Category Archives: Política

Em parceria com CGU prefeito lança projeto para “prevenir corrupção”
   5 de novembro de 2019   │     20:40  │  0

Com uma legislação rigorosa (embora esse não seja o “sentimento” geral) e uma burocracia pesada, gestor público no Brasil precisa correr “riscos” se quiser cumprir com suas obrigações sem enfrentar acusação ou suspeita de corrupção ou aplicação inadequada de recursos.

Para políticos que assumem a gestão de municípios querendo tocar obras e serviços em ritmo mais intenso, os riscos são ainda maiores.

Nada que não possa ser reduzido com o uso de ‘ferramentas’ adequadas, gestão eficiente e uma equipe capacitada. É de olho nessas perspectivas que a prefeitura de Pilar lançar, nesta quarta-feira (06), o projeto piloto em Capacitação e Consultoria em Gestão de Riscos para Entes Subnacionais na cidade do Pilar.

O evento será realizado pela Controladoria Regional da União em Alagoas em parceria com o Município.

O prefeito do município, Renato Filho, avalia que a capacitação é fundamental para otimizar os gastos públicos.

“Vai ser uma capacitação que vai trazer uma cultura de prevenção à corrupção e de eficácia, eficiência e efetividade gerencial pública por meio da construção de um ambiente de controle e gestão baseados em riscos”, explica Renato.

O evento vai acontecer nesta quarta, às 09:30h, no Ginásio Poliesportivo Humberto Gomes dos Santos, localizado à Rua Nossa Senhora das Graças, 78.

Após ‘tombo’, Alagoas arrecada mais de R$ 372 milhões de ICMS em outubro
     │     18:40  │  0

A arrecadação de ICMS de Alagoas fechou setembro em queda nominal, registrando desempenho negativo pela segunda vez no ano.

O resultado foi considerado atípico e a expetativa do secretário da Fazenda do Estado, George Santoro, é fechar o ano com alta moderada na receita própria.

Razões para otimismo é que não faltam. Em outubro, a receita com o ICMS em Alagoas chegou a R$ 372,3 milhões, em crescimento de 5,2% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. O valor arrecadado no mês é também o segundo maior do ano (atrás apenas de janeiro, om R$ 386 milhões).

No acumulado , de janeiro até outubro de 2019, a receita de Alagoas com o ICMS foi R$ 3,351 bilhões, com variação de 2,45% na comparação com igual período de 2018 (R$ 3,271 bilhões).

O resultado de outubro, segundo Santoro, aponto para uma recuperação da economia no Estado: “acredito que teremos um crescimento na casa dos 8% nos últimos dois meses do ano”, aponta.

Energia e combustíveis

O secretário da Fazenda, George Santoro, fez uma avaliação sobre o comportamento do ICMS para o blog. “No mês passado apenas um setor ficou negativo (comunicações com -17%). Nos demais setores o desempenho foi bom com destaque para combustíveis e energia, que teve crescimento de 10%”, aponta.

Santoro avalia que será possível incentivar mais uma vez o varejo local com o parcelamento do “ICMS do final de ano”, como aconteceu em anos anteriores: “queremos incentivar ao máximo o setor que tem grande peso na arrecadação do Estado”, aponta.

Vitor Wanderley deixa exemplo para o setor sucroenergético do Brasil
     │     16:43  │  0

O empresário e ex-diretor superintendente e acionista da Usina Coruripe, Vitor Montenegro Wanderley, faleceu aos 89 anos, na madrugada desta terça-feira, dia 05, em São Paulo.

Filho do comendador Tércio Wanderley, Vitor Wanderley foi um dos principais responsáveis por tornar o Grupo Coruripe em um dos maiores do país no segmento canavieiro. Atual são cinco unidades industriais, situadas em Alagoas e Minas Gerais, tendo capacidade de processar 14,4 milhões de toneladas de cana.

Vitor Wanderley era conhecido por sua gentiliza, otimismo e empreendedorismo. Sua morte foi lamentada por dirigentes do setor produtivo alagoano e amigos de jornada que trabalharam juntos em defesa do crescimento do segmento canavieiro.

“Doutor Vítor Wanderley, reuniu em si, um destemido empresário, um eficaz visionário empreendedor é um ícone na gestão de negócios e pessoas, além de uma impecável personalidade moral. O setor sucroenergético de Alagoas o tem como uma grande referência e principal vetor do nosso desenvolvimento. As nossas saudades e o nosso agradecimento pelas lições concedidas. Merece e terá muita Paz. Solidariedade na dor a toda família”, destacou o presidente do Sindaçúcar-AL, Pedro Robério Nogueira.

“Eu me aproximei do Vitor no dia 7 de setembro de 1964, quando, acompanhando Olival Tenório, visitamos a Coruripe que iniciava o plantio nos tabuleiros. Nos impressionou a organização e a produtividade . Naquela época a usina fazia menos de 200.000 sacos. Hoje, é o colosso que é. Vítor foi a viga mestra deste trabalho. Ele sempre trabalhou para o time, nunca para si. O considero o melhor cérebro da geração que modernizou o parque açucareiro de Alagoas. Descanse em paz companheiro”, declarou o empresário e conselheiro do Sindaçúcar-AL, José Carlos Maranhão.

“Doutor Vitor Wanderley. Uma marca indelével no setor açucareiro nordestino. Com sua marca e de seus companheiros foi erguida o maior complexo agroindustrial canavieiro de toda nossa região. Com os seus descendentes foi erguido um dos maiores grupos de processamento de cana de todo o Brasil. Nossos comprimentos a toda a família”, afirmou o industrial e conselheiro do Sindaçúcar-AL, Jorge Toledo.

“Doutor Vitor foi um homem a frente do tempo, um grande empreendedor, um otimista por natureza, um líder natural e um ser humano que respeitava a todos. Tive a honra e a sorte de ser comandado por ele alguns anos da minha vida profissional. Portanto, devo muito a ele o meu crescimento pessoal. Fica aqui os meus agradecimentos e os meus sinceros sentimentos. Deus o receberá com alegria, pois ele deixou um grande legado e foi um exemplo do bem para todos”, ressaltou o empresário Francisco Vital.

O velório de Vitor Wanderley está previsto para acontecer na manhã desta quarta-feira, 06, a partir das 10h, no Cemitério Crematório Horto da Paz, em Itapecerica da Serra, em São Paulo. Às 15 horas, ocorrerá a celebração de uma missa e, em seguida, a cerimônia de cremação, às 16h.

 

Vitor Wanderley foi diretor superintendente do Grupo Coruripe

Em Nota, a Usina Coruripe lamentou a perda, destacando o importante trabalho do empresário e o espírito empreendedor de Vitor Wanderley.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE FALECIMENTO

É com profunda tristeza que comunicamos o falecimento do empresário, ex-diretor superintendente e acionista da Usina Coruripe, Dr. Vitor Montenegro Wanderley, ocorrido na madrugada de hoje, aos 89 anos.

Filho do Comendador Tércio Wanderley, Dr. Vitor foi um dos principais responsáveis pela trajetória de sucesso que consolidou a Usina Coruripe como uma das principais empresas sucroenergéticas do mercado brasileiro.

Sua gentileza com todos, seu otimismo, seu empreendedorismo, seu espírito de preservação da natureza e seus ensinamentos permanecerão para sempre na história dessa companhia e em nossos corações.

O velório acontecerá no Cemitério Crematório Horto da Paz, Itapecerica da Serra, SP, na quarta-feira, dia 6 e terá início às 10 horas. Às 15 horas, ocorrerá a celebração de uma missa e a cerimônia de cremação, às 16 horas.

Joãozinho Pereira ‘desiste’ de disputar eleição em 2020
   3 de novembro de 2019   │     19:44  │  0

Pela primeira vez os Pereira vai disputar a eleição em quatro cidades diferentes ao mesmo tempo – incluindo São Miguel dos Campos, considerada o ‘maior’ desafio e maior projeto da família até agora. As outras são Junqueiro, Campo Alegre e Teotonio Vilela.

Pela primeira vez Joãozinho Pereira (MDB), considerado o líder da família – uma das mais influentes na política alagoana – não vai disputar uma eleição. Ou melhor, reeleição.

Atual prefeito de Teotonio Vilela (no terceiro mandato), Joãozinho teria direito a tentar mais um mandato consecutivo, mas já avisou que o candidato será Peu Pereira.

Primio de Joãozinho, Peu já foi prefeito de Teotonio e tem boas chances de ser eleito mais uma vez.

Quanto a Joãozinho, ele avisa que ficará de fora da prefeitura, mas não da política. E não descarta uma disputa “mais a frente” uma disputa majoritária: “está nos planos sim, mas não agora”, pondera.

E porque Joãozinho ‘desistiu’ de tentar mais um mandato em Teotonio Vilea? “Eu preciso ficar mais livre para apoiar a família. Serão quatro prefeituras”, pondera.

O sucesso da família Pereira, até agora, tem sido a união em torno de um projeto, uma equipe bem montada que dá suporte aos gestores e a liderança de Joãozinho.

Se eles vão chegar a quatro prefeituras já no próximo ano? Joãozinho acredita que sim. Tanto que vai deixar o mandato para se dedicar ao projeto. O que virá depois disso? Certamente a família, tendo o sucesso esperado em 2020, vai pleitear uma vaga na majoritária. Mas essa é outra história.

Candidata a prefeita vai unir senador e deputado federal em Arapiraca
   2 de novembro de 2019   │     17:26  │  0

Segundo maior município de Alagoas, Arapiraca – com seus mais de 230 mil habitantes – tem papel estratégico na política estadual. Qualquer um que pensa em se eleger governador ou senador nbo Estado precisa ter um ‘pé’ na ‘capital do agreste’.

Por lá as articulações para 2020 – e que terão desdobramentos importantes em 2022 – estão avançadas.

O grupo do atual prefeito enfrenta dificuldades por conta da avaliação negativa da gestão. Ainda assim Rogério Teófilo (PSDB) tem dado sinais de que pretende disputar a reeleição ou lançar um nome para chamar de seu.

O grupo do vice-governador Luciano Barbosa (MDB), que já foi prefeito no município, deve lançar o deputado estadual Ricardo Nezinho (MDB), que perdeu por poucos votos (apenas 259) contra Teófilo em 2016.

Considerada decisiva para a eleição de Rogério, a atual vice-prefeita de Arapiraca, surge como a maior novidade para as próximas eleições.

Fabiana Pessoa (Republicanos), rompeu com a gestão do atual prefeito desde o início de 2018, num episódio que ficou conhecido como a ‘traição’ de Teófilo ao grupo do deputado federal Severino Pessoa (Republicanos).

Apostando num discurso de renovação e focada numa proposta de uma gestão mais eficiente, Fabiana é pré-candidata a prefeita de Arapiraca. E larga bem. Ela já conseguiu reunir o apoio de Severino Pessoa e do senador Fernando Collor (PROS).

A expectativa, agora, é que Fabiana siga ampliando a aliança que poderá levá-la a assumir a prefeitura em 2020.

O fato de ser mulher e de trabalhar para resgatar o legado de importantes líderes femininas na política do agreste, a exemplo de Ceci Cunha e Célia Rocha, ajuda Fabiana na interlocução com lideranças locais e estaduais.

Outra vantagem de Fabiana é o fato de ser menos conhecida do que os outros dois pré-candidatos aqui citados (Nezinho e Teófilo), além de ter ‘descolado’ sua imagem não só da gestão do atual prefeito, mas também do governo do Estado.

A eleição de 2020 em Arapiraca promete ser de muitas emoções e pode ser decidida mais uma vez por poucos votos. Mas essa é outra história.