Category Archives: Política

Ibope testa dois cenários para presidente: Lula e Marina lideram em AL
   20 de agosto de 2018   │     19:11  │  0

A pesquisa Ibope contratada pela TV Gazeta de Alagoas foi divulgada na quinta-feira (16) a noite, com os números para o governo de Alagoas. O Instituto também quis saber a opinião do alagoano sobre as eleições para presidente.

O IBOPE testou dois cenários de intenção de voto para presidente. Num primeiro cenário que considera Lula como candidato do PT, o ex-presidente aparece isolado na liderança com 53% das intenções de voto, seguido de Marina com 12% e Bolsonaro com 7%.

Alagoanos que têm a intenção de votar em branco ou anular o voto são 11% e os que não sabem ou não respondem, 6%.

No outro cenário em que o candidato do PT é Haddad, quem lidera é Marina Silva, da Rede, com 17%, empatada dentro da margem de erro com Jair Bolsonaro (PSL) com 14%, Ciro Gomes e Geraldo Alckmin têm 8% das intenções de voto, cada.

Nesta simulação, 32% declaram a intenção de votar em branco ou de anular o voto e os indecisos totalizam 10%.

Lula também lidera na pesquisa espontânea, com 38%, seguido de Bolsonaro com 11% e Marina com 2%.

Brancos e nulos

Um detalhe importante: sem Lula, o número de alagoanos que pretendem votar em branco ou nulo cresce quase três vezes mais, de 11% para 32%. Os números mostram que o candidato do PT, seja Haddad ou qualquer outro, terá dificuldades para capitalizar os votos do ex-presidente.

A pesquisa

Este é o primeiro levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral em Alagoas. A pesquisa tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Foram ouvidos 812 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais entre os dias 13 e 15 de agosto. A pesquisa está registrada no no TRE-AL com o número AL-00461/2018.

O nível de confiança é de 95%, o que significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%.

veja as tabelas:

 

Apenas duas coligações devem eleger federais em Alagoas
   19 de agosto de 2018   │     19:21  │  0

São nove vagas em disputa para a Câmara Federal em Alagoas. Os números do TSE revelam que 77 pessoas registraram candidaturas para a Câmara dos Deputados no Estado.

Os candidatos estão distribuídos em nove coligações ou chapas puro sangue: Muda Alagoas de Verdade, Novo, Avança Mais Alagoas I, Reconstruir Alagoas, Alagoas Com o Povo II, Avança Mais Alagoas III, PCO, Rede, PSTU.

Segundo as análises de especialistas e dos “caciques” políticos, apenas duas coligações devem eleger candidatos à Câmara dos Deputados em Alagoas: Alagoas Com o Povo II e Avança Mais Alagoas I. As coligações reúnem os candidatos que estão nas chapas ao governo de Fernando Collor (PTC) e Renan Filho (MDB).

“A estimativa é que chapa de oposição faça de três a quatro federais, enquanto a chapa do governo deve fazer de cinco a seis. Uma destas vagas será disputa nas sobras provavelmente com a candidato da Rede, Heloísa Helena”, explica um experiente analista eleitoral.

Pelos cálculos feitos nos bastidores, a 8 primeiras vagas seriam preenchidas pelo quociente eleitoral, que este ano ficará em torno de 160 mil votos.

A estimativa é que HH precisará de mais de 100 mil votos para disputar a última vaga, que será disputada pelas “sobras”, votos que restam em cada coligação depois da eleição dos candidatos por quociente eleitoral.

Entre os favoritos para ganhar a eleição na coligação Alagoas Com o Povo II estão Arthur Lira, JHC, Fernando James, Severino Pessoa e Pedro Vilela. Na coligação Avança Mais Alagoas I, surgem como favoritos Marx Beltrão, Sérgio Toledo, Carimbão, Ronaldo Lessa, Isnaldo Bulhões Jr, Nivaldo Albuquerque e Paulão.

Coligação de Renan Filho lança campanha neste domingo
   18 de agosto de 2018   │     23:30  │  0

O lançamento oficial da campanha majoritária da coligação Avança Mais Alagoas será neste domingo, 19, a partir das 10h, no Iate Clube Pajuçara, em Maceió.

Pelas redes sociais o governador e candidato à reeleição Renan Filho (MDB) está convocando lideranças políticas e simpatizantes para participar do evento, que também marcará o lançamento das campanhas de Maurício Quintella (PR) e Renan Calheiros (MDB) ao Senado.

“Domingo será o lançamento da nossa campanha, no iate Clube Pajuçara. Queria fazer um convite especial para a gente fazer uma festa linda, a festa da mudança, a festa de quer fazer mais para mudar mais o estado de Alagoas”, disse Renan Filho.

O lançamento deve dar o tom da campanha a partir de agora, com a realização de eventos em espaços fechados e nas ruas. Para o governador será a oportunidade de demonstrar força numa campanha em que ele começou como favorito, mas passou a ter disputa a partir do lançamento da candidatura de Fernando Collor (PTC) ao governo.

Em Arapiraca, Severino Pessoa “surpreende” e anuncia apoio a Collor
     │     22:29  │  0

O deputado estadual Severino Pessoa (PRB) anunciou, neste sábado a tarde, que vai apoiar a candidatura de Fernando Collor (PTC) ao governo.

O anúncio tratado como “surpresa” por alguns veículos, no entanto, já era esperado. Pessoa, embora tenha sido colocado em avaliações anteriores como da base do governo de Renan Filho (MDB), sempre se declarou como independente e já tinha anunciado apoio a candidatura de Benedito de Lira (PP) ao Senado.

Candidato a deputado federal, Severino Pessoa fechou aliança com a ex-prefeita de Arapiraca e candidata a deputada estadual Célia Rocha (PTC).

O apoio de Severino foi anunciado durante reunião com amigos da ex-prefeita Célia Rocha, em Arapiraca.

“Sempre ouvi coisas boas a seu respeito, principalmente quando se fala a honrar os compromissos. Por isso, mesmo sem avisar antes a minha esposa, quero dizer que você pode contar comigo”, disse Pessoa ao anunciar o apoio a Collor.

Pelas redes sociais, Collor também registrou o encontro em Arapiraca: “Acompanhado do prefeito Rogério Teófilo, do deputado Arthur Lira e do Biu, participei, em Arapiraca, de concorrida reunião de lideranças que apóiam a candidatura de Célia Rocha a deputada estadual e Severino Pessoa a federal. É o começo da nossa jornada no Agreste!”.

Arapiraca “dividida”

Considerada uma das principais lideranças do agreste, Célia Rocha conseguiu unir no mesmo palanque, além de Pessoa, o prefeito de Arapiraca, Rogério Teófilo (PSDB). Juntos, Pessoa, Rocha e Teófilo definiram que vão votar não só em Collor e Biu de Lira, mas também no outro candidato ao Senado da coligação Alagoas com o Povo, o deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB).

O voto na região agreste deve ser muito disputado. O vice-governador Luciano Barbosa (MDB), que também é ex-prefeito de Arapiraca, e o deputado estadual Ricardo Nezinho, além de outras lideranças locais vão apoiar a chapa do governador e candidato à reeleição Renan Filho (MDB), além dos candidatos ao Senado Renan Calheiros (MDB) e Maurício Quintella (PR).

Collor recebe apoio de Severino Pessoa durante reunião de amigos de Célia Rocha em Arapiraca

Caldas mira ALE e explica porque deixou disputa do Senado
   17 de agosto de 2018   │     22:07  │  1

O presidente do PSC em Alagoas, João Caldas, ensaiou durante alguns meses uma candidatura ao Senado. “Pela minha experiência, pelo conhecimento que tenho em Brasília, acredito que poderia ajudar muito Alagoas como senador. No entanto, em nome de uma composição, decide adiar a disputa para o outro momento”, aponta.

Caldas foi um dos principais articuladores na formação da frente de oposição que lançou a candidatura de Fernando Collor (PTC) ao governo.

“Eu sempre defendi que a gente tivesse uma disputa em torno do governo. No atual momento, Collor está preparado para disputar e ganhar a eleição para o governo. Fizemos uma composição para fortalecer a candidatura de oposição ao governo e por isso abri mão do Senado”, aponta.

João Caldas abriu mão do Senado, mas não das eleições. Ele vai disputar uma vaga de deputado estadual pelo PSC com o número 20.000 e avisa que quer voltar à Assembleia Legislativa de Alagoas para voltar a fazer o que já fez quando foi deputado estadual: “vou voltar para combater a corrupção, para denunciar a insegurança, para cobrar que o governo atenda as necessidades básicas da população, principalmente na saúde, na educação e na geração de emprego e renda. Não serei um desses deputados que só balançam a cabeça para o governo”, avisa.