Fora do jogo: saiba porque Luciano Barbosa não será candidato em Arapiraca
   28 de setembro de 2020   │     15:13  │  2

É jogo jogado. O Luciano Barbosa (MDB) não será candidato a prefeito em Arapiraca.

Apesar disso, o vice-governador iniciou a campanha nesse domingo (27), visitando alguns bairros de Arapiraca. E deu sequência (veja texto abaixo enviado pela assessoria) nesta segunda-feira (28) pela manhã.

Tudo indica que desta vez a jornada de Luciano como candidato será muito curta. Na sequência do imbróglio emedebista em Arapiraca, ele enfrentará dois obstáculos pela frente: o julgamento do registro de sua candidatura e uma eventual expulsão do MDB.

No primeiro obstáculo, Luciano e seus advogados vão trabalhar para validar a convenção que o escolheu candidato – o que cria dúvida jurídica razoável.

Na realização de convenções paralelas, a exemplo do que ocorreu com o MDB no município, nos dias 15 e 16, prevalece – de acordo com jurisprudências – a posição do diretório nacional do partido.

O prazo para qualquer registro de candidaturas acabou no sábado (26).

O diretório estadual do MDB, orientado pela executiva nacional, esperou até a “última hora” por um entendimento. Sem acordo, o partido estadual registrou ata sem candidatos a prefeito e a vereador no município.

Ainda que a Justiça Eleitoral acate o pedido inicial da candidatura, aprovada na convenção do dia 15, que foi anulada, resta ainda uma ‘carta na manga’ ao diretório estadual do MDB: a expulsão.

Segundo o TSE, “Caberá ao partido político requerer, até a data da eleição, o cancelamento do registro do candidato que dele for expulso, em processo no qual seja assegurada sua ampla defesa, observadas as normas estatutárias. É permitido ao partido político ou à coligação substituir candidato que tiver registro indeferido, inclusive por inelegibilidade, cancelado ou cassado, ou que renunciar ou falecer após o prazo do registro.”

A substituição, segundo o TSE, poderá ser requerida até 20 dias antes do pleito, para cargo majoritário e para cargo proporcional, exceto no caso de falecimento.

E a expulsão, anote aí, será o ‘último’ recurso usado nesse imbróglio – se necessário. Ou seja, o partido poderá até ter outros nomes na disputa, dependendo do que decidir a Justiça Eleitoral.

Como a candidatura é do partido, o que pode acontecer é a substituição – ou não – de um nome por outro. A decisão final, será do presidente estadual do MDB, senador Renan Calheiros.

E a julgar pelas recentes declarações do senador, Luciano está fora do jogo.

Veja aqui o que diz o TSE sobre Registro de Candidatos 

Campanha

Veja texto da assessoria de Luciano Barbosa:

Luciano conversa com feirantes no centro de Arapiraca

O segundo dia de campanha do futuro prefeito Luciano Barbosa e da vice Rute Nezinho ocorreu, nesta segunda-feira (28), no Mercado Público Municipal e na feira livre da cidade de Arapiraca.

Acompanhados de candidatos a vereador e lideranças locais, Luciano Barbosa e Rute Nezinho caminharam pelas ruas centrais, conversando com feirantes, populares e ouvindo atentamente as necessidades dos trabalhadores e trabalhadoras que comercializam os mais diversos produtos para sustentar suas famílias.

Na ocasião, Luciano recebeu muitos cumprimentos e votos de apoio à candidatura.
“Esse contato é a melhor forma de conhecer a realidade de nosso povo e saber do que os feirantes precisam”, afirma Luciano Barbosa. 

 

 

 

COMENTÁRIOS 2

Davi aposta na ‘força das ruas’, para superar JHC e Gaspar
   27 de setembro de 2020   │     22:50  │  3

A largada oficial foi neste domingo, 27. Em Maceió, onde dez candidatos a prefeito e 558 disputam os 592,3 mil votos do município, a campanha foi intensa, com direito a aglomeração.

Teve de tudo. De carreata a ato religioso e principalmente “adesivaço”.

A disputa majoritária é de dez para um, mas de acordo com as últimas pesquisas, quatro nomes estão no ‘primeiro pelotão’: Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB), Davi Filho (PP), Cícero Almeida e JHC (PSB).

Destes, apenas Cícero não realizou atos de campanha – e se realizou não houve registro em redes sociais ou através de assessoria de imprensa.

Ao lado do governador Renan Filho (MDB), Gaspar fez adesivaço em Jaraguá e depois foi para o corpo a corpo em vários bairros. Davi Filho inaugurou comitê de campanha e também fez adesivaço na Mangabeiras e JHC percorreu vários bairros de Maceió em cima de um trio elétrico.

Os três mostraram grande capacidade de mobilização no mundo real e nas redes sociais.

Com uma campanha com seu estilo, na base da ‘pegada’ jovem e digital, JHC tenta manter a dianteira. Gaspar, aposta no ‘pulso firme’ e na ‘maturidade’, para fazer valer nas urnas o apoio que tem do governador e do atual prefeito da capital, Rui Palmeira.

Davi Filho, que chegou a ser desacreditado por setores da mídia no início da pré-campanha, consolidou agora tem a missão de ‘superar’ os  principais adversários para chegar ao segundo turno – se a eleição não for decidido no dia 15 e novembro, como se espera.

Jovem, com uma atuação reconhecida no esporte, cultura e principalmente nas áreas social e da saúde, Davi Filho, se reinventou nas redes sociais, mas deve apostar principalmente no guia eleitoral e na ‘pegada’ das ruas para ‘chegar lá’.

Nas máscaras, que tem usado como ferramenta para mandar mensagens ao eleitorado, Davi aponta o caminho que vai percorrer: ‘desço grota todo dia, não só na eleição’ e ‘meu gabinete é a rua’.

O candidato do PP vai tentar tirar a diferença no ‘corpo a corpo’. E já começou as andanças pela periferia, dando largada a campanha no Benedito Bentes e fazendo caminhadas em grotas do Jacintinho e bairros periféricos, a exemplo da Chã da Jaqueira.

O problema é que Davi não irá sozinho, pelo menos a partir de agora. Gaspar também desceu grotas durante a semana e foi para o Biu neste domingo. JHC passou por vários bairros da periferia nos últimos dias. Vergel, Clima Bom e Bebedouro, entre outros.

Com a campanha nas ruas, os três vão passar os próximos dias disputando abraços, apertos de mão e sorrisos.

Se conseguir se sair tão bem nessa etapa, quanto saiu na formação da sua coligação, Davi Filho, tem chance de ‘encostar’ nos dois primeiros colocados e de trabalhar por uma ‘ultrapassagem’ durante o guia eleitoral.

Agora é esperar o que dirão as próximas pesquisas.

Oficial

Veja um resumo do material enviado pelas assessorias dos candidatos neste domingo:

JHC:

JHC iniciou a campanha com ato simbólico no Pinheiro, reunindo apoiadores e população

Um dos maiores desafios do próximo prefeito de Maceió é lidar com um drama que atinge 50 mil moradores de quatro bairros: Pinheiro, Bebedouro, Mutange e Bom Parto. O respeito e preocupação de JHC e Ronaldo Lessa com a situação motivou o primeiro dia da jornada da verdade neste domingo (27). A campanha começou com um café da manhã na Associação SOS Pinheiro e seguiu com evento simbólico na Praça Menino Jesus de Praga.

Estiveram presentes no encontro apoiadores da chapa JHC-Lessa, como o senador Rodrigo Cunha (PSDB), os deputados estaduais Davi Maia (DEM) e Cabo Bebeto (PTC), o vereador Francisco Salles (PSB), Ricardinho Santa Ritta (Avante), Judson Cabral (PDT), além de outros candidatos e candidatas a uma vaga na Câmara dos Vereadores de Maceió.

“Inicio no local que para mim deveria ser, o Pinheiro, uma demonstração muito clara de respeito, um gesto de apreço por tudo que essas pessoas têm sofrido, por todos os dramas vividos, por esses quatro queridos bairros da nossa capital. Nesses quatro bairros, tem a nossa história, nossa cultura, nossos empreendedores, famílias inteiras que de uma hora para outra viram sua vida mudar de ponta cabeça”, destacou JHC.

Davi Filho

Na largada da campanha, Davi Filho lança comitê e prega mudanças em Maceió

“Essa largada tem um sentimento muito forte de mudança e de esperança na vida das pessoas. Isso tem me motivado muito”. A declaração foi de Davi Filho, candidato a prefeito pela coligação ‘Força e Coração para mudar Maceió’, ao iniciar seu discurso durante o ato de inauguração do comitê de campanha, seguido de adesivaço, neste domingo, 27.

O evento aconteceu na Avenida Comendador Gustavo Paíva, em Mangabeiras (Antiga Citroen, ao lado do Lar São Domingos), e contou ainda com o vice, 1Emannuel Fortes, lideranças políticas, candidatos a vereador e apoiadores.

Davi Filho disse que conta com a força de um verdadeiro exército do bem representado em cada um ali presente. “Acredito que estamos aqui, juntos nesse momento, porque somos indignados com o que passa nossa gente. E isso precisa e vai mudar. E é por isso que estou aqui com tanta gente que quer o bem de Maceió”, afirmou.

Alfredo Gaspar de Mendonça

Adesivaço de Alfredo Gaspar reúne milhares de carros e muitos populares

O candidato a prefeito de Maceió, Alfredo Gaspar, da coligação Maceió mais Forte (MDB, Podemos, PSD, PRTB, PSC, PTC, PL, PV e Avante) iniciou oficialmente nesse domingo (27), a sua campanha para as eleições de novembro, com um adesivaço de carros de apoiadores no estacionamento de Jaraguá.

Milhares de veículos foram plotados no vidro de trás com foto e o slogan “Prefeito Pulso Firme” e o número 15, do partido MDB. A estrutura se transformou em uma linha de montagem como pessoal de apoio na operação.

“Fico muito feliz em começar dessa forma, com todo esse pessoal que veio me apoiar, pois eles sabem de qual lado estão, o lado do bem, da honestidade. Como pulso firme vou mesmo mudar Maceió, minhas políticas públicas serão voltadas para o bem estar da pessoas, principalmente as mais carentes. Minha campanha será limpa, transparente, baseada em propósitos e não em mentiras”, disse Alfredo cercado por populares, muitos pedidos de selfies e falas “como vamos com tudo, conte com a gente, gosto demais de você”.

 

COMENTÁRIOS 3

Candidatos a prefeito de Maceió ficam fora do guia eleitoral; veja quais
     │     15:55  │  0

Agora é oficial. O Tribunal Superior Eleitoral, divulgou nessa sexta-feira (25) a portaria TSE Nº 722 de 24 de setembro de 2020, que “divulga a tabela de representatividade dos partidos políticos na Câmara dos Deputados para fins da distribuição do tempo da propaganda eleitoral gratuita na rádio e na televisão nas Eleições2020”.

A partir do quantitativo de deputados, é possível calcular quanto cada candidato a prefeito terá de tempo no guia eleitoral e nas inserções.

A novidade é que pela primeira vez nos últimos anos, alguns candidatos não terão nenhum tempo no guia eleitoral. Até as eleições passadas, mesmo as legendas sem representação na Câmara dos Deputados podiam participar da divisão do “tempo igual”.

Após emenda constitucional, a partir das eleições de 2020 só participam da propaganda eleitoral gratuita candidatos de partidos que superaram a cláusula de barreira.

Em Maceió, dois candidatos a prefeito e quase cem candidatos a vereador terão que se virar nas ruas e nas redes sociais. E só. Eles não terão direito a nenhum segundo na rádio e na TV.

O ex-prefeito e engenheiro Corintho Campelo (PMN) e a jornalista Lenilda Luna (UP) que são candidatos majoritários não terão direito a participação no guia eleitoral.

Cícero Almeida (DC) quase fica fora do guia e só terá direito a alguns segundos porque coligou, na última hora, com o PTB.

Outros nomes conhecidos na política de Alagoas, que disputam mandato de vereador em Maceió, também ficarão fora da propaganda eleitoral gratuita. Eles estão entre os 99 candidatos de 8 partidos que não superaram a cláusula de barreira: são 16 do PMN; 3 da UP; 9 da Rede; 31 do PRTB; 37 do PTC; 1 do DC; 1 do PCB e 1 do PSTU.

Entre os candidatos mais conhecidos que não terão tempo no guia eleitoral estão vereadores de mandato, a exemplo de Samyr Malta (PTC) e Silvânia Barbosa (PRTB), a ex-senadora Heloísa Helena (Rede) e o ex-deputado estadual Pastor João Luiz (PRTB).

Falta pouco

Com a pandemia do novo coronavírus as eleições municipais deste ano foram adiadas para 15 de novembro. Todo o calendário eleitoral também mudou. A partir deste domingo, 27, os candidatos já estão autorizados a fazer campanhas nas ruas e nas redes sociais.

O guia eleitoral, que tradicionalmente “esquenta” a campanha começa daqui a 12 dias. Os candidatos começam a apresentar suas propostas na rádio e na TV a partir do dia 9 de outubro.

Segundo o calendário eleitoral do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), também no dia 27 está permitida a propaganda dos candidatos pela internet.

Portaria

Veja trecho da portaria do TSE: “Os partidos PMN, PTC, DC, REDE, PCB, PCO, PMB, PRTB, PSTU e UP não terão acesso ao horário eleitoral gratuito nas Eleições 2020, em observância ao disposto no inciso I do parágrafo único do art. 3º da Emenda Constitucional nº 97/2017.”

Veja aqui a portaria na íntegra: PORTARIA TSE Nº 722 DE 24 DE SETEMBRO DE 2020

 

COMENTÁRIOS 0

Alagoas perde Cyridião Durval, ex-secretário conhecido pela sua gentileza
     │     15:45  │  0

Conheci Cyridião Durval Peixoto, o político, gestor e procurador, no governo de Geraldo Bulhões (1991 a 1994). Foi um período curto, mas de boa convivência. Paciente, gentil, sorriso aberto. É o que me vem sempre á memória quando ouço seu nome.

No governo GB, Cyridião Durval foi secretário de Administração. Mas já ocupou secretarias em outros governos e foi prefeito de Passo de Camaragibe por dois mandatos.

Neste domingo, leio a notícia de que Cyridião morreu, aos 83 anos. À família, minha solidariedade.

Ao Cyridião, esteja onde estiver, continue sendo sempre bom humor e otimismo.

Que Deus o receba e conforte os seus.

Nota

O ex-prefeito do Passo do Camaragibe Cyridião Durval, morreu na manhã deste domingo (27),em Maceió, aos 83 anos. Em nota divulgada a imprensa a prefeitura do município, lamentou a morte do ex-prefeito e decretou luto oficial de 3 dias.

NOTA DE PESAR

Com profundo pesar, a Administração Municipal de Passo de Camaragibe, vem a público, em nome da Prefeita Edvania Farias Rocha Ugá Câmara, secretários e servidores em geral, manifestar a família enlutada, o mais profundo sentimento de pesar pelo falecimento do cidadão Camaragibano e ex-prefeito, Cyridião Durval Peixoto, aos 83 anos.

Prefeito no período de 1982-1986 e 1997-2000, Cyridião Durval Peixoto sempre será lembrado por todos os Camaragibanos como homem público que deixou seu legado de contribuição para o desenvolvimento e para construção histórica do município.

Um mestre que ensinou com esmero a bela arte de bem administrar. Diante dessa irreparável perda, decreto 03 dias de Luto Oficial em nossa cidade.

Neste momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares ratificando nosso voto de pesar e agradecimento à dedicação e trabalho prestado ao Município.

Segue em paz Cyridião Durval Peixoto e serás lembrado eternamente em nossos corações.

Passo de Camaragibe, 27 de setembro de 2020.  Edvânia Farias Rocha Ugá Câmara

Prefeita Constitucional

COMENTÁRIOS 0

Mais de 7 mil candidatos começam campanha em AL a partir deste domingo
   26 de setembro de 2020   │     21:02  │  3

A contagem é regressiva. Em alguns comitês de campanha de Alagoas, especialmente em Maceió, tem gente contando os segundos para “disparar” nas redes sociais e aplicativos, especialmente Watsapp, as primeiras propagandas eleitorais.

Tem candidato (pode conferir daqui a pouco) que vai começar a propaganda logo após a meia-noite.A partir deste domingo, 27, todos estão autorizados legalmente a fazer a campanha.

E tem muita gente com vontade de ir às ruas. Até o momento, a página do aplicativo Divulgacand, do TSE, aponta o pedido de registro de mais de 7 mil candidatos nos 102 municípios de Alagoas. São 331 nomes para prefeito, outros 331 para vice e 6.626 para vereador. Números que ainda podem aumentar, porque alguns registros (feitos até este sábado) só serão atualizados amanhã na página do TSE.

As cidades com mais candidatos são Maceió e Arapiraca. Na capital de Alagoas, até o momento, temos 10 candidatos a prefeito e 558 a vereador disputa os 592,3 mil votos do município. A disputa é de dez para um na vaga de prefeito e de 22 candidatos para um nas 25 vagas de vereador (hoje são 21), a partir de 2021 .

Na capital do agreste, com 143,1 mil eleitores, a disputa será acirrada, mas não tanto quanto Maceió. São 8 candidatos disputando uma vaga de prefeito e 308 candidatos a vereador, o que dá 16 para cada uma das 19 vagas na Câmara Municipal (hoje são 17) a partir de 2021.

Terceiro maior colégio eleitoral de Alagoas, com 57,6 mil eleitores, Rio Largo terá apenas 3 candidatos a prefeito e 147 candidatos disputando uma das 11 vagas de vereador.

Quarto  maior colégio eleitoral do Estado, com 50,8 mil eleitores, Palmeira dos Índios terá três candidatos a prefeito e 152 candidatos que disputam uma das 15 vagas na Câmara Municipal.

O quinto maior colégio eleitoral, União dos Palmares, com 44,9 mil  eleitores tem tantos candidatos a prefeito quanto Arapiraca. São 8 nomes na disputa pela prefeitura e 202 candidatos tentando conseguir uma das 15 vagas de vereador.

 

Largada

Em Maceió e no interior, o dia será de mobilização de rua entre os principais candidatos a prefeito e vereador.

Na capital, Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB) fará adesivaço no Estacionamento de Jaraguá; Davi Filho (PP) vai inaugurar o comitê de campanha na Avenida Gustavo Paiva e também fará, em frente, um adesivaço. A largada da campanha de JHC (PSB) será no bairro do Pinheiro, com um “ato simbólico”, depois ele percorre alguns bairros da capital num trio elétrico.

Disputa acirrada

Em Maceió, a disputa pela prefeitura será especialmente acirrada. No momento, quaro nomes tem chaces de ir ao segundo turno, segundo “leitura” das pesquisas.

O ex-procurador-geral de Justiça de Alagoas Alfredo Gaspar de Mendonça é o candidato do MDB, com o apoio do governador, Renan Filho e também do atual prefeito, Rui Palmeira, que indicou o vice da chapa, Tácio Melo. Gaspar também terá o apoio do senador Renan Calheiros (MDB), de alguns deputados estaduais e da maioria dos atuais vereadores.

O deputado federal JHC, do PSB, é outro nome forte da disputa. Ele conseguiu na reta final fechar aliança com o PDT e terá como vice o ex-governador Ronaldo Lessa, além do apoio do senador Rodrigo Cunha e de alguns deputados estaduais – entre eles Cabo Bebeto (PTC) e Davi Maia (DEM). Três vereadores de Maceió também apoiam JHC.

O deputado estadual Davi Filho (PP), conseguiu montar, mesmo com o perfil de candidato independente, uma coligação de seis partidos que vai lhe garantir o maior tempo no guia eleitoral. O seu vice é o médico Emannoel Fortes, do PSL. A chapa terá apoio da maioria dos deputados estaduais de Alagoas, do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Victor (SD), do deputado federal Severino Pessoa (Republicanos) e ao menos quatro vereadores de mandato.

Outro nome forte na disputa é o ex-prefeito Cícero Almeida (DC). A candidata a vice é Ana Cláudia Bezerra (PTB). Almeida terá pouco tempo no guia eleitoral e parte sem o apoio de lideranças políticas, mas conta com o recall (lembrança) do seu nome entre os eleitores.

Os demais candidatos parte para uma disputa em que terão pouco tempo de rádio e TV e quase nenhum apoio de políticos de mandato. A exceção é o candidato do PT, Ricardo Barbosa. Advogado e presidente estadual do partido, ele terá como vice Élida Miranda (PT) e contará com o apoio do deputado federal Paulão (PT) e de alguns movimentos sindicais e sociais.

Na disputa pela prefeitura de Maceió temos ainda, o engenheiro Josan Leite, que ficou em segundo lugar na disputa pelo governo em 2018. De direita, ele espera conquistar mais uma vez os votos de bolsonaristas.

A esquerda também estará na disputa com outros três candidatos: a ex-reitora da UFAL, Valéria Correia (PSOL), o oficial de Justiça Cícero Filho (PC do B) e a jornalista Lenilda Luna (UP).

Outro nome na disputa é o do ex-prefeito de Maceió Corintho Campelo (PMN).

COMENTÁRIOS 3