de Alagoas para Sergipe vem sendo tratado com uma possibilidade real pela empresa.

Mais do que a oportunidade de incentivos fiscais iguais ou melhores do que o de Alagoas e da oferta de gás natural e outros insumos com custos menores, executivos da empresa também avaliam o “ambiente” de negócios.

Enquanto em Alagoas a Braskem enfrenta uma grave crise, que parece ter tornado inóspito o ambiente para a empresa no território alagoano, vem sendo recebida de “braços abertos” pelos sergipanos.

Esta semana a empresa mandou representantes para participar de um seminário sobre a área de petróleo e gás que está sendo realizado em Aracaju. Quem participa, segundo a assessoria de comunicação da empresa é o executivo que lidera a área de pesquisa de gás e energia.

“Na semana que vem , dia 12, estará lá, para reunião com o secretário de desenvolvimento, o nosso vice-presidente Roberto Bischoff”, informa a assessoria.

A escolha de Bischoff para liderar a missão da Braskem em Sergipe pode ser traduzida no real interesse da companhia em avaliar o “convite” feito pelo secretário de Desenvolvimento Econômico de Sergipe, José Augusto Carvalho.

Bischof é responsável pela área de competitividade da Braskem e foi responsável por grandes investimentos do grupo, a exemplo da abertura de fábricas no México. Após o encontro, ele deve levar para o conselho de administração da empresa o que Sergipe tem para oferecer.

Não é uma decisão fácil, nem rápida. Mas se Alagoas quiser que a Braskem fique por aqui, também vai precisar se mexer. Mas esta é outra história.

Saiba mais:

Veja texto do UOL sobre o convite feito à Braskem.

Braskem recebe convite de Sergipe para instalação de unidade

SÃO PAULO (Reuters) – O governo do Sergipe enviou à Braskem um convite para que avalie a possibilidade de se instalar no Estado, em um momento em que a petroquímica foi forçada a paralisar atividades em Alagoas em meio a acusações de que o trabalho de mineração da companhia contribuiu para o fenômeno de afundamento de solo e interdição de vários edifícios em três bairros de Maceió.

Leia aqui na íntregra

Braskem recebe convite de Sergipe para instalação de unidade

 

Com R$ 321 milhões, ICMS de Alagoas fecha em forte alta em junho
     │     13:44  │  0

A arrecadação de ICMS de Alagoas em junho registrou o segundo melhor desempenho do ano. No mês passado, a receita com o principal tributo estadual chegou a R$ 321,4 milhões em crescimento de 9,15% segundo os números apurados pelo blog (os dados são provisórios).

Mais uma vez, o secretário da Fazenda, George Santoro, passou por APP uma prévia um pouco diferente: R$ 321,9 milhões com crescimento de 9,3% – o que praticamente não altera os dados que consegui acessar nos sites oficiais.

Esta foi a segunda vez no ano em que o desempenho do ICMS ficou acima da inflação – nos outros quatro meses ou houve empate ou ficou abaixo (veja tabela).

No acumulado do ano, a receita de ICMS chega a R$ 2,03 bilhões, em alta de 4,76% na comparação com os seis primeiros meses de 2018 quando foram arrecadados R$ 1,938 bilhão.

Avaliação do mês

O secretário da Fazenda, George Santoro, fez mais a avaliação do desempenho do ICMS para o blog mais uma vez.

“Foi muito bem esse mês (junho). Deu uma reagida boa. Todos os setores que tiveram crescimento. Inclusive energia, combustível, foi muito bom. De uma recuperada em relação ao mês anterior e começou bem também já agora em Julho de novo”, pondera.

Para o secretário, o resultado reflete o trabalho da Sefaz: “a gente vem fazendo um trabalho de conscientização com os contribuintes, estamos fazendo visitas aos shoppings, visita também no centro da cidade e nos bairros. Estamos fazendo também uma melhora na cobrança do ICMS, simplificando acesso ao pagamento. A gente tem feito muito estrago dados pontuais que eu acho que estão dando resultado”.

Santoro chama ainda atenção para o programa contribuinte arretado que, segundo ele “diminuiu as multas, que está simplificando aí vários pontos da legislação e tem contribuído também para facilitar o acesso e dos contribuintes ao pagamento dos tributos. Acho que essa coisa vai melhorando um pouquinho dia-a-dia”, aponta.

Veja a tabela