Category Archives: Sem categoria

Renan venceria em primeiro; Biu e Téo disputam 2a vaga, aponta pesquisa para o Senado
   18 de janeiro de 2018   │     19:02  │  0

A pesquisa eleitoral começou a ser divulgada nessa quarta-feira, 17. É o primeiro levantamento em Alagoas registrado no TSE sobre as eleições deste ano. Nesta quinta-feira foram divulgados os resultados para o Senado, deputado federal e deputado estadual.

Realizada pela TDL Pesquisa & Marketing, a pesquisa também apresentou resultados para presidência e governo do estado – que você pode conferir aqui: http://edivaldojunior.blogsdagazetaweb.com/2018/01/17/se-as-eleicoes-fossem-hoje-renan-filho-seria-eleito-com-68-dos-votos-validos/

No resultado para o Senado, a pesquisa aponta para a consolidação da liderança do senador Renan Calheiros, que vai disputar a reeleição pelo MDB. Se as eleições fossem hoje, a segunda vaga seria disputada entre o atual senador Benedito de Lira (PP) e o ex-governador Téo Vilela (PSDB).

Renan Calheiros lidera, com boa margem, em todos os três cenários montados e seria reeleito com 30% ou 28% dependendo dos nomes que estão sendo avaliados na pesquisa.

A segunda vaga seria disputada, no caso de confirmada a candidatura, entre Benedito de Lira (22%) e Téo Vilela (20%). Os dois estão empatados na margem de erro.

Com 16% no cenário mais provável da eleição, Marx Beltrão sobe para 20% numa amostragem estimulada sem a inclusão do nome de Téo Vilela. (veja as tabelas abaixo).

Pesquisa inclui novos nomes

Os resultados da TDL estão próximos dos  levantamentos do Ibrape, divulgados aqui em dezembro.

A diferença é que a pesquisa da TDL montou três diferentes cenários para o Senado, incluindo entre os eventuais candidatos um nome que vem sendo cogitado para a disputa, mas ainda não confirmado – o Procurador Geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça.

A pesquisa estimulada avaliou a intenção de voto em oito eventuais candidatos ao Senado: Renan Calheiros (MDB), Benedito de Lira (PP), Téo Vilela (PSDB), Marx Beltrão (MDB), João Caldas (PSB), Alfredo Gaspar (Sem Partido), Rafael Tenório (Podemos), Rodrigo Cunha (PSDB).

De um cenário para o outro o que muda é a inclusão ou retirada de nomes, que apesar de prováveis, ainda não estão confirmados na disputa.

O cenário 1 inclui todos os nomes, exceto Rodrigo Cunha. O cenário 2 inclui o nome de Cunha, mas exclui o de Téo Vilela. Isso porque só um dos dois será candidato pelo PSDB.

O cenário mais provável, considerando o quadro atual, é o 3 que inclui apenas os nomes de Renan, Biu, Téo, Marx e João Caldas. Os demais nomes estão, no momento, mais para o campo da dúvida e das possibilidades, do que das certezas.

A pesquisa

Foi divulgada nessa quarta-feira, 17, a primeira pesquisa eleitoral de Alagoas registrada no TSE. O registro passa a ser obrigatório no ano da eleição. O levantamento da TDL Pesquisa & Marketing traz resultados para presidência, governo do estado, Senado, Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

As entrevistas foram realizadas com eleitores de 16 anos ou mais em 52 municípios de Alagoas, entre de 12 a 14 de Janeiro de 2018, sendo checadas simultaneamente à sua realização em 10,0% das entrevistas.

Para a pesquisa foi utilizada uma amostra de 1.068 eleitores, estratificada por gênero, faixa etária, grau de escolaridade, nível econômico e posição geográfica. As quotas foram estabelecidas com base nos dados mais atualizados do PNAD/2014 e TSE/ TRE de 2017.

Com 95,0% de grau de confiança, margem de erro de 3,0%, a pesquisa apresenta está registrada no TRE sob o número AL-05922/2018. A TDL pesquisa e Marketing informa que possui estatístico devidamente registrado no Conselho Regional de Estatística da 5ª Região sob o nº 8492.

Última pesquisa de 2018 mostra que Lula e Bolsonaro iriam para segundo turno
   31 de dezembro de 2017   │     18:05  │  0

A última pesquisa eleitoral do ano, realizada pelo instituto Paraná Pesquisas, mostra um embate entre o ex-presidente Lula e o deputado Jair Bolsonaro na disputa à presidência da República em 2018.

Os dois estão isolados, com um terceiro nome ainda indefinido. Lula lidera a corrida, com 29,2% das intenções de voto, e Bolsonaro fica em segundo, com 21,1%. Os dois iriam tranquilamente para o segundo turno.

Outros cinco nomes que já se apresentaram como pré-candidatos ao Planalto, de acordo com a pesquisa, oscilam entre 3,5% e 8,6%. Marina Silva (Rede) é quem tem o percentual mais alto, à frente de Geraldo Alckmin (PSDB), com 7,9%, Joaquim Barbosa (6,8%), Ciro Gomes (PDT), com 5,2% e Alvaro Dias (Podemos), com 3,5%.

Henrique Meirelles, Manuela D´Ávila e João Amoêdo registram menos de 1% da preferência do eleitorado. Entre os entrevistados, 12,5% não escolheriam nenhum candidato e 3,4% não souberam opinar.

O instituto testou dois cenários sem Lula, com Dilma Rousseff ou Jaques Wagner no lugar do ex-presidente como postulante pelo PT. No primeiro caso, Dilma fica em segundo lugar, com 13,4% das intenções de voto, empatada tecnicamente com Marina Silva (12,2%). Bolsonaro lidera com 22,8% das intenções. Jaques Wagner registra apenas 3,9% das intenções de voto.

O nome de Dilma foi o mais citado (por 28,3% dos entrevistados) como candidato com mais chances de voto caso Lula não possa se candidatar.

A pesquisa foi feita entre os dias 18 e 21 de dezembro, ouviu 2.020 pessoas em todo o Brasil e tem margem de erro de dois pontos percentuais.

(Fonte: Brasil247)

Pesquisa mostra que a corrupção atrapalha até empresários do pequeno negócio
   18 de dezembro de 2017   │     21:56  │  0

Um dos maiores dilemas da atualidade no Brasil, a corrupção, é um problema não só para apenas para grandes empresas, para o cidadão comum que precisa dos serviços públicos, mas também para empresários de pequenos negócios.

Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae e divulgada na última semana, o que mais atrapalhou os empresários em 2017 foi a corrupção. A pesquisa inédita mostra que 31% dos empreendedores entrevistados apontaram a corrupção como o principal obstáculo enfrentado este ano, seguido pelo desemprego alto (25%) e pela taxa de juros elevada (17%).

Para a maioria dos entrevistados, 2018 será melhor que 2017, que por sua vez foi pior que 2016.

Veja texto da Agência Sebrae sobre a pesquisa:

Corrupção atrapalha empresários de pequenos negócios

Pesquisa do Sebrae mostra que empresários se sentiram prejudicados em 2017

Nem o desemprego, nem a recessão ou a alta taxa de juros. O problema que mais atrapalhou os empresários em 2017 foi a corrupção. Pesquisa inédita do Sebrae mostra que 31% dos empreendedores entrevistados apontaram a corrupção como o principal obstáculo enfrentado em 2017, seguido pelo desemprego alto (25%) e pela taxa de juros elevada (17%). Para 52% dos donos de pequenos negócios, o ano que termina foi pior do que 2016.

“É a primeira vez que a pesquisa registra a corrupção como o item mais citado. Isso mostra que falta ao empresário brasileiro confiança na política pública e isso está impactando na gestão do seu negócio. Menos confiante no ambiente político, o empreendedor aponta a corrupção como causa principal para não atingir o desempenho desejado em sua empresa”, analisa o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

Os empresários do segmento industrial foram os que mais sentiram o peso da corrupção (34%). A análise por região mostrou que o problema foi percebido com mais força pelos donos de pequenos negócios do Norte (36%). A percepção de que 2017 foi pior do que 2016 atingiu mais os empresários do Comércio (54%) e da região Nordeste (54%).

Apesar da avaliação negativa deste ano, 65% dos empresários ouvidos pelo Sebrae acreditam que 2018 será melhor para os próprios negócios. O otimismo, porém, não é compartilhado com a perspectiva para a situação do país. Apenas 11% dos donos de pequenos negócios apostam que a economia brasileira vai melhorar no próximo ano. Para 26% dos empreendedores, a crise financeira só será superada em 2021. Mais da metade dos empresários (51%) acreditam que o combate à corrupção deve a prioridade do novo governo. A pesquisa do Sebrae foi realizada em outubro, com 5.867 empresários de micro e pequenas empresas.

Mais Informações:

Assessoria de Imprensa Sebrae

(61) 3348-7754/7570

http://www.agenciasebrae.com.br/sites/asn/uf/NA/corrupcao-atrapalha-empresarios-de-pequenos-negocios,36485a8c4fb40610VgnVCM1000004c00210aRCRD

Governo de AL confirma pagamento do rateio do Fundeb este ano
   15 de dezembro de 2017   │     18:37  │  1

Professores efetivos e contratados da rede pública de ensino vão sim receber este ano pagamento do rateio do Fundeb.

A informação foi confirmada pelo vice-governador de Alagoas e secretário de Educação, Luciano Barbosa. “Ainda não fechamos o valor, mas com certeza iremos pagar o rateio do ano de 2017”, aponta.

O secretário da Fazenda de Alagoas, George Santoro, também confirma o pagamento do rateio, mas explica que os valores só serão definidos após levantamento que está sendo realizado elas Secretaria s da Educação de do Planejamento (Seplag): “ainda falta fechar a arrecadação (repasses do Fundeb) do ano para definição desses valores”, pondera.

O pagamento do rateio (divisão das sobras da aplicação de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB com os servidores em efetivo exercício no magistério da educação básica) depende de lei específica.

O governador Renan Filho deve encaminhar o projeto de lei pedindo autorização para pagar o rateio até a próxima semana.

Em 2015 o rateio do Fundeb para os professores da rede pública estadual foi o maior da história: R$ 73,5 milhões, valor que era equivalente a 3 folhas mensais para os servidores.

O rateio de 2016, pago no início deste ano, foi de R$ 53,6 milhões e foi o equivalente a 2 folhas salariais para só professores.

Sefaz anuncia prorrogação do Profis: descontos de 95% vão até 15 de dezembro
   4 de dezembro de 2017   │     0:33  │  0

A Secretaria da Fazenda de Alagoas decidiu prorrogar o Programa de Recuperação Fiscal (Profis), lançado pela Sefaz em novembro. O contribuinte em atraso com o pagamento do ICMS, até 2016, pode negociar as dívidas com até 95% de descontos nos juros e multas no período de 1 a 30 de novembro.

O Profis deu tão certo, a procura foi tão grande, que a Sefaz decidiu prorrogar o programa por mais 15 dias. “Foi o melhor Refis da história. Foram registradas cerca de 8 mil adesões ao Profis até o dia 30 de novembro”, revela o secretário da Fazenda, George Santoro.

O mais importante, avalia George Santoro, ao comentar os resultados, é o crescimento da base de arrecadação: “são 8 mil novos contribuintes que passam a recolher, regularizando sua situação fiscal e ajudando o Estado”.

Apesar dos bons resultados, a Sefaz acredita que alguns contribuintes que deixaram para aderir ao Profis de “última hora” tiveram dificuldades e por isso o governo decidiu prorrogar o programa por mais 15 dias. Até o próximo dia 15, o contribuinte ainda poderá aderir aos “benefícios”, com descontos de até 95% nos juros e multas.

“Será uma nova chance para esses contribuintes que estão em atraso e querem regularizar sua situação fiscal perante o estado”, aponta Santoro.