MDB define nome de pré-candidato a prefeito de Maceió; lançamento será dia 15
   26 de fevereiro de 2024   │     9:30  │  1

O último final de semana foi marcado por debates intensos entre líderes do MDB de Alagoas, especialmente em Maceió. No centro das discussões, a composição da chapa de vereadores na capital e a definição do nome do partido que será escolhido para disputar contra o atual prefeito do município, João Henrique Caldas, o JHC (PL).

A ‘escalação’ da chapa de vereadores foi definida com a participação de quatro vereadores de mandato, ex-vereadores e nomes, segundo lideranças do partido, com potencial para fazer de 5 a 6 das 27 vagas que estarão em disputa. A chapa proporcional será apresentada provavelmente no dia 11 de março, em reunião na sede do MDB.

O partido também decidiu lançar o pré-candidato a prefeito de Maceió em evento que será realizado no dia 15, pela manhã.

A escolha veio após uma reunião entre os quatro deputados do partido que eram apontados como prováveis pré-candidatos: Alexandre Ayres, Cibele Moura, Dr. Wanderley e Rafael Brito.

“Escolhemos um nome por consenso, durante reunião na sexta-feira (23). Avaliamos, com a ajuda de outras lideranças emedebistas que atuam em Maceió, que o nome do deputado federal Rafael Brito é o mais adequado é o melhor para este momento”, aponta o deputado estadual Zé Wanderley.

No sábado, o nome de Rafael Brito foi apresentado numa reunião que contou com a participação do governador Paulo Dantas (MDB) e do presidente do partido em Alagoas, senador Renan Calheiros.

“O governador e o senador elogiaram a nossa escolha e iniciativa. Agora vamos iniciar uma nova fase, ouvindo a população e preparando um plano de governo que aponte soluções para os graves problemas que afetam a população, especialmente as pessoas mais carentes, de Maceió”, reforça Zé Wanderley.

O governador Paulo Dantas já comunicou a assessores mais próximos que seu candidato a prefeito de Maceió será o nome do MDB e deve se pronunciar publicamente em breve sobre a escolha do pré-candidato do partido.

O grupo do governo tem ainda outros nomes que podem entrar na disputa contra JHC.

O presidente do PT em Alagoas, Ricardo Barbosa já foi apresentado oficialmente pelo partido e está em pré-campanha.

O secretário de Infraestrutura e ex-prefeito de Maceió Rui Palmeira, presidente do PSD em Alagoas, também avalia se vai entrar na disputa. Vai depender principalmente da sua capacidade em formar uma frente mais ampla.

Outro nome lembrado para a disputa dentro do grupo contra JHC é o do ex-deputado estadual Davi Maia, que foi coordenador de campanha do atual prefeito, mas rompeu com ele depois de fazer críticas a gestão.

Rafael Brito viajou para Brasília nesse domingo (25/2) e ainda não  anunciou publicamente sua posição. Fará isso após conversas.dentro e fora do partido.

Ele deve organizar a agenda para ter tempo de participar da pre-campanha e deve anunciar sua decisão após encontros com o ministro e ex-governador de Alagoas Renan Filho e com outos importantes líderes do grupo do qual participa, a exemplo do vice-governador Ronaldo Lessa.

Os próximos dias serão decisivos para Rafael Brito. Ele ja foi escalado para o jogo e tudo indica que no próximo dia 15, ou antes disso, entrará na disputa para ir até o fim.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Tony

    A oposição unida já é difícil de vencer JHC, imaginem a oposição dividida. Os Calheiros e o PT não tem votos em Maceió, a prova disso são as últimas eleições municipais e estaduais, se dependesse dos votos dos maceioenses, os Calheiros e Paulão estariam aposentados politicamente. Se realmente houver vários candidatos, JHC será reeleito prefeito de Maceió no primeiro turno.

Comments are closed.