Category Archives: Geral

R$ 6,4 bilhões: Braskem ‘adiciona’ recursos para indenizações em Maceió
   15 de novembro de 2019   │     0:22  │  2

A Braskem surpreendeu o mercado ao anunciar, através de Fato Relevante – “Medidas para encerramento definitivo das atividades de extração de sal em Maceió”.

O anúncio foi feito nessa quinta-feira, 14, logo após a divulgação dos resultados da companhia no terceiro trimestre do ano – e ganhou forte repercussão nos principais veículos de comunicação do Estado.

No balanço (Resultados 3T19), divulgado de acordo com normas para empresa que possuem ações em bolsas, a Braskem informou seus resultados financeiro, com receita de vendas de R$ 13,3 bilhões no trimestre.

Na divulgação, a companhia apresenta a situação de cada uma de suas unidades operacionais. A Braskem trouxe ainda no balanço trimestral (julho, agosto e setembro de 2019) importantes informações sobre a “Situação em Alagoas”.

A companhia informou que continua importando matéria-prima (EDC) e soda cáustica e também tratou da “questão legal”. A empresa é apontada como responsável pelo “desastre” nos bairros do Pinheiro, Mutange e Bebedouro, em Maceió.

Numa aparente antecipação do desfecho do processo, hoje na Justiça Federal, a empresa informa que “adicionou” R$ 6,4 bilhões em seguro garantia a R$ 100 milhões bloqueados e disponibilizados pela Companhia “no caso da Braskem ser considerada culpada”.

Em outras palavras – ou números – a Braskem parece preparar o pagamento de indenizações a moradores dos bairros atingidos. O processo, no entanto, deve ser lento.

Veja o trecho do “release” sobre o balanço da Braskem que trata de Alagoas:

SITUAÇÃO EM ALAGOAS:

a. Operacional

Taxa média de utilização de PVC: 57%, 9 p.p. superior ao 2T19 devido a normalização da importação de EDC, que totalizou 140 mil toneladas no trimestre e em função de parada programada da planta da Bahia.

Volume de Vendas: as vendas de PVC no mercado brasileiro totalizaram 123 mil toneladas, 3% superior ao 2T19 explicado pela maior produção desta resina. No trimestre, a Companhia importou 74 mil toneladas de soda cáustica e vendeu 54 mil toneladas de soda cáustica, 3% inferior ao 2T19.

b. Técnica

1. Identificação das causas do fenômeno geológico: estudos seguem em andamento

2. Medidas relativas ao encerramento definitivo das atividades de extração de sal: em discussão com as autoridades

c. Legal

  • R$ 6,4 bilhões em seguro garantia adicionado a R$ 100 milhões bloqueados e disponibilizados pela Companhia no caso da Braskem ser considerada culpada
  • Aguardando a liberação do montante de R$ 3,7 bilhões já autorizados pelo Supremo Tribunal da Justiça
  • Negação do pedido liminar feito pelo do Ministério Público Estadual do Trabalho para bloquear o montante de R$ 2,5 bilhões
  • Ação do Ministério Público Federal em análise para: (i) constituição de garantias reais no valor de R$ 20,5 bilhões; (ii) constituição de fundo no valor de R$ 3,1 bilhões sendo R$ 2 bilhões em capital de giro no respectivo fundo; e (iii) suspensão do recebimento de financiamento e incentivos governamentais, além da exigência de vencimento antecipado de obrigações com agentes do governo.

d. Ações na Comunidade

A Companhia vem colaborando com as autoridades em ações na região, dentre as quais:

(i) obras de pavimentação e drenagem para recuperar mais de 20.000 m² de ruas e avenidas e evitar

o reaparecimento de fissuras e buracos;

(ii) revisão da estrutura das edificações para contribuir com a investigação das causas das rachaduras nas mesmas e analisar o grau de comprometimento das estruturas;

(iii) instalação de sinalização de pontos de encontro para casos de emergência;

(iv) doação de equipamentos para defesa civil de Maceió para permitir mais segurança para a população, tanto na tomada de medidas preventivas quanto em possíveis ações de emergência;

(v) monitoramento do solo por GPS para identificar pequenas movimentações no solo;

(vi) instalação de estação meteorológica para prever com antecedência as variações climáticas,

inclusive o volume de chuvas; e

(vii) inspeção do sistema de drenagem da água da chuva para que o município de Maceió possa efetuar intervenções mais precisas, rápidas e seguras.

Veja aqui as informações oficiais:

Balanço trimestral:  RESULTADOS 3T19

Fato Relevante: Fato Relevante – Medidas para encerramento definitivo das atividades de extração de sal em Maceió

Saiba mais: Braskem aumenta vendas, gera EBITDA de R$ 1,5 bilhão no 3T e enfrenta ciclo de baixa petroquímico

 

Alagoas vai ‘perder’ mais de R$ 42 milhões por ano com fim do DPVAT
   14 de novembro de 2019   │     7:58  │  0

A determinação do presidente Jair Bolsonaro de extinguir o DPVAT (Medida Provisória nº 904 de 2019, publicada no Diário Oficial da União dessa terça-feira, 12), afetará principalmente os condutores e pedestres das regiões Norte e Nordeste, segundo levantamento da Agência Tatu.

Em 2018 o seguro pagou mais de 328 mil indenizações em todo o Brasil. De acordo com dados da seguradora Líder, o Nordeste foi a região que mais recebeu este tipo de indenização no ano passado, sendo responsável por 30% de todas as indenizações pagas no país.

Com a MP, a partir de 1º de janeiro de 2020, não será mais cobrado anualmente o valor pelo seguro obrigatório aos donos de veículos. Em contrapartida, as indenizações também deixarão de ser pagas as vítimas. O DPVAT é responsável por indenizar familiares ou vítimas de acidentes envolvendo carros de passeio, motocicletas, caminhões, ônibus, micro-ônibus e tratores.

Quanto Alagoas perde? 

O seguro pago pelo DPVAT possui valores fixos para cada situação. Em caso de invalidez ou morte, a indenização é de R$ 13.500 e o reembolso de Despesas Médicas e Suplementares (DMAS) é de até R$ 2.700. Os acidentes ocorridos até 31 de dezembro deste ano continuarão cobertos pelo DPVAT.

Em 2017 o DPVAT pagou 4.665 sinistros em Alagoas. No ano passado, foram pagos 3.548 sinistros. Considerando a frota (809.906 veículos) ou seja 44 sinistros a cada 10 mil veículos. Do total de sinistros pados, 537 foram provocados por automóveis e 2.8757 por motocicletas.

Considerando valores fixos do DPVAT, os sinistros pagos em Alagoas passaram dos R$ 42,4 milhões em 2018.

Foram 668 casos de morte, totalizando R$ 9,01 milhões, 2.380 casos de invalidez, totalizando R$ 32,1 milhões e 500 DAMS, totalizando R$ 1,35 milhão.

Alagoas no ranking

O relatório Anual da Seguradora Líder traz os Rankings com Estados e Capitais com mais indenizações pagas considerando um cruzamento proporcional à frota no ano da análise. O indicador é baseado na proporção de seguros pagos a cada 10 milo veículos. Em 2017 Alagoas ficou com indicador 61 na 11a primeira posição. Em 2018, foi para a 17a posição com indicador 44.

Sobre o DPVAT

Instituído por lei em 1974, o pagamento do DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) é anual e obrigatório para todos os proprietários de veículos.

Do valor total arrecadado, 50% são destinados à seguradora que realiza o pagamento do benefício, 45% para o Sistema Único de Saúde (SUS) e 5% ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans), para a realização de campanhas educativas e de conscientização.

Saiba mais:

Regiões Norte e Nordeste serão as mais afetadas em MP que extingue DPVAT

RELATÓRIO ANUAL 2018 SEGURADORA LÍDER-DPVAT 

 

 

A ‘história’ do homem mais incrível do mundo vai à Bienal
   2 de novembro de 2019   │     16:52  │  0

As ruas do bairro histórico de Jaraguá já estão ocupadas, desde ontem (1o ) pela 9Bienal Internacional do Livro de Alagoas.

Até o próximo dia 10, o alagoano (e o turista também) terá a oportunidade de mergulhar na ficção e realidade, de deixar sua mente viajar ao redor do universo e conhecer de perto muitos dos autores que transformam em boa leitura experiências de vida, ideias, ideais e ‘sonhos’.

A bienal abre as portas para obras e autores de todo o mundo, mas se transforma num espaço diferenciado para a apreciação de livros e escritores alagoanos.

O evento será, por exemplo, a oportunidade de conhecer o trabalho do juiz Luciano Andrade de Souza, da comarca da Capital.

Luciano vai relançar seu primeiro romance intitulado “40 Dias”, neste domingo (03), às 19 horas, na 9a Bienal Internacional do Livro, no Espaço Armazém.

O romance pode ser traduzido  numa mistura de religiosidade e auto ajuda e conta em um enredo fictício, muito bem elaborado, a história da vida privada do homem mais incrível que o mundo já conheceu.

O livro teve uma boa aceitação do público em geral, tendo agora o leitor mais uma oportunidade de adquirir a obra e de conhecer pessoalmente o autor e sua vida cotidiana e profissional.

O juiz Luciano Andrade de Souza vai autografar seu livro “40 Dias” na bienal internacional do livro em Jaraguá

Deputado garante R$ 11 milhões para a construção de hospital em Arapiraca
   1 de novembro de 2019   │     14:35  │  2

O deputado federal Severino Pessoa (Republicanos/AL) tem trabalhado para viabilizar a construção de um hospital universitário em Arapiraca.

“O hospital servirá não só para atender a população da cidade, que hoje tem 240 mil habitantes, mas de toda a região. Temos mais de um milhão de pessoas que recorrem a diversos serviços em Arapiraca. Além disso, a unidade também vai atender o curso de medicina do campus da Universidade Federal de Alagoas no município”, aponta o parlamentar.

Pessoa já levou o projeto ao Palácio do Planalto e conseguiu ‘vender’ o projeto para o governo federal.

A iniciativa, que pode transformar a saúde na região do agreste, ganhou o apoio do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e de vários ministros.

Nesta semana, o parlamentar deu mais um passo importante para consolidar o projeto e anunciou a destinação de R$ 11 milhões de suas emendas para a construção do primeiro hospital universitário do interior alagoano.

“Desde que assumi o meu mandato, há menos de um ano, decidi que uma das minhas maiores lutas como deputado federal seria buscar mecanismos que proporcionassem mais qualidade e dignidade aos serviços de saúde ofertados aos moradores de Arapiraca e região”, aponta Pessoa.

Com os recursos assegurados e a predisposição do governo federal, o Hospital Universitário vai começar a sair do papel para se tornar uma realidade. Mas essa é outra história.

Deputado Severino Pessoa anuncia destinação de R$ 11 milhões para construção de hospital em Arapiraca

Uma perda para todos nós
   25 de outubro de 2019   │     17:55  │  0

O jornalista Miguel Torres faleceu na tarde desta sexta-feira, aos 58 anos. Reproduzo aqui e assino embaixo texto do jornalista Wadson Régis: “A família perde um grande cara e a imprensa um gigante ético, amigo e dono de uma alegria contagiante”.

Com passagens pelos principais meios de comunicação do Estado, Miguel era servidor concursado do Instituto Zumbi dos Palmares e funcionário do Pajuçara Sistema de Comunicação (PSCOM).

Miguel sempre foi de uma alegria contagiante. É assim que vamos lembrar de sua passagem por aqui.